Questões relativas ao Enem

20 Questes
Questões Relativas Ao Enem

Este Quiz destina-se à resolução de  questões aplicadas no Enem.

Please wait...
Questions and Answers
  • 1. 
    O sol participa do ciclo da água, pois além de aquecer a superfície da Terra dando origem aos ventos, provoca a evaporação da água dos rios, lagos e mares. O vapor da água, ao se resfriar, condensa em minúsculas gotinhas, que se agrupam formando as nuvens, neblinas ou névoas úmidas. As nuvens podem ser levadas pelos ventos de uma região para outra. Com a condensação e, em seguida, a chuva, a água volta à superfície da Terra, caindo sobre o solo, rios, lagos e mares. Parte dessa água evapora retornando à atmosfera, outra parte escoa superficialmente ou infiltra-se no solo, indo alimentar rios e lagos. Esse processo é chamado de ciclo da água. Considere, então, as seguintes afirmativas:  I. a evaporação é maior nos continentes, uma vez que o aquecimento ali é maior do que nos oceanos. II. a vegetação participa do ciclo hidrológico por meio da transpiração. III. o ciclo hidrológico condiciona processos que ocorrem na litosfera, na atmosfera e na biosfera.  IV. a energia gravitacional movimenta a água dentro do seu ciclo.  V. o ciclo hidrológico é passível de sofrer interferência humana, podendo apresentar desequilíbrios. Assinale a alternativa correta:
    • A. 

      Somente a afirmativa III está correta.

    • B. 

      Somente as afirmativas III e IV estão corretas

    • C. 

      Somente as afirmativas I, II e V estão corretas.

    • D. 

      Somente as afirmativas II, III, IV e V estão corretas.

    • E. 

      Todas as afirmativas estão corretas.

  • 2. 
    Apesar da riqueza das florestas tropicais, elas estão geralmente baseadas em solos inférteis e improdutivos. Grande parte dos nutrientes é armazenada nas folhas que caem sobre o solo, não no solo propriamente dito. Quando esse ambiente é intensamente modificado pelo ser humano, a vegetação desaparece, o ciclo dos nutrientes é alterado e a terra se torna rapidamente infértil.(CORSON, Walter H. Manual Global de Ecologia,1993).No texto acima, pode parecer uma contradição a existência de florestas tropicais exuberantes sobre solos pobres. No entanto, este fato é explicado pela:  
    • A. 

      Profundidade do solo, pois, embora pobre, sua espessura garante a disponibilidade de nutrientes para a sustentação dos vegetais da região.

    • B. 

      Boa iluminação das regiões tropicais, uma vez que a duração regular do dia e da noite garante os ciclos dos nutrientes nas folhas dos vegetais da região.

    • C. 

      Existência de grande diversidade animal, com número expressivo de populações que, com seus dejetos, fertilizam o solo.

    • D. 

      Capacidade de produção abundante de oxigênio pelas plantas das florestas tropicais, consideradas os “pulmões” do mundo.

    • E. 

      Rápida reciclagem dos nutrientes, potencializada pelo calor e umidade das florestas tropicais, o que favorece a vida dos decompositores.

  • 3. 
     Em nosso planeta a quantidade de água está estimada em 1,36 X 106 trilhões de toneladas. Desse total, calcula-se que cerca de 95% são de água salgada e dos 5% restantes, quase a metade está retida nos pólos e geleiras.O uso de água do mar para obtenção de água potável ainda não é realidade em larga escala. Isso porque, entre outras razões,  
    • A. 

      O custo dos processos tecnológicos de dessalinização é muito alto.

    • B. 

      Não se sabe como separar adequadamente os sais nela dissolvidos.

    • C. 

      Comprometeria muito a vida aquática dos oceanos.

    • D. 

      A água do mar possui materiais irremovíveis.

    • E. 

      A água salgada do mar tem temperatura de ebulição alta.

