A Transferência Da Família Real Portuguesa Para O Brasil - 1808

15 Questions | Total Attempts: 447

SettingsSettingsSettings
Please wait...
A Transferência Da Família Real Portuguesa Para O Brasil - 1808

Teste sobre a mudança da corte portuguesa para o Brasil colônia, em 1808.


Questions and Answers
  • 1. 
    O motivo que provocou a mudança da corte portuguesa para o Brasil foi?
    • A. 

      A invasão de Portugal pela Espanha, em 1807.

    • B. 

      A invasão de Portugal pelas tropas de Napoleão Bonaparte

    • C. 

      Reforçar o sistema colonial, que estava em crise desde 1789.

    • D. 

      Invasão inglesa, após Portugal decidir aderir ao Bloqueio Continental.

  • 2. 
    A invasão francesa em Portugal ocorreu por que?
    • A. 

      A coroa portuguesa aderiu ao Bloqueio Continental.

    • B. 

      Os portugueses se aliaram aos franceses em 1806.

    • C. 

      Portugal declarou guerra aos franceses em 1806.

    • D. 

      Portugal estava indeciso sobre aceitar ou não o Bloqueio Continental.

  • 3. 
    O príncipe regente do trono português, em 1808, era...
    • A. 

      D. Manuel.

    • B. 

      D. Sebastião I.

    • C. 

      D. Pedro I.

    • D. 

      D. João.

  • 4. 
    A rainha de Portugal no período de 1777 a 1816 foi D. Maria I. Ela recebeu o apelido de...
    • A. 

      A sangrenta.

    • B. 

      A generosa.

    • C. 

      A louca.

    • D. 

      A conquistadora.

  • 5. 
    Junto com a Família Real portuguesa, vieram para o Brasil em 1807, cerca de 10 mil pessoas. Dentre esses estavam...
    • A. 

      Camponeses e artesãos.

    • B. 

      Artesãos, burgueses e soldados.

    • C. 

      Nobres, magistrados e clérigos.

    • D. 

      Clérigos, burgueses e camponeses.

  • 6. 
    O fato que pôs fim ao monopólio comercial da colônia foi...
    • A. 

      A abertura dos portos às nações amigas de Portugal (1808).

    • B. 

      A proclamação da Independência (1822).

    • C. 

      A fundação do Banco do Brasil (1808).

    • D. 

      Criação da Imprensa Régia (1808).

  • 7. 
    Assinale a opção que contenha o autor e o tema da pintura, respectivamente.
    • A. 

      Candido Portinari, Partida da Família Real do Rio de Janeiro.

    • B. 

      Almeida Júnior, Desembarque da Família Real na Bahia.

    • C. 

      Pablo Picasso, Chegada de D. João no Rio de Janeiro.

    • D. 

      Candido Portinari, Desembarque da Família Real na Bahia.

  • 8. 
    A abertura dos portos brasileiros às nações amigas de Portugal favoreceu, sobretudo aos....
    • A. 

      Comerciantes portugueses.

    • B. 

      Industriais e comerciantes ingleses.

    • C. 

      Industriais franceses.

    • D. 

      Comerciantes e industriais da própria colônia.

  • 9. 
    Dentre várias mudanças provocadas pela presença da Corte Portuguesa no Brasil, aquelas relacionadas à cultura estão listadas na opção...
    • A. 

      Uso de vestimentas mais rústicas, acompanhadas de hábitos de higiene e saneamento das cidades.

    • B. 

      Retomada das práticas indígenas da caça e coleta frutos e vegetais.

    • C. 

      Valorização dos rituais antropofágicos indígenas.

    • D. 

      Adoção de novos hábitos, tais como o uso de talheres durante as refeições e passeios nos fins de semana em jardins.

  • 10. 
    Todas as opções abaixo correspondem ao contexto histórico da presença da Família Real (1808-1821) no Brasil, exceto:  
    • A. 

      Abertura dos portos às nações amigas.

    • B. 

      Elevação do Brasil à categoria de Reino Unido a Portugal e Algarves, em 1815.

    • C. 

      Abolição da escravidão e reforma agrária.

