De Quem Você é Filho?

10 Questes | Total Attempts: 108

Please wait...
De Quem Você é Filho?

Descubra seu genitor acadêmico!


Questions and Answers
  • 1. 
    Qual o seu compositor preferido?
    • A. 

      Beethoven, claro.

    • B. 

      Xenakis, o gênio.

    • C. 

      Glenn Gould compunha?

    • D. 

      Olha, não é por nada não... mas eu manjo!

    • E. 

      John Dowland. De lá pra cá só tem lixo.

    • F. 

      Berio! Puta merda aquela Sequenza pra flauta...

    • G. 

      Sou mais um Pierre Schaeffer

  • 2. 
    Como você gosta de assistir aula?
    • A. 

      A aula tem que começar e terminar em ponto! Conteúdo é secundário.

    • B. 

      Putz... aula? Com esse calor?

    • C. 

      Gosto de estar cercado de bixos. Qualquer frase em latim que eu fale já bota uma moral neles.

    • D. 

      Aula é só uma desculpa pra reunir e contar histórias. Te contei daquela vez que eu levei um tiro?

    • E. 

      Aula pra mim tem que ser cedo e tem que ser longe!

    • F. 

      O importante é que a matéria seja FÁCIL.

    • G. 

      Gosto de criar um climinha hostil.

  • 3. 
    Greve?
    • A. 

      Opa, fechou!

    • B. 

      Tô na Unicamp faz tanto tempo. Sinceramente... tanto faz.

    • C. 

      Putz... será que a gente consegue convencer os professores a darem aula mesmo assim?

    • D. 

      Na minha época não tinha essas histórias de greve, não...

    • E. 

      Absurdo! Aula é sagrado.

  • 4. 
    Escolha um instrumento:
    • A. 

      Hoje em dia? O mouse... ou algum controle de videogame!

    • B. 

      Algo nobre e tradicional, tipo piano... flauta, até mesmo trompa!

    • C. 

      Não levo jeito pra essas coisas não...

    • D. 

      Aff... pergunta besta! Piano, vai... enfim.

    • E. 

      Com um pouco de nanquim, a pena é o maior instrumento de todos!

    • F. 

      Algo exótico. Várias coisas exóticas juntas, se possível!

    • G. 

      Teremin! Ahá, por essa você não esperava...

    • H. 

      Violão. Gosto de instrumento que não afina.

    • I. 

      Na sala certa, o instrumento é irrelevante!

  • 5. 
    Qual sua opinião sobre Webern? 
    • A. 

      Quem? Onde?

    • B. 

      Ai ai... por onde eu começo?

    • C. 

      Soa meio dissonante, né?

    • D. 

      Muito bom! Ele poderia trabalhar mais o sujeito... dar mais variação... mas é muito bom.

    • E. 

      Sou mais um Steve Reich, mas Webern é bom demais também.

    • F. 

      Pff... Webern é o equivalente brasileiro dum trabalhador de canavial qualquer!

  • 6. 
    Escolha um som:
    • A. 

      Hm... som? Som musical, você diz? Você tem que ser mais específico...

    • B. 

      Qualquer acorde que você bata no piano fica legal. Ou fica uma bosta. Não tem segredo.

    • C. 

      Algo com uns guisos, e harpa... com uma voz bem legal narrando, talvez!

    • D. 

      47 mil senóides juntas. Me dá 3 meses que eu faço pra você. Fica parecendo um som que quase parece o som dum sino.

    • E. 

      O som da harmonia das esferas, claro! Você não tá ouvindo?

    • F. 

      Te contei uma vez que eu gravei o Caruso cantando? Que som era aquele!

    • G. 

      Eu poderia ficar horas ouvindo o qualquer paisagem sonora aí. Se o calor estiver insuportável, melhor ainda!

  • 7. 
    Escolha um país!
    • A. 

      França. Chique demais.

    • B. 

      Alemanha, né? Óbvio.

    • C. 

      Brasil, velho. Tenho cara de gringo?

    • D. 

      USA, number one!

    • E. 

      Inglaterra. Sou fãnzasso da rainha Béte Segunda. Fora Beatles, os caras eram demais.

    • F. 

      Espanha. Mulherada lá é outro mundo.

    • G. 

      Itália. Terra de Salieri... Gesualdo e outros!

  • 8. 
    Qual o seu estilão?
    • A. 

      Estilo? Uma pizza de cada lado. Estou sempre suando em bicas!

    • B. 

      Meio hipster. Eu finjo que não presto muita atenção mas pra me aprontar demora.

    • C. 

      Impecabile!

    • D. 

      Sou profissional ao me vestir, mas não perco muito tempo.

    • E. 

      O mesmo de sempre. Não tenho idade pra prestar atenção pra essas coisas, não.

  • 9. 
    Como você prefere ser avaliado? Seja sincero!
    • A. 

      Sinceramentre? Aquela apresentaçãozinha lixo, clássica. O professor não quer dar aula, ele não espera que eu vá caprichar lá na frente, né?

    • B. 

      Gosto de trabalho em grupo. O trabalho fica bom, o professor fica feliz... tudo mundo ganha!

    • C. 

      Sou contra avaliação... mas se tenho que escolher, eu diria que gosto daquela provinha básica mesmo. Pego a do ano passado e estudo por ela.

    • D. 

      Algo criativo! O que vale é a intenção, né? Não tem que ficar rotulando alunos com notas.

    • E. 

      Gosto daqueles trabalhos que eu sei que o professor nem vai ler. Aí vem aquele 8,5 só pra ninguém reclamar e foda-se.

    • F. 

      A avaliação é o pilar central da academia. Pode soar tradicionalista, mas eu gosto de estudar e tirar nota! Decorar coisa é comigo mesmo.

  • 10. 
    Se você tivesse que escrever uma peça pra fagote solo, o que você faria?
    • A. 

      A resposta está no começo da Sagração da Primavera...

    • B. 

      Recorreria à algum filósofo fodão, tipo Deleuze. Com um conceito tão complicado e chique, ninguém vai nem lembrar que tem um fagote no palco!

    • C. 

      O fagote só é capaz de produzir acompanhamentos. Eu me recusaria.

    • D. 

      No momento em você abre o Sibelius, tudo vira números. Até o fagote.

    • E. 

      O problema não é escrever pra fagote, o problema é COMO gravar o fagote!

    • F. 

      Ravel deve ter escrito algo decente pra fagote. Eu emprestaria uma coisinha aqui, outra coisinha ali...

    • G. 

      Eu daria a bunda pra não ter que escrever pra fagote.

Back to Top Back to top