I Simulado PrÉ Enem 2014

50 Questes | Total Attempts: 262

SettingsSettingsSettings
Please wait...
I Simulado Pr Enem 2014


Questions and Answers
  • 1. 
    Com ajuda de aplicativo, homem “fala” pela 1ª vez em 27 anos(fonte: Correio Braziliense, 09/09/2014)Um britânico voltou a falar graças a um aplicativo para iPad depois de 27 anos sem conseguir se comunicar por voz.Kevin Beverley era faixa preta de caratê e estava em forma quando foi agredido por um grupo e sofreu danos no cérebro.Ele ficou parcialmente paralisado e não conseguia mais falar depois de uma traqueostomia, se comunicando apenas por gestos e pelos poucos ruídos que emitia.Usando os comandos do aplicativo Grid Player, Beverley contou que, antes de conhecer a nova tecnologia, era difícil se comunicar e que ele se sentia muito frustrado. Atualmente, a rotina de Kevin inclui uma interação limitada com membros mais próximos da família. Agora, ele está aprendendo muito mais coisas novas em um tempo curto, o que pode ser cansativo.Mas Kevin afirma que tudo o que está aprendendo é interessante e agora ele está mais feliz por finalmente poder explicar o que quer.                                                   Disponível em: http://t.co/2ow7RQC837. Acesso em: 22 fev.2013 De acordo com a leitura da notícia, pode-se inferir que as novas tecnologias: 
    • A. 

      Ampliaram o conceito de linguagem ao introduzirem novos símbolos na comunicação.

    • B. 

      Desenvolveram novas ferramentas de comunicação capazes de substituir a linguagem.

    • C. 

      Reduziram as oportunidades de comunicação verbal das pessoas hospitalizadas com danos cerebrais.

    • D. 

      Desestabilizaram os antigos códigos de comunicação por meio da formulação de uma linguagem que abdica do simbólico.

    • E. 

      Introduziram uma linguagem artificial e desprovida de afetividade no cotidiano do homem contemporâneo.

  • 2. 
    (ENEM 2012 - questão 107) Aquele bêbado— Juro nunca mais beber — e fez o sinal da cruz com os indicadores. Acrescentou: — Álcool.O mais ele achou que podia beber. Bebia paisagens, músicas de Tom Jobim, versos de Mário Quintana. Tomou um pileque de Segall. Nos fins de semana, embebedava-se de Índia Reclinada, de Celso Antônio.— Curou-se 100% do vício — comentavam os amigos.Só ele sabia que andava mais bêbado que um gambá. Morreu de etilismo abstrato, no meio de uma carraspana de pôr do sol no Leblon, e seu féretro ostentava inúmeras coroas de ex-alcoólatras anônimos.                                                                 ANDRADE, C. D. Contos plausíveis. Rio de Janeiro: Record, 1991.A causa mortis do personagem, expressa no último parágrafo, adquire um efeito irônico no texto porque, ao longo da narrativa, ocorre uma 
    • A. 

      Metaforização do sentido literal do verbo “beber”.

    • B. 

      Aproximação exagerada da estética abstracionista.

    • C. 

      Apresentação gradativa da coloquialidade da linguagem.

    • D. 

      Exploração hiperbólica da expressão “inúmeras coroas”.

    • E. 

      Citação aleatória de nomes de diferentes artistas.

  • 3. 
    Com o aumento de campanhas e discussões para conscientização da população e preservação do meio ambiente e uma vida mais sustentável, é comum ouvir discursos como o de Calvin. A relação entre os questionamentos do garoto e suas atitudes é desarmônica porque 
    • A. 

      O garoto não tinha conhecimento de problemas que afligem a população há anos.

    • B. 

      Calvin se deixou enganar facilmente pelo discurso ambiental de seus professores ou amigos.

    • C. 

      Ele não consegue associar a relação de causa e consequência entre sua atitude preguiçosa e sua contribuição para o efeito estufa.

    • D. 

      Ele se recusa a abrir mão de itens ou meios que lhe tragam conforto, mesmo que esses prejudiquem o meio ambiente.

    • E. 