  • 4. 
    Segundo o poeta Carlos Drummond de Andrade, a “água é um projeto de viver”. Nada mais correto, se levarmos em conta que toda água com que convivemos carrega, além do puro e simples H2O, muitas outras substâncias nela dissolvidas ou em suspensão. Assim, o ciclo da água, além da própria água, também promove o transporte e a redistribuição de um grande conjunto de substâncias relacionadas à dinâmica da vida. No ciclo da água, a evaporação é um processo muito especial, já que apenas moléculas de H2O passam para o estado gasoso. Desse ponto de vista, uma das consequências da evaporação pode ser
    • A. 

      A formação da chuva ácida, em regiões poluídas, a partir de quantidades muito pequenas de substâncias ácidas evaporadas juntamente com a água.

    • B. 

      A perda de sais minerais, no solo, que são evaporados juntamente com a água.

    • C. 

      O aumento, nos campos irrigados, da concentração de sais minerais na água presente no solo.

    • D. 

      A perda, nas plantas, de substâncias indispensáveis à manutenção da vida vegetal, por meio da respiração.

    • E. 

      A diminuição, nos oceanos, da salinidade das camadas de água mais próximas da superfície.

  • 5. 
    O texto a seguir segue como referência para as questões 5,6 e 7LAGOA AZUL ESTÁ DOENTE Os vereadores da pequena cidade de Lagoa Azul estavam discutindo a situação da Saúde no Município. A situação era mais grave com relação a três doenças: Doença de Chagas, Esquistossomose e Ascaridíase (lombriga). Na tentativa de prevenir novos casos, foram apresentadas várias propostas : Proposta 1: Promover uma campanha de vacinação. Proposta 2: Promover uma campanha de educação da população com relação a noções básicas de higiene, incluindo fervura de água. Proposta 3: Construir rede de saneamento básico. Proposta 4: Melhorar as condições de edificação das moradias e estimular o uso de telas nas portas e janelas e mosquiteiros de filó. Proposta 5: Realizar campanha de esclarecimento sobre os perigos de banhos nas lagoas. Proposta 6: Aconselhar o uso controlado de inseticidas.Proposta 7: Drenar e aterrar as lagoas do município Em relação à Esquistossomose, a situação é complexa, pois o ciclo de vida do verme que causa a doença tem vários estágios, incluindo a existência de um hospedeiro intermediário, um caramujo aquático que é contaminado pelas fezes das pessoas doentes. Analisando as medidas propostas, o combate à doença terá sucesso se forem implementadas:
    • A. 

      1 e 6, pois envolvem a eliminação do agente causador da doença e de seu hospedeiro intermediário.

    • B. 

      1 e 4, pois além de eliminarem o agente causador da doença, também previnem o contato do transmissor com as pessoas sãs.

    • C. 

      4 e 6, pois envolvem o extermínio do transmissor da doença.

    • D. 

      1, 4 e 6, pois atingirão todas as fases do ciclo de vida do agente causador da doença, incluindo o seu hospedeiro intermediário.

    • E. 

      3 e 5, pois prevenirão a contaminação do hospedeiro intermediário pelas fezes das pessoas doentes e a contaminação de pessoas são por águas contaminadas

  • 6. 
    LAGOA AZUL ESTÁ DOENTE Os vereadores da pequena cidade de Lagoa Azul estavam discutindo a situação da Saúde no Município. A situação era mais grave com relação a três doenças: Doença de Chagas, Esquistossomose e Ascaridíase (lombriga). Na tentativa de prevenir novos casos, foram apresentadas várias propostas : Proposta 1: Promover uma campanha de vacinação. Proposta 2: Promover uma campanha de educação da população com relação a noções básicas de higiene, incluindo fervura de água. Proposta 3: Construir rede de saneamento básico. Proposta 4: Melhorar as condições de edificação das moradias e estimular o uso de telas nas portas e janelas e mosquiteiros de filó. Proposta 5: Realizar campanha de esclarecimento sobre os perigos de banhos nas lagoas. Proposta 6: Aconselhar o uso controlado de inseticidas. Proposta 7: Drenar e aterrar as lagoas do município Para o combate da Ascaridíase, a proposta que trará maior benefício social, se implementada pela Prefeitura, será:  
    • A. 

