Radicais Livres, Antioxidantes E Ferro

10 Questes | Total Attempts: 189

SettingsSettingsSettings
Please wait...
Radicais Livres, Antioxidantes E Ferro

Esse quiz tem por objetivo auxiliar os alunos a estudar para a prova de V ou F, que será dia 15/12. As questões presentes foram retiradas de outras provas de V ou F, e referem-se apenas à parte de Radicais Livres, Antioxidantes e Ferro.


Questions and Answers
  • 1. 
    A maioria dos vegetais (incluindo os que são usados em nossa dieta) possuem vitaminas que podem atuar como antioxidantes do tipo enzimático (na proteção da própria planta). Estes antioxidantes agem seqüestrando metais, o que evita que eles produzam radicais livres.    
    • A. 

      V

    • B. 

      F

  • 2. 
    O ácido ascórbico, um co-fator para hidroxilases envolvidas na síntese de colágeno, combate os efeitos danosos gerados pelos radicais livres.   
    • A. 

      V

    • B. 

      F

  • 3. 
    1.      Álcool, radiação solar, fumo e excesso de exercícios provocam o aumento da produção de radicais livres nas células. Radicais livres causam danos na estrutura das mitocôndrias, que perdem sua principal característica: maiores consumidoras de energia do corpo.
    • A. 

      V

    • B. 

      F

  • 4. 
    Algumas substâncias como agrotóxicos e fumaça de cigarro aumentam excessivamente a produção de radicais livres. Em contrapartida, o álcool não aumenta a produção de radicais livres no organismo humano. Por isso recomenda-se o uso do vinho tinto como parte da dieta, já que apresenta muitos componentes com efeitos antioxidantes.
    • A. 

      V

    • B. 

      F

  • 5. 
    O exercício físico agudo gera adaptações fisiológicas capazes de amenizar os efeitos deletérios provocados pelos radicais livres. Entretanto, o treinamento físico contínuo promove o aumento da formação de radicais livres no organismo.   
    • A. 

      V

    • B. 

      F

  • 6. 
    A formação de radicais livres se constitui uma falha naquilo que se chama a Perfeição da Natureza. Isso porque a formação desses, ocasionada por desequilíbrios no organismo causa danos no DNA, proteínas e lipídios, colaborando com o processo de envelhecimento.     
    • A. 

      V

    • B. 

      F

  • 7. 
    Um alto grau de estresse oxidativo contribui para o agravamento do Mal de Parkinson, mostrando o papel subjacente dos radicais livres. Baixas concentrações de dopamina também caracterizam a doença.
    • A. 

      V

    • B. 

      F

  • 8. 
    É popularmente conhecido que a bebida alivia o estresse. Este estado emocional, por sua vez, é fator exógeno da produção de radicais livres. Seguindo a lógica, o álcool pode atenuar os efeitos do estresse oxidativo.  
    • A. 

      V

    • B. 

      F

  • 9. 
    Uma hiper-ingestão de licopeno (antioxidante, precursor da vitamina A) pode se tornar prejudicial uma vez que os radicais livres são naturais e essenciais e o excessivo combate a eles reduz sua quantidade para um nível abaixo do que precisamos para manutenção de processos homeostáticos celulares e vasculares.
    • A. 

      V

    • B. 

      F

  • 10. 
    A restrição calórica é uma alternativa eficaz para retardar os efeitos do envelhecimento, tendo por base que uma redução da taxa metabólica aeróbica diminuirá a produção de radicais livres (estes estão muito relacionados com o envelhecimento celular)
    • A. 

      V

    • B. 

      F

Back to Top Back to top