      Ele percebe como o impacto negativo da emissão de poluentes por gerações anteriores à dele afetará seu futuro.

  • 4. 
    TEXTO IFonte: http://www.blogdomarcelo.com.br/v2/2014/03/02/tse-usa-hashtag-vempraurna-para-convidar-os-jovens-ao-voto/. Acesso em: 13 Out. 2014.TEXTO II “A vontade do povo é soberana, mas deve ser depositada nas urnas, e não incendiada nas lixeiras das ruas.”Ministro Marco Aurélio Mello em discurso de posse, quando assumiu a presidência do TSE. Considerando-se o posicionamento do ministro, no texto II, e o texto I depreende-se que 
    • A. 

      instituições e entes do governo estão tentando se aproximar do público jovem através de redes sociais visando evitar que se repitam protestos como o de 2013.

    • B. 

      As redes sociais, como o Facebook e o Twitter, têm facilitado e incentivado a mobilização social apenas em momentos como os protestos ocorridos em 2013.

    • C. 

      O TSE também vem utilizando as redes sociais para incentivar o público entre 16 e 17 anos a manifestar seus desejos e posicionamentos através do voto consciente.

    • D. 

      O Tribunal Superior Eleitoral tem utilizado expressões inéditas como o hashtag #vempraurna para convencer jovens que ainda não são obrigados a votar a demonstrar suas preferências de maneira consciente.

    • E. 

      Para o ministro do TSE, o voto não é a expressão mais relevante da opinião de um povo.

  • 5. 
    TEXTO IJOÃO GRILO – Eu não lhe disse que a fraqueza da mulher do patrão era bicho e dinheiro?CHICÓ – Disse.JOÃO GRILO – Pois vou vender a ela, para tomar o lugar do cachorro, um gato maravilhoso, que descome dinheiro.CHICÓ – Descome, João?JOÃO GRILO – Sim, descome, Chicó. Come, ao contrário.CHICÓ - Está doido, João! Não existe essa qualidade de gato.JOÃO GRILO – Muito mais difícil de existir é pirarucu que pesca gente e você mesmo já foi pescado por um.CHICÓ – É mesmo, João, do jeito que as coisas vão eu não me admiro mais de nada.JOÃO GRILO – Para uma pessoa cuja fraqueza é dinheiro e bicho não vejo nada melhor do que um bicho que descome dinheiro.CHICÓ – João, não é duvidando não, mas como é que esse gato descome dinheiro?JOÃO GRILO – É isso que é preciso combinar com você. A mulher vem já para cá, cumprir o testamento. Eu deixei o gato amarrado ali fora.                                               SUASSUNA, Ariano. O auto da Compadecida. 35 ed. Rio de Janeiro: Agir, 2005.TEXTO II Quis o irônico destino, uns anos mais tarde, que eu fosse professor da Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia e me designassem para a banca de português, com prova oral e tudo. Eu tinha fama de professor carrasco, que até hoje considero injustíssima, e ficava muito incomodado com aqueles rapazes e moças pálidos e trêmulos diante de mim. Uma bela vez, chegou um sem o menor sinal de nervosismo, muito elegante, paletó, gravata e abotoaduras vistosas. A prova oral era bestíssima. Mandava-se o candidato ler umas dez linhas em voz alta (sim, porque alguns não sabiam ler) e depois se perguntava o que queria dizer uma palavra trivial ou outra, qual era o plural de outra e assim por diante. Esse mal sabia ler, mas não perdia a pose. Não acertou a responder nada. Então, eu, carrasco fictício, peguei no texto uma frase em que a palavra "for" tanto podia ser do verbo "ser" quanto do verbo "ir". Pronto, pensei. Se ele distinguir qual é o verbo, considero-o um gênio, dou quatro, ele passa e seja o que Deus quiser.— Esse "for" aí, que verbo é esse?Ele considerou a frase longamente, como se eu estivesse pedindo que resolvesse a quadratura docírculo, depois ajeitou as abotoaduras e me encarou sorridente.— Verbo for.— Verbo o quê?— Verbo for.— Conjugue aí o presente do indicativo desse verbo.— Eu fonho, tu fões, ele fõe - recitou ele, impávido. — Nós fomos, vós fondes, eles fõem.Não, dessa vez ele não passou. Mas, se perseverou, deve ter acabado passando e hoje há de estar num posto qualquer do Ministério da Administração ou na equipe econômica, ou ainda aposentado como marajá, ou as três coisas. Vestibular, no meu tempo, era muito mais divertido do que hoje e, nos dias que correm, devidamente diplomado, ele deve estar fondo para quebrar. Fões tu? Com quase toda a certeza, não. Eu tampouco fonho. Mas ele fõe.                                                      RIBEIRO, João Ubaldo. O verbo for. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2000. O humor e a ironia presentes em textos de autores brasileiros modernos como Ariano Suassuna e João Ubaldo Ribeiro são construídos a partir da manipulação da língua portuguesa e do cotidiano em diversas regiões do país, entre outros. Nos fragmentos I e II, respectivamente, percebe-se o tom humorístico
    • A. 

