Atividade Romantismo: Quiz!

10 Questűes | Total Attempts: 4311

SettingsSettingsSettings
Please wait...
Create your own Quiz
Atividade Romantismo: Quiz! - Quiz

Atividade proposta para  o 1º bimestre, valendo de 0 a 2 pontos. Deverá ser enviada até o dia : 09/03/2015.


Questions and Answers
  • 1. 
    01. (FUVEST) Poderíamos sintetizar uma das características do Romantismo pela seguinte aproximação de opostos: 
    • A. 

      Aparentemente idealista, foi, na realidade, o primeiro momento do Naturalismo Liter√°rio.

    • B. 

      Cultivando o passado, procurou formas de compreender e explicar o presente

    • C. 

      Pregando a liberdade formal, manteve-se preso aos modelos legados pelos cl√°ssicos.

    • D. 

      Embora marcado por tend√™ncias liberais, op√īs-se ao nacionalismo pol√≠tico

    • E. 

      Voltado para temas nacionalistas, desinteressou-se do elemento exótico, incompatível com a exaltação da pátria.

  • 2. 
    Se uma lágrima as pálpebras me inunda,Se um suspiro nos seios treme ainda.É pela virgem que sonhei... que nuncaAos lábios me encostou a face linda!(Álvares de Azevedo)A característica do Romantismo mais evidente desta quadra é: 
    • A. 

      O espiritualismo

    • B. 

      O pessimismo

    • C. 

      A idealização da mulher.

    • D. 

      A presença do sonho.

  • 3. 
    03. Minh’alma é triste como a rola aflitaQue o bosque acorda desde o albor da aurora,E em doce arrulo que o soluço imitaO morto esposo gemedora chora.(Casimiro de Abreu)A estrofe apresentada revela uma situação caracteristicamente romântica. Aponte-a.  
    • A. 

      A natureza agride o poeta: neste mundo, n√£o h√° amparo para os desenganos amorosos.

    • B. 

      A beleza do mundo não é suficiente para mitigar a solidão do poeta.

    • C. 

      A morte, impregnando todos os seres e coisas, tira do poeta a alegria de viver.

    • D. 

      O poeta atribui ao mundo exterior estados de espírito que o envolvem. O poeta atribui ao mundo exterior estados de espírito que o envolvem.

  • 4. 
    ..  Parte superior do formulário04.   (FUVEST) "O indianismo dos românticos [...] denota tendência para particularizar os grandes temas, as grandes atitudes de que se nutria a literatura ocidental, inserindo-as na realidade local, tratando-as como próprias de uma tradição brasileira." (Antonio Candido,  Literatura Brasileira)Considerando-se o texto acima, pode-se dizer que o indianismo, na literatura romântica brasileira: 
    • A. 

      Procurou ser uma cópia dos modelos europeus

    • B. 

      Adaptou a realidade brasileira aos modelos europeus.

    • C. 

      Ignorou a literatura ocidental para valorizar a tradição brasileira

    • D. 

      Procurou adaptar os modelos europeus à realidade local.

  • 5. 
    TEXTO 1Minha terra tem macieiras da Califórniaonde cantam gaturamos de Veneza.Os poetas da minha terrasão pretos que vivem em torres de ametista,os sargentos do exército são monistas, cubistas,os filósofos são polacos vendendo a prestações.A gente não pode dormircom os oradores e os pernilongos.Os sururus em família têm por testemunha a Gioconda.Eu morro sufocado em terra estrangeira.Nossas flores são mais bonitasnossas frutas mais gostosasmas custam mais de cem mil-réis a dúzia.Ai quem me dera chupar carambola de verdadee ouvir um sabiá com certidão de idade.                                                                        (Murilo Mendes)TEXTO 2lá?ahsabiá...papá...maná...sofá...sinhá...cá?bah (José Paulo Paes)Os textos acima parodiam importante poema de nossa literatura, cujo autor foi: 
    • A. 

      √Ālvares de Azevedo

    • B. 

      Gonçalves Dias

    • C. 

      Fagundes Varela

    • D. 

      Gonçalves de Magalhães

  • 6. 
    (FUVEST)Cantei o monge, porque ele é escravo, não da cruz, mas do arbítrio de outro homem.Cantei o monge, porque não há ninguém que se ocupe de cantá-lo.E por isso que cantei o monge, cantei também a morte.É ela o epílogo mais belo de sua vida: e seu único triunfo.O autor do trecho acima é um poeta da segunda geração romântica brasileira. Pelo fato de não utilizar frequentemente um tipo de linguagem própria da geração em que se encaixa, oscila, muitas vezes, entre a tradição clássica e o pessimismo. Trata-se de: 
    • A. 

      Castro Alves.

    • B. 

      Junqueira Freire.

    • C. 

