Patologia Final 24

24 Questions | Total Attempts: 127

SettingsSettingsSettings
Please wait...
Patologia Final 24

Biomedicina


Questions and Answers
  • 1. 
    A apoptose é o processo de morte celular no qual as células ativam enzimas próprias que degradam, tanto seu DNA, quanto outros componentes celulares. A ocorrência do processo de apoptose depende, diretamente, da ativação de caspases pelas vias intrínseca e extrínseca. Em relação às vias que culminam na ativação das caspases, analise as afirmativas a seguir e assinale V para a(s) verdadeira(s) e F para a(s) falsa(s). I. (  ) A via intrínseca, também chamada de via mitocondrial, está relacionada à liberação de moléculas anti e pró-apoptóticas, após alterações nas membranas mitocondriais. II. (  ) A molécula BCL2 é um importante fator antiapoptótico que atua mantendo a integridade da membrana mitocondrial, enquanto a molécula BAX é um fator pró-apoptótico, que aumenta a permeabilidade da membrana das mitocôndrias. III. (  ) A via extrínseca está relacionada à ativação de receptores especiais presentes na membrana plasmática de inúmeras células, como o receptor Fas, os quais possuem domínio extracelular, que atuam na interação proteína-proteína, sendo essenciais para ativação de sinais apoptóticos. IV. (  ) A via intrínseca culmina na ativação da caspase 8 e a via extrínseca na ativação da caspase 9, as quais são chamadas de caspases ativadoras. Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência correta:
    • A. 

      V, V, V, V

    • B. 

      V, V, V, F

    • C. 

      F, F, V, V

    • D. 

      V, V, F, F

  • 2. 
    Leia o trecho a seguir: Os acúmulos intracelulares são depósitos de quantidades anormais de diversas substâncias inócuas, podendo ocasionar danos nas células afetadas, o que resulta em lesão celular. Dentre os tipos de substâncias que podem gerar acúmulos intracelular, incluem-se lipídios, glicogênio, proteínas e pigmentos endógenos, como a hemossiderina e a lipofuscina. Considerando o trecho acima e o conteúdo estudado acerca dos acúmulos intracelulares, podemos afirmar que a hemossiderina e a lipofuscina originam-se, respectivamente, a partir de:
    • A. 

      Metabolização da hemoglobina nas hemácias e peroxidação de lipídios das membranas celulares.

    • B. 

      Carbonização da hemoglobina nas hemácias e peroxidação de lipídios das membranas celulares.

    • C. 

      Metabolização da tirosina nas hemácias e peroxidação de lipídios das membranas celulares.

    • D. 

      Metabolização da hemoglobina nas hemácias e peroxidação de lipídios das membranas nucleares

  • 3. 
    As doenças neurodegenerativas, como doença de Parkinson, doença de Alzheimer e doença de Huntington estão associadas à formação e deposição de agregados proteicos que podem ser consequentes de alterações gênicas, que afetam, diretamente, proteínas importantes, seja alternando sua conformação espacial ou modificando seu processamento. Nesse contexto, associe corretamente as doenças neurodegenerativas com as possíveis alterações gênicas: 1. Doença de Parkinson 2. Doença de Alzheimer 3. Doença de Huntington (  ) Expansão do número de sequências CAG no gene HTT. (  ) Mutações no gene PPA localizado no cromossomo 21. (  ) Número de cópias do alelo ε4 do gene da apolipoproteína E (ApoE). (  ) Mutações pontuais ou por amplificação no gene da α-sinucleína. Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência correta:
    • A. 

      3, 2, 2, 1

    • B. 

      3, 1, 2, 2

    • C. 

      3, 2, 1, 2

    • D. 

      2, 3, 2, 1

  • 4. 
    A grande maioria dos casos de carcinoma mamário ocorre de modo esporádico, ou seja, não apresentando qualquer característica hereditária. Entretanto, cerca de 10% dos casos são familiares, nos quais o padrão de herança costuma ser autossômico dominante e destacam-se a presença de mutações nos seguintes genes supressores de tumor:
    • A. 

      BRCA1, BRCA2 e TP53

    • B. 

      BRCA1, BRCA2 e TPS2

    • C. 

      BR2771, BRCA3 e TP53

    • D. 