      1

    • B. 

      3

    • C. 

      4

    • D. 

      5

    • E. 

      6

  • 7. 
    LAGOA AZUL ESTÁ DOENTE Os vereadores da pequena cidade de Lagoa Azul estavam discutindo a situação da Saúde no Município. A situação era mais grave com relação a três doenças: Doença de Chagas, Esquistossomose e Ascaridíase (lombriga). Na tentativa de prevenir novos casos, foram apresentadas várias propostas : Proposta 1: Promover uma campanha de vacinação. Proposta 2: Promover uma campanha de educação da população com relação a noções básicas de higiene, incluindo fervura de água. Proposta 3: Construir rede de saneamento básico. Proposta 4: Melhorar as condições de edificação das moradias e estimular o uso de telas nas portas e janelas e mosquiteiros de filó. Proposta 5: Realizar campanha de esclarecimento sobre os perigos de banhos nas lagoas. Proposta 6: Aconselhar o uso controlado de inseticidas. Proposta 7: Drenar e aterrar as lagoas do município Você sabe que a Doença de Chagas é causada por um protozoário (Trypanosoma cruzi) transmitido por meio da picada de insetos hematófagos (barbeiros). Das medidas propostas no texto “A Lagoa Azul Está Doente” , as mais efetivas na prevenção dessa doença são:
    • A. 

      1 e 2

    • B. 

      3 e 5

    • C. 

      4 e 6

    • D. 

      1 e 3

    • E. 

      2 e 3

  • 8. 
    O texto a seguir segue como referência para as questões 8 e 9Alunos de uma escola no Rio de Janeiro são convidados a participar de uma excursão ao Parque Nacional de Jurubatiba. Antes do passeio, eles leem o trecho de uma reportagem publicada em uma revista: “Jurubatiba será o primeiro parque nacional em área de restinga, num braço de areia com 31 quilômetros de extensão, formado entre o mar e dezoito lagoas. Numa área de 14.000 hectares, ali vivem jacarés, capivaras, lontras, tamanduás-mirins, além de milhares de aves e de peixes de água doce e salgada. Os peixes de água salgada, na época das cheias, passam para as lagoas, onde encontram abrigo, voltando ao mar na cheia seguinte. Nos terrenos mais baixos, próximos aos lençóis freáticos, as plantas têm água suficiente para aguentar longas secas. Já nas áreas planas, os cactos são um dos poucos vegetais que proliferam, pintando o areal com um verde pálido.”Depois de ler o texto, os alunos podem supor que, em Jurubatiba, os vegetais que sobrevivem nas áreas planas têm características tais como:
    • A. 

      Quantidade considerável de folhas, para aumentar a área de contato com a umidade do ar nos dias chuvosos

    • B. 

      Redução na velocidade da fotossíntese e realização ininterrupta desse processo, durante as 24 horas.

    • C. 

      Caules e folhas cobertos por espessas cutículas que impedem o ressecamento e a consequente perda de água.

    • D. 

      Redução do calibre dos vasos que conduzem a água e os sais minerais da raiz aos centros produtores do vegetal, para evitar perdas.

    • E. 

      Crescimento sob a copa de árvores frondosas, que impede o ressecamento e conseqüente perda de água.