      Na sufixação de um termo de uso comum associado a um novo sentido e na conjugação formal de um verbo inventado.

    • B. 

      Na utilização de um termo prefixado e na criação de um verbo a partir da frase em que ele se inseria.

    • C. 

      Na criação de um termo através de parassíntese e na conjugação do verbo “for”.

    • D. 

      Na invenção de um termo partindo do contrário de seu sentido e na correta distinção dos verbos “ser” e “ir”.

    • E. 

      Na formação de uma nova palavra através de sua prefixação e na conjugação errônea de um verbo.

  • 6. 
    Disponível em: <http://irajamenezesleituras.blogspot.com.br/2010_07_01_archive.html>. Acesso em: 13 out.2014Predomina no texto de Laerte a função da linguagem: 
    • A. 

      Poética, porque o texto chama a atenção para os recursos da linguagem.

    • B. 

      Conativa, pois visa convencer o interlocutor a desenhar.

    • C. 

      Emotiva, porque o autor expressa os sentimentos do cartunista em relação à criação artística.

    • D. 

      Referencial, pois o texto busca informar o leitor sobre como as ideias podem se esvair.

    • E. 

      Metalinguística, porque o cartunista mostra como uma ideia criativa pode ser perdida.

  • 7. 
    Metade do volume de óleo de cozinha consumido anualmente no Brasil, cerca de dois bilhões de litros, é jogada incorretamente em ralos, pias e bueiros. Estima-se que cada litro de óleo descartado polua milhares de litros de água. O óleo no esgoto tende a criar uma barreira que impede a passagem da água, causa entupimentos e, consequentemente, enchentes. Além disso, ao contaminar os mananciais, resulta na mortandade de peixes. A reciclagem do óleo de cozinha, além de necessária, tem mercado na produção de biodiesel. Há uma demanda atual de 1,2 bilhões de litros de biodiesel no Brasil. Se houver planejamento na coleta, transporte e produção, estima-se que se possa pagar até R$ 1,00 por litro de óleo a ser reciclado.           “Programa mostra caminho para uso do óleo de fritura na produção de biodiesel”.                                         Disponível em: http://www.nutrinews.com.br. Acesso em: 14 fev. 2009.De acordo com o texto, o destino inadequado do óleo de cozinha traz diversos problemas. Com o objetivo de contribuir para resolver esses problemas, deve-se
    • A. 

      Utilizar o óleo para a produção de biocombustíveis, como etanol.

    • B. 

      Coletar o óleo devidamente e transportá-lo às empresas de produção de biodiesel.

    • C. 

      limpar periodicamente os esgotos das cidades para evitar entupimentos e enchentes.

    • D. 

      Utilizar o óleo como alimento para os peixes, uma vez que preserva seu valor nutritivo após o descarte.

    • E. 

      Descartar o óleo diretamente em ralos, pias e bueiros, sem tratamento prévio com agentes dispersantes.

  • 8. 
    Nas figuras 1 e 2, abaixo, estão representados os ciclos de duas endemias que ocorrem no Brasil.Quais são, respectivamente, as doenças representadas nas figuras 1 e 2? 
    • A. 