      PTCA1, BRCA2 e TP52

  • 5. 
    A maioria dos casos de adenocarcinoma pancreático desenvolve-se na cabeça da glândula, apresentando-se na forma de uma massa rígida e mal definida, com aspecto branco-acinzentado. Em relação ao adenocarcinoma pancreático, analise as afirmativas a seguir e assinale V para a(s) verdadeira(s) e F para a(s) falsa(s): I. (  ) O desenvolvimento de adenocarcinoma pancreático é típico de pacientes jovens, com menos de 20 anos de idade. II. (  ) A presença de lesões precursoras, denominadas neoplasias intraepiteliais pancreáticas (NIpan), está intimamente relacionada à progressão para adenocarcinoma invasivo no pâncreas. III. (  ) A massa tumoral no adenocarcinoma de pâncreas costuma ser localizada. IV. (  ) O câncer de pâncreas é um dos tipos de câncer que apresenta pior prognóstico, devido à sua elevada taxa de mortalidade, com apenas 5% dos pacientes sobrevivendo por 5 anos após o diagnóstico. Agora assinale a alternativa que apresenta a sequência correta:
    • A. 

      F, V, F, V

    • B. 

      V, V, F, F

    • C. 

      V, V, V, F

    • D. 

      F, F, F, V

  • 6. 
    O fígado é um órgão extremamente essencial para o funcionamento do organismo como um todo, devido às funções excretoras e metabólicas que ele exerce, bem como pelo seu papel na síntese e armazenamento de substâncias. Sendo assim, a falha no funcionamento hepático causada por hepatites crônicas, alcoolismo e doença hepática gordurosa traz consequências graves ao organismo. Nesse contexto, analise as asserções a seguir e a relação proposta entre elas. I. A insuficiência hepática crônica refere-se à perda progressiva de pelo menos 80% da função hepática, por lesão crônica dos hepatócitos. PORQUE: II. O aumento de produtos tóxicos no sangue, especialmente elevadas concentrações de amônia, podem afetar a transmissão de impulsos nervosos, resultando no desenvolvimento de encefalopatia hepática. A seguir, assinale a alternativa correta:
    • A. 

      As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma justificativa correta da I.

    • B. 

      As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II é uma justificativa correta da I.

    • C. 

      As asserções I e II são proposições são falsas. 

    • D. 

      As asserções I é falsa e II é  uma proposições verdadeira.

  • 7. 
    A carcinogênese está associada ao acúmulo de mutações no DNA, as quais podem ser tanto herdadas dos progenitores, quanto ocorrer de modo espontâneo ou serem adquiridas devido à exposição aos agentes carcinogênicos. Os genes mais afetados nos diferentes tipos de câncer pertencem a duas classes especiais de genes, denominados proto-oncogenes e genes supressores de tumor. Nesse contexto, analise as afirmativas a seguir: I. Proto-oncogenes correspondem a genes normais não mutados, cujas proteínas codificadas participam do processo normal de proliferação celular. II. Genes supressores de tumor são genes normais não mutados, cujas proteínas codificadas atuam fisiologicamente como limitadoras da proliferação celular. III. Mutações em proto-oncogenes resultam na formação dos chamados oncogenes, os quais codificam oncoproteínas diretamente relacionadas à proliferação anormal das células. IV. Mutações em genes supressores de tumor resultam em falha no controle negativo da proliferação celular, o que leva ao aumento descontrolado do número de células. V. As mutações nos proto-oncogenes só resultam em malignidade quando afetam ambas as cópias do gene, tendo, portanto, caráter recessivo. Já as mutações em genes supressores de tumor são dominantes, bastando que uma das cópias seja mutada para que o fenótipo seja alterado. Está correto apenas o que se afirma em:
    • A. 

      I, II, III e IV

    • B. 

      I, III e IV

    • C. 

       III e IV

    • D. 

      I, II e III 

  • 8. 
    O colapso circulatório, comumente chamado de choque, é um distúrbio complexo no qual há severa redução da perfusão tecidual, o que acarreta em hipóxia em diferentes tecidos do organismo. Em relação ao choque de origem hipovolêmica, analise as asserções a seguir e a relação proposta entre elas: I. O choque hipovolêmico ocorre em situações de intensa perda de sangue, geralmente, com mais de 20% do volume total de sangue sendo perdido de forma rápida. Porque: II. A hipovolemia resulta em redução do débito cardíaco, o qual corresponde ao volume de sangue bombeado pelo coração por uma determinada unidade de tempo. Com o débito cardíaco reduzido, há prejuízo da perfusão tecidual. Agora, assinale a alternativa correta.
    • A. 