  • 9. 
    Alunos de uma escola no Rio de Janeiro são convidados a participar de uma excursão ao Parque Nacional de Jurubatiba. Antes do passeio, eles leem o trecho de uma reportagem publicada em uma revista: “Jurubatiba será o primeiro parque nacional em área de restinga, num braço de areia com 31 quilômetros de extensão, formado entre o mar e dezoito lagoas. Numa área de 14.000 hectares, ali vivem jacarés, capivaras, lontras, tamanduás-mirins, além de milhares de aves e de peixes de água doce e salgada. Os peixes de água salgada, na época das cheias, passam para as lagoas, onde encontram abrigo, voltando ao mar na cheia seguinte. Nos terrenos mais baixos, próximos aos lençóis freáticos, as plantas têm água suficiente para aguentar longas secas. Já nas áreas planas, os cactos são um dos poucos vegetais que proliferam, pintando o areal com um verde pálido.” O texto anterior cita alguns exemplos de animais que vivem em Jurubatiba e podem ser classificados como:  
    • A. 

      Mamíferos, peixes e aves, apenas.

    • B. 

      Mamíferos, peixes, aves e anfíbios.

    • C. 

      Répteis, aves e anfíbios apenas.

    • D. 

      Mamíferos, répteis, peixes e aves.

    • E. 

      Animais pertencentes a uma só classe

  • 10. 
    Casos de leptospirose crescem na região M.P.S. tem 12 anos e está desde janeiro em tratamento de leptospirose. Ela perdeu a tranqüilidade e encontrou nos ratos, (...), os vilões de sua infância. “Se eu não os matar, eles me matam”, diz. Seu medo reflete um dos maiores problemas do bairro: a falta de saneamento básico e o acúmulo de lixo...(O Estado de S. Paulo, 31/07/1997) Oito suspeitos A cidade ficou sob as águas na madrugada de anteontem e, além de 120 desabrigados, as inundações estão fazendo outro tipo de vítimas: já há oito suspeitas de casos de leptospirose (...) transmitida pela urina de ratos contaminados. (Folha de S. Paulo, 12/02/1999) As notícias dos jornais sobre casos de leptospirose estão associadas aos fatos: I. Quando ocorre uma enchente, as águas espalham, além do lixo acumulado, todos os dejetos dos animais que ali vivem. II. O acúmulo de lixo cria ambiente propício para a proliferação dos ratos. III. O lixo acumulado nos terrenos baldios e nas margens de rios entope os bueiros e compromete o escoamento das águas em dias de chuva. IV. As pessoas que vivem na região assolada pela enchente, entrando em contato com a água contaminada, têm grande chance de contrair a leptospirose. A sequência de fatos que relaciona corretamente a leptospirose, o lixo, as enchentes e os roedores é:
    • A. 

      I, II, III e IV

    • B. 

      I, III, IV e II

    • C. 

      IV, III, II e I

    • D. 

      II, IV, I e III

    • E. 

      II, III, I e IV

  • 11. 
    No ciclo da água, usado para produzir eletricidade, a água de lagos e oceanos, irradiada pelo Sol, evapora-se dando origem a nuvens e se precipita como chuva. É então represada, corre de alto a baixo e move turbinas de uma usina, acionando geradores. A eletricidade produzida é transmitida através de cabos e fios e é utilizada em motores e outros aparelhos elétricos. Assim, para que o ciclo seja aproveitado na geração de energia elétrica, constrói-se uma barragem para represar a água. Entre os possíveis impactos ambientais causados por essa construção, devem ser destacados:
    • A. 

      Aumento do nível dos oceanos e chuva ácida.

    • B. 

      Chuva ácida e efeito estufa.

    • C. 

      Alagamentos e intensificação do efeito estufa.

    • D. 

      Alagamentos e desequilíbrio da fauna e da flora.

    • E. 

      Alteração do curso natural dos rios e poluição atmosférica

  • 12. 
    Algumas medidas podem ser propostas com relação aos problemas da água: I. Represamento de rios e córregos próximo às cidades de maior porte. II. Controle da ocupação urbana, especialmente em torno dos mananciais. III. Proibição do despejo de esgoto industrial e doméstico sem tratamento nos rios e represas. IV. Transferência de volume de água entre bacias hidrográficas para atender as cidades que já apresentam alto grau de poluição em seus mananciais. As duas ações que devem ser tratadas como prioridades para a preservação da qualidade dos recursos hídricos são:    
    • A. 

