Praticando Um Pouco Mais! - 1a Serie Em Regular - 3a Etapa

10 Questions | Total Attempts: 49

SettingsSettingsSettings
Please wait...
Praticando Um Pouco Mais! - 1a Serie Em Regular - 3a Etapa

Questions and Answers
  • 1. 
    (AMAN) Um ponto material parte do repouso e se desloca sobre um plano horizontal em trajetória circular de 5,0 metros de raio com aceleração angular constante. Em 10 segundos o ponto material percorreu 100 metros. A velocidade angular do ponto material neste instante vale:
    • A. 

      16 rad . s-1

    • B. 

      4,0 rad . s-1

    • C. 

      20 rad . s-1

    • D. 

      2,0 rad . s-1

    • E. 

      0,40 rad . s-1    

  • 2. 
    (UnB) O tempo de revolução do elétron mais interno em torno do núcleo mais pesado é 10-20s.
    • A. 

      Em um dia, o elétron dá 86 . 1024 voltas.

    • B. 

      Em duas horas, o elétron dá 72 . 1023 voltas.

    • C. 

      Em uma hora, o elétron dá 36 . 1022 voltas.

    • D. 

      Em um mês, o elétron dá 25 . 1025 voltas.

    • E. 

      Em um ano, o elétron dá 255 . 1025 voltas.    

  • 3. 
    (FUND. CARLOS CHAGAS) Um bloco de madeira pesa 2,0 . 103N. Para deslocá-lo sobre uma mesa horizontal, com       velocidade constante, é necessário aplicar uma força horizontal de intensidade 1,0 . 102N. O coeficiente de atrito dinâmico entre o bloco e a mesa vale: 
    • A. 

      5,0 . 10-2

    • B. 

      1,0 . 10-1

    • C. 

      2,0 . 10-3

    • D. 

      2,5 . 10-1

    • E. 

      5,0 . 10-1  

  • 4. 
    (UNIFOR) Um bloco de massa 20 kg é puxado horizontalmente por um barbante. O coeficiente de atrito entre o bloco e o plano horizontal de apoio é 0,25. Adota-se g = 10 m/s2. Sabendo que o bloco tem aceleração de módulo igual a 2,0 m/s2, concluímos que a força de atração no barbante tem intensidade igual a: 
    • A. 

      40N

    • B. 

      50N

    • C. 

      60N

    • D. 

      70N

    • E. 

      90N

  • 5. 
    No asfalto seco de nossas estradas o coeficiente de atrito estático entre o chão e os pneus novos de um carro vale 0,80. Considere um carro com tração apenas nas rodas dianteiras. Para este carro em movimento, em uma estrada plana e horizontal, 60% do peso total (carro + passageiros) está distribuído nas rodas dianteiras. Sendo g = 10m/s2 e não considerando o efeito do ar, a máxima aceleração que a força de atrito pode proporcionar ao carro é de:
    • A. 

      10 m/s²

    • B. 

      8,0 m/s²

    • C. 

      6,0 m/s²

    • D. 

      4,8 m/s²

    • E. 

      0,48 m/s²

  • 6. 
    Existem na natureza apenas quatro tipos de forças citadas a seguir em ordem decrescente de  intensidade: 1. Força nuclear forte: atua  em escala nuclear, tendo, portanto, um alcance extremamente pequeno. É esse tipo de força que mantém os quarks unidos para formarem os prótons e nêutrons e mantém os prótons e nêutrons no núcleo de um átomo. 2. Força eletromagnética: é a força que existe entre partículas dotadas de carga elétrica; pode ser atrativa ou repulsiva. 3. Força nuclear fraca: atua em escala nuclear com alcance ainda menor que o da força nuclear forte; é responsável pelo processo de emissão radioativa. 4. Força gravitacional: é a força atrativa que existe entre partículas dotadas de massa.   Baseado no texto, responda: o que é força de atrito? 
    • A. 

      é de natureza diferente das quatro forças citadas;

    • B. 

      é de natureza gravitacional;

    • C. 

      é de natureza eletromagnética;

    • D. 

      é de natureza nuclear forte;

    • E. 

      é de natureza nuclear fraca.

  • 7. 
    (ITA) Uma mosca em movimento uniforme descreve a trajetória curva indicada abaixo:   Quanto à intensidade da força resultante na mosca, podemos afirmar: 
    • A. 

      é nula, pois o movimento é uniforme;

    • B. 

      é constante, pois o módulo de sua velocidade é constante;

    • C. 

      Está diminuindo;

    • D. 

      Está aumentando;

    • E. 

      N.d.a.

  • 8. 
    (UFN) A intensidade da força centrípeta necessária para um corpo descrever movimento circular uniforme com velocidade escalar v é F. Se a velocidade escalar passar a ser 2 . v, a intensidade da força centrípeta necessária deverá ser:  
    • A. 

      F/4

    • B. 

      F/2

    • C. 

      F

    • D. 

      2 . F

    • E. 

      4 . F

  • 9. 
    (FATEC) Uma esfera de massa 2,0kg oscila num plano vertical, suspensa por um fio leve e inextensível de 1,0m de comprimento. Ao passar pela parte mais baixa da trajetória, sua velocidade escalar é de 2,0m/s. Sendo g = 10m/s2, a intensidade da força de tração no fio quando a esfera passa pela posição inferior é, em newtons:
    • A. 

      2

    • B. 

      8

    • C. 

      12

    • D. 

      20

    • E. 

      28

  • 10. 
    (UNIFICADO - RJ) Um soldado em treinamento utiliza uma corda de 5,0m para "voar" de um ponto a outro como um pêndulo simples. Se a massa do soldado é de 80kg, a corda sendo ideal, e a sua velocidade escalar no ponto mais baixo de 10m/s, desprezando todas as forças de resistência, a razão entre a força que o soldado exerce no fio e o seu peso é: (g = 10m/s2)
    • A. 

      1/3

    • B. 

      1/2

    • C. 

      1

    • D. 

      2

    • E. 

      3

Back to Top Back to top