      Raiva e febre amarela.

    • B. 

      Leptospirose e dengue.

    • C. 

      Raiva e malária.

    • D. 

      Leptospirose e febre amarela.

    • E. 

      Leishmaniose e dengue.

  • 9. 
    Dois casais desconfiaram que seus bebês foram trocados na maternidade e entraram em contato com um especialista em genética para saber como poderiam ter certeza da troca. Fez-se então uma tipagem sanguínea quanto ao sistema ABO, que chegou ao seguinte resultado:Com base nesses resultados, é CORRETO afirmar que
    • A. 

      O bebê número 1 é necessariamente filho do casal Sr. A e Sra. B.

    • B. 

      Não é possível, com o teste proposto, ser conclusivo sobre o parentesco dos bebês em questão.

    • C. 

      O bebê número 2 é necessariamente filho do casal Sr. B e Sra. B.

    • D. 

      O bebê número 1 não pode ser filho do Sr. A com a Sra. A.

    • E. 

      Nenhuma das anteriores.

  • 10. 
    Um passeio de balão é uma das atrações para quem visita a Capadócia, na Turquia.Os balões utilizados para esse tipo de passeio possuem um grande bocal por onde uma forte chama aquece o ar do interior do balão. Abaixo do bocal, está presa a gôndola onde os turistas se instalam para fazer um passeio inesquecível.Esses balões ganham altitude porque
    • A. 

      O ar aquecido é menos denso que o ar atmosférico.

    • B. 

      A queima do combustível gera oxigênio, que é mais leve que o ar.

    • C. 

      A pressão interna torna-se maior que a pressão externa, ao serem inflados.

    • D. 

      O gás liberado na queima aumenta a inércia sobre a superfície do balão.

    • E. 

      O calor da chama é dirigido para baixo e, como reação, o balão é empurrado para cima.

  • 11. 
    O jipe-robô Curiosity da NASA chegou a Marte, em agosto de 2012, carregando consigo câmeras de alta resolução e um sofisticado laboratório de análises químicas para uma rotina de testes. Da Terra, uma equipe de técnicos comandava seus movimentos e lhe enviava as tarefas que deveria realizar. Imagine que, ao verem a imagem de uma rocha muito peculiar, os técnicos da NASA, no desejo de que o Curiosity a analisasse, determinam uma trajetória reta que une o ponto de observação até a rocha e instruem o robô para iniciar seu deslocamento, que teve duração de uma hora.Nesse intervalo de tempo, o Curiosity desenvolveu as velocidades indicadas no gráfico. O deslocamento total realizado pelo Curiosity do ponto de observação ao seu destino foi, em metros, 
    • A. 

      9

    • B. 

      6

    • C. 

      4

    • D. 

      2

    • E. 

      1

  • 12. 
    Uma família decide ir, no final de semana, ao Beach Park, que está localizado no Município de Aquiraz, na praia do Porto das Dunas, no Ceará, a 16 km de Fortaleza. Uma das atrações para o público é o Toboágua Insano, com 40 metros de altura, que tem a dimensão vertical de um prédio de 14 andares. Em função da sua altura e inclinação, o toboágua proporciona uma descida extremamente rápida. Por essas características, o Insano é considerado o mais radical dos equipamentos do gênero no planeta.Numa manhã de domingo, um jovem, membro da família que foi visitar o parque, desce, a partir do repouso, o toboágua, com altura de 40 metros de altura, e mergulha numa piscina instalada em sua base. Supondo que o atrito ao longo do percurso dissipe 28% da energia mecânica e considerando a aceleração da gravidade, g = 10 m/, a velocidade do jovem na base do toboágua, em m/s, é
    • A. 

      28,2

    • B. 

      26,4

    • C. 

      20,2

    • D. 

      24,0

    • E. 