      I e II.

    • B. 

      I e IV.

    • C. 

      II e III.

    • D. 

      II e IV.

    • E. 

      III e IV.

  • 13. 
    Várias estratégias estão sendo consideradas para a recuperação da diversidade biológica de um ambiente degradado, dentre elas, a criação de vertebrados em cativeiro. Com esse objetivo, a iniciativa mais adequada, dentre as alternativas abaixo, seria criar:
    • A. 

      Machos de umas espécies e fêmeas de outras, para possibilitar o acasalamento entre elas e o surgimento de novas espécies.

    • B. 

      Muitos indivíduos da espécie mais representativa, de forma a manter a identidade e a diversidade do ecossistema.

    • C. 

      Muitos indivíduos de uma única espécie, para garantir uma população geneticamente heterogênea e mais resistente.

    • D. 

      Um número suficiente de indivíduos, do maior número de espécies, que garanta a diversidade genética de cada uma delas.

    • E. 

      Vários indivíduos de poucas espécies, de modo a garantir, para cada espécie, uma população geneticamente homogênea.

  • 14. 
    Numa região, originalmente ocupada por Mata Atlântica, havia, no passado, cinco espécies de pássaros de um mesmo gênero. Nos dias atuais, essa região se reduz a uma reserva de floresta primária, onde ainda ocorrem as cinco espécies, e a fragmentos de floresta degradada, onde só se encontram duas das cinco espécies. O desaparecimento das três espécies nas regiões degradadas pode ser explicado pelo fato de que, nessas regiões, ocorreu:
    • A. 

      Aumento do volume e da frequência das chuvas.

    • B. 

      Diminuição do número e da diversidade de habitats.

    • C. 

      Diminuição da temperatura média anual.

    • D. 

      Aumento dos níveis de gás carbônico e de oxigênio na atmosfera.

    • E. 

      Aumento do grau de isolamento reprodutivo interespecífico.

  • 15. 
    A partir do primeiro semestre de 2000, a ocorrência de casos humanos de febre amarela silvestre extrapolou as áreas endêmicas, com registro de casos em São Paulo e na Bahia, onde os últimos casos tinham ocorrido em 1953 e 1948. Para controlar a febre amarela silvestre e prevenir o risco de uma reurbanização da doença, foram propostas as seguintes ações: I. Exterminar os animais que servem de reservatório do vírus causador da doença. II. Combater a proliferação do mosquito transmissor. III. Intensificar a vacinação nas áreas onde a febre amarela é endêmica e em suas regiões limítrofes. É efetiva e possível de ser implementada uma estratégia envolvendo:
    • A. 

      A ação II, apenas.

    • B. 

      As ações I e II, apenas.

    • C. 

      As ações I e III, apenas.

    • D. 

      As ações II e III, apenas.

    • E. 

      As ações I, II e III.

  • 16. 
    Segundo uma organização mundial de estudos ambientais, em 2025, duas de cada três pessoas viverão situações de carência de água, caso não haja mudanças no padrão atual de consumo do produto. Uma alternativa adequada e viável para prevenir a escassez, considerando-se a disponibilidade global, seria:
    • A. 

      Desenvolver processos de reutilização da água.

    • B. 

      Explorar leitos de água subterrânea.

    • C. 

      Ampliar a oferta de água, captando-a em outros rios

    • D. 

      Captar águas pluviais.

    • E. 

      Importar água doce de outros estados.

