Praticando Um Pouco Mais- 2º Ano – 3° Etapa 2014

10 Questes | Total Attempts: 495

SettingsSettingsSettings
Please wait...
Praticando Um Pouco Mais- 2º Ano  – 3° Etapa 2014

Questions and Answers
  • 1. 
    As alternativas a seguir descrevem características de personagens da estrutura agrária brasileira. Assinale a única que está correta.
    • A. 

      Posseiro= pessoa que se apropria de terras ilegalmente e apresenta título falsificado de propriedade.

    • B. 

      Latifundiário= proprietário de pequenas extensões de terra geralmente improdutivas voltadas à especulação imobiliária..

    • C. 

      Parceiros= trabalham em terras de outras pessoas em troca da produção obtida.

    • D. 

      Meeiro= trabalha em terra alheia e com o tempo torna-se dono.

    • E. 

      Meeiro= Trabalha em terras de outra pessoa em troca da produção obtida. Quando essa parte chega a 50%, o trabalhador é assim chamado.

  • 2. 
    A agropecuária no Brasil apresenta duas faces diferentes. Uma é a da modernidade a da elevada produtividade, que a coloca entre as mais competitivas do mundo, apesar das barreiras encontradas pelos produtos agrícolas brasileiros nos principais mercados internacionais. Outra se caracteriza pela miséria dos trabalhadores rurais, que perdem seus empregos e suas terras e tornam-se incapazes de prover a própria subsistência. (Geografia Geral e do Brasil. São Paulo: Saraiva, 2003, p. 133.)De acordo com o texto acima julgue as proposições abaixo marcando (V)verdadeiro ou (F) Falso.( )Parte da exploração agrícola está entre as mais modernas do mundo, competindo em produtividade e preço com a produção dos países centrais, além de constituir um dos maiores setores de exportação do país.( )A constituição de cadeias produtivas que integram vários setores da economia, como fornecedores de insumos, produção, processamento, transformação e distribuição de produtos agrícolas, são denominados agronegócio.( )O avanço dos cultivos comerciais, principalmente da soja, do algodão e da pecuária bovina em áreas de agricultura tradicional, tem como conseqüência a expropriação do pequeno agricultor e a degradação ambiental, entre outros fatores.( )No espaço rural brasileiro são percebidas duas realidades que se contrapõem. De um lado, o meio científico-informacional e, de outro, o tradicional.MARQUE A ALTERNATIVA CORRETA. 
    • A. 

      F, F, F, V

    • B. 

      V, F, F, F.

    • C. 

      V, F, V, F.

    • D. 

      V, V, V, V.

    • E. 

      F, V, F, F.

  • 3. 
    A revolução verde caracteriza-se, principalmente, pela industrialização e modernização tecnológica das atividades agropecuárias. Esse fenômeno possui como características:I. Uso de técnicas agrícolas avançadas;II. Emprego de agrotóxicos;III. Predomínio de latifúndios monocultores;IV. Alteração genética de grãos e plantas;V. Utilização de mão de obra abundante;São corretas as afirmativas: 
    • A. 

      I, e II

    • B. 

      III e IV

    • C. 

      II, IV e V

    • D. 

      I, III e V

    • E. 

      I, II, III e IV

  • 4. 
    O crescimento da economia brasileira desenvolveu-se sob o signo dos grandes ______ e da concentração de renda. A _______ da agricultura e a concentração ______ produziram o ________acelerado, que se manifesta na formação das _______ urbanas. No campo, os novos padrões de ______ impostos pelos complexos ______ continuam a provocar a ruína dos pequenos produtores,configurando um quadro de verdadeira tragédia social.Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do texto. 
    • A. 

      Agroindustriais – produtividade – das periferias – consumo – favelas – monopólios – rurais.

    • B. 

      Monopólios – crise – de terras – crescimento – franjas – consumo – urbanos.

    • C. 

      Agronegócios – produtividade – de renda – consumo – massas – investimentos – industriais.

    • D. 

      Monopólios – modernização – fundiária – êxodo rural – periferias– produtividade – agroindustriais.

    • E. 

      Capitalistas – proletarização – fundiária – enriquecimento –favelas – modernização – agroindustriais.

  • 5. 
    O processo de concentração fundiária caminha junto à industrialização da agropecuária com predomínio de capitais. Logo:I - O discurso de modernidade das elites tem contribuído para que a terra esteja concentrada nas mãos da grande maioria dos agricultores brasileiros.II - Os pequenos agricultores não conseguem competir e são forçados a abandonar suas lavouras de subsistência e vender suas terras.III - A intensa mecanização leva à redução do trabalho humano e à mudança nas relações de trabalho, com a especialização de funções e oaumento do trabalho assalariado e de diaristas.IV - As modificações na estrutura fundiária provocam desemprego no campo, intenso êxodo rural, além de aumentar o contingente de trabalhadores sem direito à terra e sua exclusão social.Estão corretas: 
    • A. 