      32,2

  • 13. 
    O dimensionamento de motores elétricos, junto com o desenvolvimento de compressores, é o principal problema da indústria de refrigeração. As geladeiras do tipo “frost-free” não acumulam gelo no seu interior, o que evita o isolamento térmico realizado pelas grossas camadas de gelo formadas pelas geladeiras comuns. A não formação de gelo diminui o consumo de energia.Assim, numa geladeira tipo “frost-free” ligada a uma ddp de 220V circula uma corrente de 0,5A. Se essa geladeira ficar ligada 5 minutos a cada hora, seu consumo diário de energia, em kWh, é de
    • A. 

      0,22

    • B. 

      44

    • C. 

      220

    • D. 

      440

    • E. 

      24200

  • 14. 
    Enquanto fazia a limpeza em seu local de trabalho, uma faxineira se surpreendeu com o seguinte fenômeno: depois de limpar um objeto de vidro, esfregando-o vigorosamente com um pedaço de pano de lã, percebeu que o vidro atraiu para si pequenos pedaços de papel que estavam espalhados sobre a mesa.O motivo da surpresa da faxineira consiste no fato de que 
    • A. 

      Quando atritou o vidro e a lã, ela retirou prótons do vidro tornando-o negativamente eletrizado, possibilitando que atraísse os pedaços de papel.

    • B. 

      O atrito entre o vidro e a lã aqueceu o vidro e o calor produzido foi o responsável pela atração dos pedaços de papel.

    • C. 

      Ao esfregar a lã no vidro, a faxineira criou um campo magnético ao redor do vidro semelhante ao existente ao redor de um ímã.

    • D. 

      Ao esfregar a lã e o vidro, a faxineira tornou-os eletricamente neutros, impedindo que o vidro repelisse os pedaços de papel.

    • E. 

      O atrito entre o vidro e a lã fez um dos dois perder elétrons e o outro ganhar, eletrizando os dois, o que permitiu que o vidro atraísse os pedaços de papel.

  • 15. 
    Lavoisier, no seu livro Tratado Elementar de Química (1789), referindo-se à importância da linguagem da química como ciência, escreveu:“E como as palavras são as que conservam e transmitem as ideias, resulta que não se pode aperfeiçoar a linguagem sem se aperfeiçoar a ciência, como tampouco a ciência sem a linguagem; e por muito certo que fossem os fatos, por muito justas as ideias que os originaram, somente transmitiríamos impressões falsas se não tivéssemos expressões exatas para nomeá-los”.Conhecer essa linguagem é essencial para se compreender a química como ciência. As fórmulas químicas são representações que fazem parte de sua linguagem. A seguir, estão representadas quatro espécies químicas.Em relação às informações que as fórmulas químicas oferecem, é correto afirmar:
    • A. 

      A estrutura II representa um cátion.

    • B. 

      A estrutura I representa um radical livre.

    • C. 

      A estrutura III representa um ácido inorgânico.

    • D. 

      A estrutura IV representa um óxido ácido.

    • E. 

      Todas as alternativas apresentam erros.

  • 16. 
    Analise a charge a seguir:O sentido da crítica nela contida se vincula, principalmente, ao
    • A. 

      Acréscimo do pH das águas dos oceanos pela chuva ácida provocada por causa da maior concentração no ar atmosférico de fluorcarbonos, CO2, SO2 e NOx.

    • B. 

      Efeito da participação humana na emissão de poluentes atmosféricos – como clorofluorcarbonos, hidrofluorcarbonos CO2, SO2 e NOx – no desequilíbrio do efeito estufa.

    • C. 

      Derretimento do líquido lubrificante existente no corpo das aves por causa da contaminação dos corpos d’água pelas emissões de O3 dos purificadores de água, industriais e domésticos.

    • D. 

      Aumento das mutações nas aves por causa da variação da temperatura nos corpos d’água, provocada pelo acúmulo de clorofluorcarbonos e hidrofluorcarbonos no buraco existente sobre a Patagônia.

    • E. 

      Risco de extinção das camadas polares pela criação humana do efeito estufa da Terra, em decorrência das altas concentrações de poluentes – como CO2, SO2 e CH4 – emitidos por fábricas, automóveis e criações extensivas de animais.