      As asserções I e II são proposições verdadeiras e a II é uma justificativa correta da I.

    • B. 

      As asserções I e II são proposições falsas.

    • C. 

      As asserções I e II são proposições verdadeiras e a II não é uma justificativa correta da I.

    • D. 

      As asserções I é falsa e  II é uma  são proposições verdadeira. 

  • 9. 
    aterosclerose é uma importante patologia vascular que se refere à deposição de lesões elevadas na parede das artérias denominadas placas de ateroma ou placas ateromatosas. Dentre as principais consequências da aterosclerose, destacam-se:
    • A. 

      Infarto do miocárdio, infarto cerebral, aneurisma da aorta e doença vascular periférica.

    • B. 

      Edema, inchaço e infarto cerebral, aneurisma da aorta e doença vascular periférica.

    • C. 

      Infarto dos alvéolos , aneurisma da aorta e doença vascular periférica.

    • D. 

      A doença vascular periférica.

  • 10. 
    A doença de Alzheimer é umas das mais importantes doenças neurodegenerativas que, raramente, afeta indivíduos com menos de 50 ano, tendo sua incidência aumentada com o avanço da idade. Em relação ao mal de Alzheimer, analise as afirmativas a seguir: I. Dentre as manifestações clínicas típicas da perda insidiosa da capacidade cognitiva, destacam-se demência, déficit de memória, alterações da capacidade visual-espacial, redução da capacidade de julgamento, além de alterações de personalidade e linguagem. II. A doença de Alzheimer tem como principal incidência casos familiares, sendo que apenas 5-10% dos casos são considerados esporádicos. III. Ocorre acúmulo de agregados de proteínas tau e Aβ resultante do desequilíbrio entre a produção e a degradação das mesmas. IV. O cérebro dos pacientes afetados apresenta atrofia e aumento dos sulcos. Está correto apenas o que se afirma em:
    • A. 

      I, III e IV.

    • B. 

       II e IV.

    • C. 

       IV.

    • D. 

      I

  • 11. 
    Hiperemia e congestão são termos que descrevem o acúmulo de sangue em um tecido, porém, há importantes diferenças entre as duas situações. Considerando esse contexto, avalie as seguintes asserções e a relação proposta entre elas. O acúmulo de sangue na hiperemia ocorre de modo ativo com o intuito de atender a maior necessidade metabólica em situações fisiológicas, como exercícios físicos ou patologias, como a inflamação. Considerando esse tema, analise as asserções a seguir e a relação proposta entre elas. I. Tanto em condições fisiológicas quanto patológicas, o tecido com hiperemia é eritematoso, ou seja, com aspecto avermelhado. Porque: III. Na hiperemia, corre acúmulo de sangue arterial (oxigenado) devido à dilatação de arteríolas locais. A seguir, assinale a alternativa correta:
    • A. 

      As asserções I e II são proposições verdadeiras e a II é uma justificativa correta da I.

    • B. 

      As asserções I e II são proposições verdadeiras e a II não é uma justificativa correta da I.

    • C. 

      As asserções I e II são proposições falsas. 

    • D. 

      As asserções I é falsa e a II é uma  proposições verdadeira. 

  • 12. 
    A inflamação crônica é um processo que dura semanas ou mesmo meses, tendo uma duração bem mais prolongada que a infamação aguda. Morfologicamente, os três elementos básicos que diferenciam esses dois tipos de inflamação é que na resposta inflamatória crônica há:
    • A. 

      Infiltração de leucócitos mononucleares, destruição tecidual acentuada e tentativa constante de reparo tecidual por cicatrização.  

    • B. 

      Infiltração de leucócitos polinucleares, destruição tecidual acentuada e tentativa constante de reparo tecidual por cicatrização.  

    • C. 

      Infiltração dos monócirtos e das enzimas lipases mononucleares, destruição tecidual acentuada e tentativa constante de reparo tecidual por cicatrização.  

    • D. 