      Apenas as proposições I e IV

    • B. 

      Apenas as proposições I II e III

    • C. 

      Apenas as proposições II, III e IV

    • D. 

      Apenas as proposições II e III

    • E. 

      Todas as proposições

  • 6. 
    (UFPI) Sobre a estrutura fundiária e as relações de trabalho no campo brasileiro, assinale a alternativa correta:
    • A. 

      A estrutura fundiária apresenta acentuada concentração da propriedade decorrente das formas de apropriação das terras, desde o período colonial.

    • B. 

      A partir de 1850, com a Lei de Terras, todos os trabalhadores rurais passaram a ter acesso à terra.

    • C. 

      A modernização do campo proporcionou a extinção dos contratos de parceria em todas as regiões brasileiras.

    • D. 

      Nas áreas de fronteiras agrícolas, todos os trabalhadores rurais possuem títulos de propriedade da terra.

    • E. 

      Os bóias-frias são assalariados que trabalham nas propriedades de forma permanente e co vínculo empregatício.

  • 7. 
    (FUVEST/01) A propósito da agricultura brasileira, pode-se afirmar que:
    • A. 

      A escravidão por dívida consiste numa situação de servidão do trabalhador, característica da parceria.

    • B. 

      O Estatuto do Trabalhador Rural dos anos setenta substituiu a antiga legislação dos trabalhadores rurais.

    • C. 

      A empresa agropecuária capitalista caracteriza-se pela presença do trabalhador agregado.

    • D. 

      A denominação “bóia-fria” é dada ao trabalhador temporário que vive nos latifúndios.

    • E. 

      A unidade familiar de subsistência tanto pode contratar força de trabalho quanto vender trabalho familiar.

  • 8. 
    . (PUC-MG/99) Em relação à questão agrária no Brasil:I – As fronteiras agrícolas que se expandiram em direção à Amazônia contribuíram para agravar os problemas de estrutura agrária do país, por corresponderem em sua maior parte, a grandes propriedades rurais. II – Os problemas ligados à estrutura fundiária do Brasil evidenciam a necessidade de mudanças e de reformas no campo, visando a corrigir distorções ligadas à concentração, à situação dos posseiros e à produção de gêneros de exportação. III – Posseiros são pessoas que, com suas famílias, ocupam terras já cultivadas por lavradores que ainda não possuem títulos de propriedade e as registram em seus nomes.     Assinale:  
    • A. 

      Se todas as afirmativas estiverem corretas.

    • B. 

      Se apenas as afirmativas I e II estiverem corretas.

    • C. 

      Se apenas as afirmativas I e III estiverem corretas.

    • D. 

      Se apenas as afirmativas II e III estiverem corretas.

    • E. 

      Se nenhuma afirmativa estiver correta.

  • 9. 
    (UFMG/00) A análise da agricultura e da indústria brasileira, nas últimas décadas, permite identificar processos comuns a essas duas atividades. Todas as alternativas apresentam fatores que vêm interferindo tanto na agricultura quanto na indústria brasileira, exceto: 
    • A. 

      Aumento da produtividade pela incorporação de tecnologias importadas, responsáveis pela geração de lucros e de postos de trabalho fora das fronteiras nacionais.

    • B. 

      Dispensa de percentuais variáveis da mão-de-obra anteriormente ocupada nessas atividades, provocada pela redução do trabalho empregado por quantidade produzida.

    • C. 

      Participação crescente dessas atividades na geração da renda nacional, embora, no que diz respeito à composição da pauta de exportação, elas sejam menos importantes que outros setores da economia.

    • D. 

      Redistribuição dessas atividades pelo território brasileiro em um processo de expansão que reduziu a diferença existente entre o espaço nacional e o espaço economicamente ocupado.

  • 10. 
    (UFF/03) A polêmica sobre o uso da soja transgênica no Brasil revela a importância que a engenharia genética adquiriu na agricultura atual. A aplicação da engenharia genética na agricultura tem por base:  
    • A. 

      A reorganização dos sistemas de cultivo que modifica a interação de plantas e animais, revolucionando a relação ambiental e a produtividade da agricultura.

    • B. 

      A reorganização das obras de irrigação numa escala que modifica as condições climáticas e microambientais do solo, alterando as características genéticas das plantas.

    • C. 

      A reorganização administrativa das empresas rurais que as aproxima das empresas urbanas, reestruturadas mediante a reengenharia de insumos.

    • D. 

      A reorganização do código genético pela técnica do DNA recombinante que cria novas matrizes e novas condições de relação ambiental para as plantas.

    • E. 

      A reorganização da relação da agricultura com a indústria, por meio da qual a primeira se torna semelhante à segunda, como forma de atividade de transformação da natureza.

Back to Top Back to top