  • 17. 
    A nanotecnologia está ligada à manipulação da matéria em escala nanométrica, ou seja, uma escala tão pequena quanto a de um bilionésimo do metro. Quando aplicada às ciências da vida, recebe o nome de nanobiotecnologia. No fantástico mundo da nanobiotecnologia, será possível a invenção de dispositivos ultrapequenos que, usando conhecimentos da biologia e da engenharia, permitirão examinar, manipular ou imitar os sistemas biológicos.LACAVA, Z.; MORAIS, P. Nanobiotecnologia e saúde. Com Ciência.Reportagens. Nanociência & Nanotecnologia.Disponível em: .Acesso em: 4 maio 2009.Como exemplo da utilização dessa tecnologia na Medicina, pode-se citar a utilização de nanopartículas magnéticas (nanoimãs) em terapias contra o câncer. Considerando-se que o campo magnético não age diretamente sobre os tecidos, o uso dessa tecnologia em relação às terapias convencionais é
    • A. 

      De eficácia duvidosa, já que não é possível manipular nanopartículas para serem usadas na medicina com a tecnologia atual.

    • B. 

      Vantajoso, uma vez que o campo magnético gerado por essas partículas apresenta propriedades terapêuticas associadas ao desaparecimento do câncer.

    • C. 

      Desvantajoso, devido à radioatividade gerada pela movimentação de partículas magnéticas, o que, em organismos vivos, poderia causar o aparecimento de tumores.

    • D. 

      Desvantajoso, porque o magnetismo está associado ao aparecimento de alguns tipos de câncer no organismo feminino como, por exemplo, o câncer de mama e o de colo de útero.

    • E. 

      Vantajoso, pois se os nanoimãs forem ligados a drogas quimioterápicas, permitem que estas sejam fixadas diretamente em um tumor por meio de um campo magnético externo, diminuindo-se a chance de que áreas saudáveis sejam afetadas.

  • 18. 
    Leia as informações a seguir.Em meados do século XVIII, James Watt patenteou na Inglaterra seu invento, sobre o qual escreveu a seu pai: “O negócio a que me dedico agora se tornou um grande sucesso. A máquina de fogo que eu inventei está funcionando e obtendo uma resposta muito melhor do que qualquer outra que tenha sido inventada até agora”.Disponível em: <http://www.ampltd.co.uk/digital_guides/ind-rev-series-3-parts-1-to-3/detailed-listing-part-1.aspx>. Acesso em: 29 out. 2012. (Adaptado).A revolução histórica relacionada ao texto, a fonte primária de energia utilizada em tal máquina e a consequência ambiental de seu uso são, respectivamente,
    • A. 

      Puritana, gás natural e aumento na ocorrência de inversão térmica.

    • B. 

      Gloriosa, petróleo e destruição da camada de ozônio.

    • C. 

      Gloriosa, carvão mineral e aumento do processo de desgelo das calotas polares.

    • D. 

      Industrial, gás natural e redução da umidade atmosférica.

    • E. 

      Industrial, carvão mineral e aumento da poluição atmosférica.

  • 19. 
    “A neblina começou a se dissipar, em Porto Alegre, apenas ao meio-dia. A cerração prejudicou as atividades do Aeroporto Internacional Salgado Filho com atrasos e cancelamentos de voos. (...)”. Veja, na ilustração, a temperatura registrada hoje às nove da manhã em diferentes níveis da atmosfera sobre a cidade de Porto Alegre.Em consequência da neblina, a temperatura se manteve baixa na capital gaúcha durante toda a manhã. “Ao meio-dia, os termômetros indicavam 11,2ºC no Jardim Botânico.” (Boletim coletado do sítio Met Sul Meteorologia, no dia 23/09/2012).De acordo com as informações do texto e da ilustração, está correto afirmar que o fenômeno meteorológico a que se refere é
    • A. 

      Aquecimento Global

    • B. 

      El Niño

    • C. 

      La Niña

    • D. 

      Inversão Térmica

    • E. 

