Roteiro De Estudo - Epidemiologia I

18 Questões | Total Attempts: 613

SettingsSettingsSettings
Please wait...
Roteiro De Estudo - Epidemiologia I

Simulado elaborado pelos monitores da disciplina Epidemiologia. Ao final, as respostas serão exibidas juntamente com um comentário. Bons Estudos!


Questions and Answers
  • 1. 
    O conjunto de processos interativos compreendendo “as interações do agente, do suscetível e do meio ambiente que afetam o processo global e seu desenvolvimento, desde as primeiras forças que criam o estímulo patológico no meio ambiente, ou em qualquer outro lugar, passando pela resposta do homem ao estímulo, até as alterações que levam a um defeito, invalidez, recuperação ou morte” é a definição para:
    • A. 

      Ambiente ou entorno.

    • B. 

      História natural da doença.

    • C. 

      Multifatorialidade.

    • D. 

      Processo saúde doeça.

    • E. 

      Epidemiologia.

  • 2. 
    De acordo com a Constituição Brasileira de 1988, a saúde é um
    • A. 

      Direito de todos, garantido por políticas sociais e econômicas.

    • B. 

      Completo bem-estar físico, psíquico e social, não apenas a ausência de doenças

    • C. 

      Direito do consumidor, assegurado pela regulamentação do mercado.


    • D. 

      Dever do Estado, que deve garanti-la através do financiamento da assistência médica.

  • 3. 
    Considere as seguintes afirmativas, a respeito do Processo Saúde-Doença.
    1. A saúde deve ser entendida, em sentido mais amplo, como componente da qualidade de vida. Assim, não é um “bem comum”, mas um “bem de troca”. Cada I um (nem sempre todos) pode ter assegurado o direito à saúde, a partir da aplicação e da utilização de toda a riqueza disponível, dos conhecimentos e da tecnologia desenvolvida pela sociedade nesse campo.
    2. Em termos da determinação causal, pode-se dizer que o processo saúde-doença representa o conjunto de relações e variáveis que produz e condiciona os estados de saúde e de doença de uma população, modificando-se nos diversos momentos históricos e do desenvolvimento científico da humanidade.
    3. Reconhecendo a abrangência e a complexidade causal, saúde e doença podem ser consideradas de causação aleatória.
    4. Em relação ao processo saúde-doença, deve-se considerar também os conceitos de que é ser ou estar doente ou que é ser ou estar saudável, que envolvem, como IV base de discussão preliminar e de compreensão, as categorias “representação dos indivíduos” e “representação dos profissionais” ou, mesmo, das instituições de saúde.
    
A opção em que todas as afirmativas estão corretas é: 
    • A. 

      2 e 4

    • B. 

      1, 2 e 4

    • C. 

      1, 3 e 4

    • D. 

      2 e 3

  • 4. 
    Qual das alternativas a seguir contém exemplos de variáveis demográficas?
    • A. 

      Idade, renda e instrução

    • B. 

      Sexo, grupo étnico e idade

    • C. 

      Ocupação, hábito de fumar e uso de drogas

    • D. 

      Idade, grupo étnico e estado civil

  • 5. 
    São características de uma variável independente:
    • A. 

      Ser caracterizada como um fator causal e, portanto, uma variável antecedente.

    • B. 

      Ser caracterizada como um fator causal e, portanto, uma variável consequente.

    • C. 

      Ser caracterizada como o efeito e, portanto, uma variável antecedente.

    • D. 

      Ser caracterizada como o efeito e, portanto, uma variável consequente.

  • 6. 
    Em relação ao conceito de epidemiologia, pode-se afirmar que:
    • A. 

      É uma área da ciência com a função estrita de criar evidências para uso clínico

    • B. 

      É uma área da ciência que estuda o processo saúde-doença e seus determinantes no nível individual

    • C. 

      É uma área da ciência que estuda o processo saúde-doença e seus determinantes no nível coletivo

    • D. 

      É uma área da ciência que tem a função de definir estatisticamente as doenças

  • 7. 
    A alternativa que contém usos não correspondentes à área da epidemiologia é:
    • A. 

      Determinação de incidência e prevalência da Tuberculose

    • B. 

      Definição do método diagnóstico mais apropriado para Tuberculose

    • C. 

      Elaboração de medidas para controle da Tuberculose

    • D. 

      Leitura crítica de ensaios clínicos randomizados sobre a Tuberculose

    • E. 

      Nenhuma das alternativas anteriores

  • 8. 
    Sobre a identificação dos perfis e fatores de risco através da epidemiologia, tanto na medicina clínica quanto nos serviços de saúde, analise:  I.      Foi uma prática incorporada à epidemiologia moderna que se tornou bastante útil no estudo das doenças crônicas, uma vez que não buscará exclusivamente a causa das doenças mas sim a sua associação com determinados fatores. II.    Pode ser utilizada para identificar grupos e populações vulneráveis, auxiliando no planejamento e avaliação das ações em saúde pública Quais afirmativas são corretas? III.  É bastante útil na medicina diagnóstica e em programas de rastreamento de doenças
    • A. 