      Gonçalves Dias.

    • D. 

      Casimiro de Abreu.

  • 7. 
    Era um sonho dantesco... O tombadilhoQue das luzernas avermelha o brilho,Em sangue a se banhar.Tinir de ferros... estalar do açoite...Legiões de homens negros como a noite,Horrendos a dançar...                                                                             (Castro Alves)Aponte a alternativa que não se aplica ao texto: 
    • A. 

      O sonho dantesco é o resultado da inadaptação do poeta ao mundo, devido a seus conflitos exclusivamente interiores

    • B. 

      O sonho dantesco a que se refere o poeta comp√Ķe-se de figuras humanas, os escravos.

    • C. 

      Sonho dantesco remete às cenas horríveis do "Inferno", descritas na Divina Comédia, de Dante Alighieri.

    • D. 

      O sonho dantesco expressa a indignação do eu-lírico diante do desajuste opressor/oprimido da sociedade brasileira do século XIX.

  • 8. 
    Leia atentamente o texto abaixoOntem plena liberdade...A vontade por poder...Hoje... cúm'lo de maldade!Nem são livres pra... morrer!Prende-os a mesma correnteFérrea, lúgubre serpenteNas roscas da escravidão...(...)Senhor Deus dos desgraçados!Dizei-me vós, Senhor Deus!Se eu deliro... ou se é verdadeTanto horror perante os céus...Sobre esse texto, não é correto afirmar que: 
    • A. 

      Mostra o tra√ßo rom√Ęntico do inconformismo

    • B. 

      Traduz o pessimismo e o egocentrismo do poeta rom√Ęntico diante da impossibilidade de mudar o mundo.

    • C. 

      Pode ser identificado com a poesia abolicionista de Castro Alves.

    • D. 

      Pelo tema que explora classifica-se na corrente social da poesia rom√Ęntica

  • 9. 
    Oh! Bendito o que semeiaLivros... livros à mão cheia...E manda o povo pensar!O livro caindo n'almaÉ germe - que faz a palma,É chuva - que faz o mar.Vós, que o templo das idéiasLargo - abris às multidões,P'ra o batismo luminosoDas grandes revoluções,Agora que o trem de ferroAcorda o tigre no cerroE espanta os caboclos nus,Fazei desse "rei dos ventos"— Ginete dos pensamentos,— Arauto da grande luz!...                                                     (Castro Alves)O tratamento dado aos temas do livro e do trem de ferro, nesses versos de "O livro e a América", permite afirmar corretamente que, no contexto de Espumas Flutuantes, 
    • A. 

      O poeta rom√Ęntico se abre ao progresso e √† t√©cnica, em que n√£o v√™ incompatibilidade com os ciclos naturais

    • B. 

      O poeta rom√Ęntico prop√Ķe que literatura e natureza somem for√ßas contra a invas√£o do progresso t√©cnico.

    • C. 

      O entusiasmo pelo progresso técnico e cultural determina a superação do encantamento pela natureza.

    • D. 

      O poeta rom√Ęntico assume o ideal do progresso, abandonando as preocupa√ß√Ķes com a Hist√≥ria.

  • 10. 
    LEITO DAS FOLHAS VERDESPor que tardas, Jatir, que tanto a custoÀ voz do meu amor moves teus passos?Da noite a viração. movendo as folhas,Já nos cimos do bosque rumoreja.Eu sob a copa da mangueira altivaNosso leito gentil cobri zelosaCom mimoso tapiz de folhas brandas,Onde o frouxo luar brinca entre flores.Do tamarindo a flor abriu-se, há pouco,Já solta o bogari mais doce aroma!Como prece de amor, como estas preces,No silêncio da noite o bosque exala.Brilha a lua no céu, brilham estrelas,Correm perfumes no correr da brisa,A cujo influxo mágico respira-seUm quebranto de amor, melhor que a vida!A flor que desabrocha ao romper d'alvaUm só giro do sol, não mais, vegeta:Eu sou aquela flor que espero aindaDoce raio do sol que me dê vida.                                                              (Gonçalves Dias)Assinale a alternativa correta com relação ao texto  
    • A. 

      Principalmente pela manifestação de elementos simbólicos, tais como "luar", "vales", "bosque" e "perfumes", pode-se dizer que o poema muito se aproxima da estética simbolista.

    • B. 

      O poema rom√Ęntico indianista recupera as antigas cantigas de amigo medievais, para expressar o amor por meio da espera.

    • C. 

      O poema de Gon√ßalves Dias demonstra profunda influ√™ncia renascentista, recebida principalmente de Cam√Ķes.

    • D. 

      Mesmo sendo rom√Ęntico, notam-se ainda no poema os aspectos marcantes do Arcadismo, principalmente no que diz respeito ao bucolismo.

Back to Top Back to top