      Frente Fria

  • 20. 
    Em 1977, o Regime Militar, por meio da Agência Nacional de Comunicação, lançou uma propaganda que ensinava a população a fazer um cata-vento verde-amarelo e convocava-a a sair às ruas com esses brinquedos para comemorar a Semana da Pátria. Por meio de uma charge, o cartunista Henfil ironizou essa iniciativa do governo, sublinhando um outro problema enfrentado pelo país nessa época.Considerando o contexto histórico no qual a charge se insere, é correto afirmar que o cartunista chamava a atenção para
    • A. 

      A alienação social frente à falta de planejamento econômico.

    • B. 

      O gasto excessivo do governo no setor da energia eólica.

    • C. 

      A falta de investimento público no setor de transporte.

    • D. 

      Os impactos ambientais em decorrência da mecanização.

    • E. 

      A abertura econômica do país ao capital estrangeiro.

  • 21. 
    A charge e o texto abaixo retratam um dos temas trabalhados pela Geografia: Questão de Gênero.“O direito a uma vida livre de violência é um dos direitos básicos de toda mulher. É pela garantia desse direito que marchamos hoje e marcharemos sempre, até que todas sejamos livres”.Esse texto constava entre os inúmeros cartazes na Segunda Marcha das Vadias no Distrito Federal.Com base nas informações da charge, do texto e seus conhecimentos sobre o tema, são verdadeiras as afirmativas, EXCETO:
    • A. 

      A violência física contra a mulher é o estágio de uma série de violências verbais, simbólicas, psicológicas que atingem mulheres todos os dias. A discriminação histórica contra a mulher não é fruto de uma concepção patriarcal que ainda impera, mesmo inconscientemente, na sociedade.

    • B. 

      A marcha das vadias objetiva conscientizar a sociedade de que a culpa do estupro não é da mulher e o estupro não dever estar associado ao modo como ela se veste. Protestam contra a culpabilização das vitimas nos casos das violências sofridas. Criticam também as instituições que sustentam a dominação e a exploração contra a mulher.

    • C. 

      A mercantilização do corpo da mulher, do prazer e a banalização da exploração sexual são dimensões da globalização econômica. A mulher é considerada alvo estratégico do consumismo e o apelo sexual o elemento central nesse método.

    • D. 

      Mulheres trabalhadoras assalariadas, depois do trabalho nas fábricas, no comércio, no campo ou como empregadas domésticas, são subordinadas à dupla jornada de trabalho ao realizarem as tarefas domésticas ao chegarem em casa. Já as mulheres burguesas ou de classe média alta, mesmo que trabalhem, relegam as mulheres mais pobres a essa segunda atividade. Logo, em sua grande maioria são as mulheres pobres e trabalhadoras exploradas e oprimidas que lutam de forma consciente contra a opressão.

    • E. 

      A opressão ao sexo feminino nas empresas se dá na prática do assédio e abuso sexual em troca da manutenção do emprego e das promoções de cargos. As mulheres que não aceitam esses “pré-requisitos” têm que se desdobrar e demonstrar capacidade e superioridade para se manter em seus empregos.

    • F. 

      A opressão ao sexo feminino nas empresas se dá na prática do assédio e abuso sexual em troca da manutenção do emprego e das promoções de cargos. As mulheres que não aceitam esses “pré-requisitos” têm que se desdobrar e demonstrar capacidade e superioridade para se manter em seus empregos.

  • 22. 
    “Partindo-se do pressuposto de que os povos têm o ‘direito inalienável de conhecer a verdade a respeito de crimes do passado, o que inclui as circunstâncias e os motivos envolvendo tais atos de violência, independentemente de processos que possam mover na Justiça, uma comissão da verdade pode ser definida como órgão estabelecido para investigar determinada história de violações de Direitos Humanos. Isso significa que, naturalmente, seu foco está no passado. Com mandatos previamente estabelecidos, que costumam variar entre seis meses e dois anos, tais estruturas geralmente são constituídas a partir de decisões oficiais. (...) Entre os objetivos de uma comissão da verdade está descobrir, esclarecer e formalmente reconhecer abusos do passado; restaurar a dignidade e facilitar o direito das vítimas à verdade; contribuir para justiça e accountability; acentuar a responsabilidade do Estado e recomendar reformas; promover a reconciliação, reduzir conflitos e estabelecer a legitimidade de um novo regime.”Mezarobba, Glenda. “Afinal, o que é uma comissão da verdade?” In: Revista Direitos Humanos, n.5, abril 2010.Assinale a alternativa correta:
    • A. 