      Apenas I

    • B. 

      I e II

    • C. 

      II e III

    • D. 

      I e III

    • E. 

      I, II e III

  • 9. 
    Marque a alternativa INCORRETA:
    • A. 

      A medida de Risco trata-se de um coeficiente.

    • B. 

      Risco e fator de risco não são sinônimos.

    • C. 

      O conceito de Risco poderá ser empregado a nível individual para determinar o futuro de alguém exposto a determinado fator

    • D. 

      A definição epidemiológica de risco compreende três elemento que são a ocorrência dos eventos relacionados à saúde, a referência populacional e a referência temporal

    • E. 

      No cálculo de risco, o denominador nunca poderá ser igual ao denominador

  • 10. 
    Suponha que em determinado município há 847.543 habitantes, dentre os quais há um total de 399.500 homens e 448.043 mulheres. Nesse município, houve um total de 200 casos de câncer de próstata durante o ano de 2012. Com base nisso, calcule o risco de um idoso do sexo masculino desenvolver essa patologia:
    • A. 

      0,24/1000

    • B. 

      0,50/1000

    • C. 

      0,45/1000

    • D. 

      Impossível calcular com os dados fornecidos

  • 11. 
    A história Natural da doença é um conjunto de processos interativos entre agente, hospedeiro e meio ambiente, que são capazes de gerar estímulo patogênico. Neste conceito, o horizonte clínico pode ser definido como:
    • A. 

      O momento em que surgem os sinais e sintomas da doença, que pode ser diagnosticada

    • B. 

      O conjunto de atividades diagnósticas e terapêuticas da prática clínica

    • C. 

      A fase do raciocínio clínico que vai permitir a definição do tratamento

    • D. 

      O limite entre o período de pré-patogênese e o de patogênese

  • 12. 
    Considerando-se o modelo de História Natural da Doença, é uma intervenção classificada como prevenção primária:
    • A. 

      A realização de campanhas de hanseníase na televisão

    • B. 

      A vacina BCG para tuberculose pulmonar cavitária

    • C. 

      A instalação de esgotamento sanitário

    • D. 

      O auto-exame de mama

  • 13. 
    Com base no modelo da história natural das doenças proposto por Leavel e Clarke, constitui uma ação de prevenção secundária:
    • A. 

      Programas de melhoria habitacional.

    • B. 

      Campanhas de prevenção contra acidentes.

    • C. 

      Inquéritos populacionais para descoberta de casos.

    • D. 

      Programas de aconselhamento genético.

    • E. 

      Fisioterapia.

  • 14. 
    A epidemiologia descritiva evidencia, de forma quantitativa, que o processo saúde-doença está distribuído desigualmente na população. Sobre a epidemiologia descritiva, é correto afirmar:
    • A. 

      Estuda a ocorrência das doenças em função de variáveis ligadas a pessoa, ao espaço e ao tempo, com o objetivo de identificar diferenças entre os grupos populacionais.

    • B. 

      Sobre as variáveis relacionadas às pessoas, são utilizados fatores demográficos como idade, gênero, estado civil, grupo étnico, ocupação, nível de instrução e socioeconômico, não fazendo parte o estado de vida ou hábitos das pessoas.

    • C. 

      A respeito das variáveis relacionadas ao lugar, a epidemiologia descritiva detém-se ao espeço físico ou ambiental, não se detendo ao espaço enquanto processos sociais, que está mais relacionado à antropologia.

    • D. 

      Quanto a variável tempo, existem, dentre outros, alguns conceitos, que são: variação atípica, variação cíclica e variação sazonal. Na primeira, um dado padrão de variação é repetido; na segunda, o fenômeno é periódico, repetindo-se sempre na mesma estação do ano; e na terceira, não se evidencia coerência.

    • E. 

      Na variável lugar, o recorte das unidades a serem comparadas pode ser geográfico (relevo, solo, clima, vegetação, fatores ambientais artificiais) e geopolítico. O recorte político-administrativo não faz parte do processo.

  • 15. 
    O que é o processo saúde-doença? Qual o papel da epidemiologia do processo saúde-doença?
  • 16. 
    Sobre o Processo Saúde-Doença, é correto afirmar:
    • A. 

      A saúde está relacionada apenas com a ausência de doença;

    • B. 

      Ter saúde não está relacionada com ausência de doença;

    • C. 

      Fatores socioeconômicos tem relação com o estado de saúde;

    • D. 

      Uma boa rede de atendimento hospitalar garante ausência de doença.

  • 17. 
    Cite algumas ações de promoção à saúde.
  • 18. 
    Fale sobre o conceito de prevenção e suas três fases, de acordo com o modelo da História Natural das Doenças de Leavell & Clark
Back to Top Back to top