      Infiltração de leucócitos mononucleares, destruição tecidual acentuada e tentativa constante de reparo tecidual por deterioração.  

  • 13. 
    O pênfigo bolhoso é uma doença de pele, de caráter inflamatório, na qual há dissolução da ligação entre as células da epiderme e do epitélio da mucosa. Apesar de doloroso, o pênfigo, geralmente, apresenta-se de modo benigno e tratável. A patogênese do pênfigo está associada:
    • A. 

      Resposta autoimune, com produção de anticorpos autorreativos, que atuam contra desmogleínas de adesão intercelular, resultando em comprometimento da ligação entre as células e, consequentemente, formação de bolhas cutâneas.

    • B. 

      Cooprodução de anticorpos reativos, que atuam contra desmogleínas de adesão intercelular, resultando em comprometimento da ligação entre as células e, consequentemente, formação de bolhas cutâneas

    • C. 

      Nenhuma produção de anticorpos autorreativos, que atuam contra desmogleínas de adesão intercelular, resultando em comprometimento da ligação entre as células e, consequentemente, formação de eritemas bolhosos.

    • D. 

      Falta de resposta autoimune, com produção de anticorpos autorreativos, que atuam contra as hemácias de adesão intercelular, resultando em comprometimento da ligação entre as células e, consequentemente, formação de bolhas cutâneas.

  • 14. 
    As doenças neoplásicas referem-se às condições nas quais há proliferação autônoma e ilimitada das células em um tecido, causando acúmulo de células e crescimento tecidual anormal. Um importante conceito empregado na análise dos diferentes tipos de neoplasias é a diferenciação, que corresponde a/ao:
    • A. 

      Grau de semelhança da célula neoplásica com a célula normal equivalente, considerando-se tanto sua morfologia quanto funcionalidade

    • B. 

      Grau de genética da célula neoplásica com a célula normal equivalente, considerando-se tanto sua morfologia quanto funcionalidade de fagocitose

    • C. 

      Não tem semelhança da célula neoplásica com a célula normal equivalente, considerando-se tanto sua morfologia quanto funcionalidade

    • D. 

      Grau de parentesco da célula neoplásica com a célula normal equivalente, considerando-se tanto sua etiologia quanto funcionalidade

  • 15. 
    O aumento da demanda de trabalho do coração estimula uma resposta adaptativa denominada hipertrofia do miocárdio, na qual há aumento do tamanho das fibras musculares cardíacas. Em relação à hipertrofia do miocárdio, analise as afirmativas a seguir: I. O aumento da demanda de trabalho do músculo cardíaco pode ser decorrente de sobrecarga de pressão ou de sobrecarga de volume. II. O excesso de demanda de trabalho por sobrecarga de pressão ocorre na hipertensão arterial crônica, já a sobrecarga de volume é comum em pacientes com problemas na válvula mitral. III. A sobrecarga de pressão resulta em hipertrofia excêntrica, com deposição de sarcômeros em série, com dilatação das câmaras cardíacas. IV. A sobrecarga de volume resulta em hipertrofia concêntrica, com deposição de sarcômeros em paralelo, com aumento da espessura das paredes do coração e redução das câmaras cardíacas. Está correto apenas o que se afirma em:
    • A. 

      I e II

    • B. 

      I, II e III

    • C. 

      IV

    • D. 

      II e IV

  • 16. 
    A doença de Alzheimer é umas das mais importantes doenças neurodegenerativas que, raramente, afeta indivíduos com menos de 50 ano, tendo sua incidência aumentada com o avanço da idade. Em relação ao mal de Alzheimer, analise as afirmativas a seguir: I. Dentre as manifestações clínicas típicas da perda insidiosa da capacidade cognitiva, destacam-se demência, déficit de memória, alterações da capacidade visual-espacial, redução da capacidade de julgamento, além de alterações de personalidade e linguagem. II. A doença de Alzheimer tem como principal incidência casos familiares, sendo que apenas 5-10% dos casos são considerados esporádicos. III. Ocorre acúmulo de agregados de proteínas tau e Aβ resultante do desequilíbrio entre a produção e a degradação das mesmas. IV. O cérebro dos pacientes afetados apresenta atrofia e aumento dos sulcos. Está correto apenas o que se afirma em:
    • A. 

      I, III e IV

    • B. 