      A instituição da Comissão da Verdade permitirá investigar, também no contexto atual, a violação dos Direitos Humanos no país.

    • B. 

      A Comissão da Verdade foi instituída no Brasil, de forma pioneira em relação ao Cone Sul, servindo como meio de reparação dos crimes cometidos ao longo da Ditadura Militar.

    • C. 

      Ao dizer que o foco da Comissão estaria no passado, a autora afirma que o instrumento não tem eficácia na promoção dos Direitos Humanos.

    • D. 

      A instituição da Comissão da Verdade é uma iniciativa da sociedade civil, não encontrando amparo no Estado, já que é este ou algumas de suas instituições que serão objeto de investigação.

    • E. 

      Comissão da Verdade não é movida pelo “espírito de vingança e punição”, mas sim pelo anseio de promover uma “prestação de contas do passado” com vistas à diminuição dos conflitos na sociedade.

  • 23. 
    O termo BRICS tem sido utilizado para designar os países Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Sobre esses países, é correto afirmar que: 
    • A. 

      Formam um bloco econômico que, a exemplo do Mercosul e da União Europeia, estão estabelecendo um conjunto de tratados e acordos visando a integração da economia.

    • B. 

      São considerados países emergentes, embora possuam diferenças expressivas entre si, no que diz respeito a população, território, recursos naturais e industrialização.

    • C. 

      Sua importância como bloco econômico e político tem reformulado a geopolítica mundial e rivalizado com outras entidades supranacionais, a exemplo da ONU.

    • D. 

      Uma das suas características é a semelhança no regime político adotado, mostrando que o mundo ainda se divide por questões de natureza ideológica.

    • E. 

      Sua emergência como bloco foi consequência da alta capacidade em articular necessidades globais com interesses regionais, acima dos interesses econômicos e políticos.

  • 24. 
    No final de 2007 e início de 2008, a provisão de alimentos estava apertada e os preços dos grãos subiram drasticamente. Alguns dos principais produtores reduziram as exportações para manter o custo nacional sob controle.[...] Foi então que, em 2008, Arábia Saudita, China e Coreia do Sul começaram a comprar ou arrendar terra em outros países, particularmente na África, mas também na América Latina e no Sudeste da Ásia, a fim de produzir alimentos para si.Disponível em: www.ecodebate.com.br/2011/10/25/nos-limites-da-terra--entrevista-com-lester-brown. Adaptado.Sobre o fato descrito no texto, pode-se afirmar que
    • A. 

      Vários países da África, como a Etiópia e o Sudão, proibiram a ocupação de estrangeiros em suas terras, como medida de proteção às suas respectivas populações.

    • B. 

      Essa é uma situação temporária, pois os países com agricultura avançada têm condições de aumentar a produtividade agrícola e suprir os mercados mundiais.

    • C. 

      O problema dos suprimentos alimentares para muitos países está a cargo da FAO, órgão da ONU voltado para as questões agrícolas.

    • D. 

      A busca de áreas agricultáveis, em nível internacional, representa o traçado de uma nova geopolítica relacionada à escassez de terras e alimentos.

    • E. 

      A probabilidade de se atender às necessidades alimentares de toda a população do globo parece cada vez mais próxima devido à expansão das áreas agrícolas.

  • 25. 
    O gráfico a seguir mostra a área desmatada da Amazônia, em km2, a cada ano, no período de 1988 a 2008.As informações do gráfico indicam que
    • A. 

      O maior desmatamento ocorreu em 2004.

    • B. 

      A área desmatada foi menor em 1997 do que em 2007.

    • C. 

      A área desmatada a cada ano manteve-se constante entre 1998 e 2001.

    • D. 

      A área desmatada por ano foi maior entre 1994 e 1995 do que entre 1997 e 1998.

    • E. 

      O total de área desmatada em 1992, 1993 e 1994 é maior que 60.000 km2.

Back to Top Back to top