  • 17. 
    Uma nova preocupação atinge os profissionais que trabalham na prevenção da AIDS no Brasil. Tem-se observado um aumento crescente, principalmente entre os jovens, de novos casos de AIDS, questionando-se, inclusive, se a prevenção vem sendo ou não relaxada. Essa temática vem sendo abordada pela mídia:Medicamentos já não fazem efeito em 20% dos infectados pelo vírus HIV.Análises revelam que um quinto das pessoas recém-infectadas não haviam sido submetidas a nenhum tratamento e, mesmo assim, não responderam às duas principais drogas anti-AIDS.Dos pacientes estudados, 50% apresentavam o vírus FB, uma combinação dos dois subtipos mais prevalentes no país, F e B. Adaptado do Jornal do Brasil, 02/10/2001.Dadas as afirmações acima, considerando o enfoque da prevenção, e devido ao aumento de casos da doença em adolescentes, afirma-se queI. O sucesso inicial dos coquetéis anti-HIV talvez tenha levado a população a se descuidar e não utilizar medidas de proteção, pois se criou a idéia de que estes remédios sempre funcionam.II. Os vários tipos de vírus estão tão resistentes que não há nenhum tipo de tratamento eficaz e nem mesmo qualquer medida de prevenção adequada.III. Os vírus estão cada vez mais resistentes e, para evitar sua disseminação, os infectados também devem usar camisinhas e não apenas administrar coquetéis.Está correto o que se afirma em:
    • A. 

      I, apenas.

    • B. 

      II, apenas.

    • C. 

      I e III, apenas.

    • D. 

      II e III, apenas.

    • E. 

      I, II e III.

  • 18. 
    Na embalagem de um antibiótico, encontra-se uma bula que, entre outras informações, explica a ação do remédio do seguinte modo:O medicamento atua por inibição da síntese protéica bacteriana.Essa afirmação permite concluir que o antibiótico:
    • A. 

      Impede a fotossíntese realizada pelas bactérias causadoras da doença e, assim, elas não se alimentam e morrem.

    • B. 

      Altera as informações genéticas das bactérias causadoras da doença, o que impede manutenção e reprodução desses organismos.

    • C. 

      Dissolve as membranas das bactérias responsáveis pela doença, o que dificulta o transporte de nutrientes e provoca a morte delas.

    • D. 

      Elimina os vírus causadores da doença, pois não conseguem obter as proteínas que seriam produzidas pelas bactérias que parasitam.

    • E. 

      Interrompe a produção de proteína das bactérias causadoras da doença, o que impede sua multiplicação pelo bloqueio de funções vitais.

  • 19. 
    Quando o corpo humano é invadido por elementos estranhos, o sistema imunológico reage. No entanto, muitas vezes o ataque é tão rápido que pode levar a pessoa à morte. A vacinação permite ao organismo preparar sua defesa com antecedência. Mas, se existe suspeita de mal já instalado, é recomendável o uso do soro, que combate de imediato os elementos estranhos, enquanto o sistema imunológico se mobiliza para entrar em ação.Considerando essas informações, o soro específico deve ser usado quando:
    • A. 

      Um idoso deseja se proteger contra gripe.

    • B. 

      uma criança for picada por cobra peçonhenta.

    • C. 

      Um bebê deve ser imunizado contra poliomielite.

    • D. 

      Uma cidade quer prevenir uma epidemia de sarampo.

    • E. 

      Uma pessoa vai viajar para região onde existe febre amarela.

  • 20. 
    O botulismo, intoxicação alimentar que pode levar à morte, é causado por toxinas produzidas por certas bactérias, cuja reprodução ocorre nas seguintes condições: é inibida por pH inferior a 4,5 (meio ácido), temperaturas próximas a 1000C, concentrações de sal superiores a 10% e presença de nitritos e nitratos como aditivos.A ocorrência de casos recentes de botulismo em consumidores de palmito em conserva levou a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) a implementar normas para a fabricação e comercialização do produto.No rótulo de uma determinada marca de palmito em conserva, encontram-se as seguintes informações:I. Ingredientes: Palmito açaí, sal diluído a 12% em água, ácido cítrico;II. Produto fabricado conforme as normas da ANVISA;III. Ecologicamente correto.As informações do rótulo que têm relação com as medidas contra o botulismo estão contidas em:
    • A. 

      II, apenas.

    • B. 

      III, apenas.

    • C. 

      I e II, apenas.

    • D. 

      II e III, apenas.

    • E. 

      I, II e III.