      III e IV

    • C. 

      I e III

    • D. 

       IV

  • 17. 
    Hiperemia e congestão são termos que descrevem o acúmulo de sangue em um tecido, porém, há importantes diferenças entre as duas situações. Considerando esse contexto, avalie as seguintes asserções e a relação proposta entre elas. O acúmulo de sangue na hiperemia ocorre de modo ativo com o intuito de atender a maior necessidade metabólica em situações fisiológicas, como exercícios físicos ou patologias, como a inflamação. Considerando esse tema, analise as asserções a seguir e a relação proposta entre elas. I. Tanto em condições fisiológicas quanto patológicas, o tecido com hiperemia é eritematoso, ou seja, com aspecto avermelhado. Porque: III. Na hiperemia, corre acúmulo de sangue arterial (oxigenado) devido à dilatação de arteríolas locais. A seguir, assinale a alternativa correta:
    • A. 

      As asserções I e II são proposições verdadeiras e a II é uma justificativa correta da I.

    • B. 

      As asserções I e II são proposições verdadeiras e a II não é uma justificativa correta da I.

    • C. 

      As asserções I e II são proposições falsas. 

    • D. 

      As asserções I é falsa e a II é uma proposições verdadeira. 

  • 18. 
    Quando o número de células necróticas de um tecido é significativo, tem-se a chamada necrose tecidual, a qual pode apresentar diferentes padrões morfológicos, de acordo com a causa e o tecido afetado. Em relação aos padrões morfológicos da necrose tecidual, julgue as afirmações abaixo e assinale a alternativa correspondente: I A necrose de coagulação ocorre, principalmente, por hipóxia, e a região necrótica no tecido recebe o nome de infarto. Microscopicamente, há manutenção dos contornos celulares ou mumificação celular. II Quando o tecido cerebral sofre isquemia e hipóxia, mesmo na ausência de infecção bacteriana, a necrose resultante é do tipo liquefativa. III A necrose gomosa é aquela que ocorre tipicamente em focos de tuberculose, assumindo aspecto macroscópico de queijo. IV A necrose caseosa, também chamada de goma sifilítica, ocorre em pacientes infectados pela bactéria Treponema pallidum. Está correto apenas o que se afirma em:
    • A. 

      I e IV

    • B. 

      I e II

    • C. 

      I , II e III

    • D. 

      II e IV

  • 19. 
    O desenvolvimento do câncer está associado ao acúmulo de inúmeras mutações complementares que culminam na determinação do fenótipo maligno, uma vez que todo câncer é um tumor maligno. Considerando esse tema e os conteúdos abordados no livro-texto da disciplina, numere (de 1 a 3) as etapas do processo de carcinogênese na sequência em ele ocorre. (  ) Promoção. (  ) Progressão. (  ) Iniciação. Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência correta:
    • A. 

      2, 3, 1

    • B. 

      1, 2, 3

    • C. 

      3, 2, 1

    • D. 

      1, 3, 2

  • 20. 
    A trombose refere-se à formação de coágulos sanguíneos, denominados trombos, no interior de vasos sanguíneos em um organismo vivo. O desenvolvimento da trombose está relacionado a três fatores, conhecidos como tríade de Virchow, que incluem:
    • A. 

      Lesão endotelial, fluxo sanguíneo anormal e hipercoagulabilidade

    • B. 

      Lesão peritonial, fluxo sanguíneo anormal e hipercoagulabilidade

    • C. 

      Yakusa, fluxo sanguíneo anormal e hipercoagulabilidade

    • D. 

      Lesão da derme, fluxo sanguíneo normal e hipercoagulabilidade

  • 21. 
    A insuficiência renal crônica é uma síndrome na qual a lesão do parênquima renal ocorre de modo insidioso e claramente progressivo, estando associada a fatores de risco elevado, como hipertensão arterial crônica, diabetes e histórico familiar de problema renal, além de fatores de risco moderado, como doenças sistêmicas, infecções urinárias de repetição e urolitíase. Nesse contexto, associe cada estágio da progressão da insuficiência renal crônica com suas respectivas características. 1. Primeiro estágio ou inicial 2. Segundo estágio 3. Terceiro estágio 4. Quarto estágio 5. Quinto estágio 6. Sexto estágio ou estágio avançado terminal ( 6 ) Perda severa da função renal, com necessidade de diálise ou transplante. ( 1 ) Presença de fatores de risco, elevado ou moderado, na vida do paciente. ( 2 ) Lesão parenquimatosa dos rins, sem perda de taxa de filtração renal. ( 5 ) Perda grave da função renal, com manifestações clínicas evidentes. ( 3 ) Perda leve da função renal, sem manifestações clínicas e laboratoriais evidentes. ( 4 ) Perda moderada da função, diagnosticável por exames laboratoriais, mas sem manifestações clínicas muito evidentes. Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência correta:
    • A. 