    • D. 

      Intensificação do comércio entre Inglaterra e Brasil.

  • 11. 
    (Refeição de uma família rica no Brasil colônia. Rugendas, século XIX). Analisando a imagem e relacionando-a ao seu contexto histórico, podemos concluir que:
    • A. 

      Escravos partilhavam a mesa juntamente com os seus senhores.

    • B. 

      As pessoas se alimentavam usando os dedos para comer e separar os alimentos.

    • C. 

      O uso de talheres, toalhas de mesa e mobília tornaram-se comuns entre os ricos da Colônia após a vinda da Corte para cá.

    • D. 

      A mesa farta, como é a mostrada na pintura, era algo comum a todas às famílias do Brasil no período colonial.

  • 12. 
    A Revolução do Porto, que ocorreu em Portugal no ano de 1820, tinha um caráter:
    • A. 

      Liberal.

    • B. 

      Absolutista.

    • C. 

      Republicano.

    • D. 

      Anti-colonial.

  • 13. 
    Dentre os objetivos das Cortes Portuguesas, em 1820, estavam:
    • A. 

      Recolonizar o Brasil e abolir a escravidão.

    • B. 

      Recolonizar o Brasil e exigir o retorno de D. João VI a Portugal.

    • C. 

      Libertar os escravos e exigir o retorno de D. João VI à Lisboa.

    • D. 

      Dar autonomia ao Brasil e permitir que a Família Real continuasse na antiga colônia portuguesa.

  • 14. 
    "A Real Bibliotheca (atual Biblioteca Nacional), o Museu Real (atual Museu Nacional da Quinta da Boa Vista), o Jardim Botânico, a Escola Real de Ciências, Artes e Ofícios, a Escola Anatômica Cirúrgica e Médica do Hospital Militar foram algumas das instituições estabelecidas no Rio, onde também nasceu a imprensa brasileira, por meio da instalação da Impressão Régia em 1808. De seus prelos saiu o primeiro jornal impresso no Brasil – a Gazeta do Rio de Janeiro." O texto cita inúmeras melhorias urbanas que foram provocadas no Rio de Janeiro, a partir do início do século XIX. Tais melhorias eram necessárias porque: 
    • A. 

      O Rio de Janeiro era a atual capital do Império Português, portanto deveria ter estrutura semelhante a outras grandes cidades europeias.

    • B. 

      Independente da presença da Família Real no Brasil, a população colonial já vinha reivindicado das autoridades as melhorias mencionadas no texto.

    • C. 

      Escravos, brancos pobres e índios usufruíam, em igualdade de condições com os brancos ricos, das melhorias que ocorreram na cidade.

    • D. 

      As transformações na paisagem da cidade não possuem nenhuma relação com a vinda da Família Real para o Rio, em 1808.

  • 15. 
    Leia o fragmento abaixo, ele diz respeito ao saneamento básico no Rio de Janeiro colonial. "a utilização de escravos que deveriam carregar os dejetos em tinas levadas às costas e despejá-los na Baia de Guanabara. Tal solução obviamente era utilizada apenas pelos mais ricos, que podiam arcar com este serviço. À tina era dado o nome de “tigre” e aos negros que desempenhavam tal função era dado o nome de “tigreiro”, em virtude das listras brancas  que se formavam em suas costas decorrente das queimaduras provocadas pela amônia e pela uréia, presentes nos dejetos e que eventualmente escorriam sobre eles (Gomes, 2007)."   Tigreiros em ação. Ilustração de 1861. A leitura do trecho acima nos permite concluir que: 
    • A. 

      O saneamento básico não era um problema no Rio de Janeiro.

    • B. 

      Havia redes de esgoto na cidade que captavam a água e os dejetos, despejando-os na Baia de Guanabara.

    • C. 

      Como não havia rede de esgoto na cidade, os escravos faziam a coleta dos dejetos de todas as casas e os jogavam num local apropriado.

    • D. 

      Não havia sistema de esgoto na cidade, e os dejetos das casas ricas eram lançados a céu aberto pelos escravos.

Back to Top Back to top