      6, 1, 2, 5, 3, 4

    • B. 

      1, 6, 2, 5, 3, 4

    • C. 

      6, 1, 2, 5, 4, 3

    • D. 

      6, 1, 5, 2, 3, 4

  • 22. 
    A inflamação crônica do tipo granulomatosa é um padrão específico de resposta inflamatória crônica decorrente de hipersensibilidade tardia ou do tipo IV. Em relação à inflamação granulomatosa, classifique as afirmações abaixo como verdadeiras (V) ou falsas (F). (  ) O desenvolvimento da inflamação granulomatosa está associado à falha do organismo em eliminar facilmente o agente agressor, o qual pode ser desde bactérias que causam infecções crônicas, como sífilis e tuberculose, até corpos estranhos, como fios de sutura, algodão e talco. (  ) A região central de todos os granulomas é formada por uma área necrótica na qual o tecido foi destruído por ação coordenada de macrófagos e linfócitos. ( ) Granulomas imunes são causados por infecções crônicas e morfologicamente são constituídos de um centro necrótico cercado de linfócitos e macrófagos diferenciados em células gigantes chamadas células de Langhans. (  ) As células gigantes que se formam a partir da junção e diferenciação epitelioide de macrófagos são exatamente iguais nos granulomas imunes e granulomas de corpo estranho.
    • A. 

      V, F, V, F

    • B. 

      V, V, F, F

    • C. 

      F, F, V, V

    • D. 

      F, F, V, V

  • 23. 
    O desenvolvimento de colelitíase por cálculos pigmentados está relacionado ao aumento da concentração de bilirrubina não conjugada na bile, dando origem a sais de cálcio e bilirrubina não conjugada associados a sais de cálcio inorgânicos. Em relação aos cálculos biliares pigmentados, podemos afirmar que:
    • A. 

      Cálculos pretos ocorrem na ausência de infecção na vesícula biliar, já os cálculos marrons ocorrem na presença de infecção dos ductos biliares

    • B. 

      Cálculos pretos ocorrem com a  infecção na vesícula biliar, já os cálculos marrons ocorrem na presença de plaquetas nos ductos biliares

    • C. 

      Cálculos pretos ocorrem na essência da vesícula biliar, já os cálculos marrons ocorrem no intestino.

    • D. 

      São cálculos não programados pelo organismo

  • 24. 
    S glomerulonefrites podem resultar tanto em síndromes nefríticas quanto em síndromes nefróticas, as quais apresentam etiologia e manifestações clínicas diferentes. Nesse contexto, relacione as glomerulonefrites que resultam em síndrome nefrótica a seguir com suas respectivas características.
    1. Nefropatia membranosa
    2. Doença de lesão mínima
    3. Glomerulosclerose segmentar focal
    ( ) Presença de dano direto ao epitélio glomerular, com degeneração e ruptura das células epiteliais e perda de podócitos. ( ) Espessamento das paredes dos capilares dos glomérulos, devido à deposição de complexos imunes no lado subepitelial da membrana basal. ( ) Perda uniforme e difusa dos podócitos no epitélio dos glomérulos, vista apenas por microscopia eletrônica. ( ) Resposta autoimune, associada a alelos de HLA, que resulta em produção de anticorpos autorreativos contra antígenos renais, principalmente receptor de fosfolipase A2. ( ) Pode estar associada a diversos tipos de leucemias e linfoma de Hodgkin, além de uso frequente de anti-inflamatórios não esteroidais (AINES). Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência correta:
    • A. 

      3, 1, 2, 1, 2

    • B. 

      3, 1, 2, 1, 1

    • C. 

      1, 1, 2, 1, 2

    • D. 

      3, 1, 1, 1, 2