Filosofia - Preparação Para A Prova Global

30 Questes | Total Attempts: 81

SettingsSettingsSettings
Please wait...
Filosofia - Preparao Para A Prova Global

Este questionário tem como objetivo permitir testar os conhecimentos para que os alunos possam planear a revisão final da matéria.


Questions and Answers
  • 1. 
    Para Kant o critério da moralidade:
    • A. 

      É o Imperativo Categórico

    • B. 

      É o princípio da maior felicidade.

    • C. 

      É o Imperativo Hipotético.

    • D. 

      É o princípio da universalização da felicidade.

  • 2. 
    O Imperativo Categórico
    • A. 

      Depende de condições: diz-nos o que fazer quando estão reunidas as condições propícias a um bom resultado.

    • B. 

      Não depende de condições: diz-nos o que fazer sem estarmos dependentes de condições exteriores.

    • C. 

      Depende de condições internas ao agente.

    • D. 

      Não depende de condições sobre a intenção do agente.

  • 3. 
    Das seguintes alternativas escolha quais apresentam limitações da ética de Kant (pode escolher mais do que uma opção):
    • A. 

      Não permite resolver conflitos em que valores morais absolutos (mais importantes) entrem em conflito.

    • B. 

      Permite alcançar um grau de satisfação elevado em todos os indivíduos envolvidos na ação.

    • C. 

      É uma ética desumana, porque não atribui valor moral às emoções e aos sentimentos.

    • D. 

      É uma ética hedonista e, por isso mesmo, relativista.

    • E. 

      É uma ética que esquece que por vezes é impossível decidir sem olhar às consequências das ações.

  • 4. 
    O utilitarismo:
    • A. 

      Defende que devemos tomar as decisões que tragam a maior quantidade de felicidade para as outras pessoas.

    • B. 

      Defende que devemos tomar as decisões que tragam a maior quantidade de felicidade para as pessoas de quem gostamos.

    • C. 

      Defende que devemos tomar as decisões que tragam a maior quantidade de felicidade.

    • D. 

      Defende que devemos tomar as decisões que tragam a maior quantidade de felicidade para o maior número possível de pessoas.

  • 5. 
    A ética de Kant é uma ética teleológica.
    • A. 

      True

    • B. 

      False

  • 6. 
    A ética de Stuart Mill é:
    • A. 

      Consequencialista.

    • B. 

      Deontológica.

    • C. 

      Relativista.

    • D. 

      Teológica.

  • 7. 
    A teoria da justiça de John Rawls rejeita o [Blank], porque repartir os bens sociais de forma igualitária não permite o exercício de uma verdadeira equidade: se dermos sempre o mesmo a todos, nunca eliminaremos as [Blank].Também rejeita o utilitarismo, porque ao promovermos a [Blank] do maior número de pessoas, podemos estar a deixar de fora as mais frágeis.Por outro lado, do ponto de vista político, Rawls é [Blank] porque defende que a sociedade se baseia num contrato [Blank] implícito.As sociedades mais justas são as que distribuem a sua riqueza de forma [Blank] como forma de promover a [Blank] dos seus cidadãos.   
  • 8. 
    Na Retórica:
    • A. 

      O Ethos corresponde ao carácter do orador; O Pathos refere-se à estrutura do discurso e o Lógos, às emoções do auditório .

    • B. 

      O Ethos corresponde à estrutura do discurso; O Pathos refere-se às emoções do auditório e o Lógos, ao carácter do orador.

    • C. 

      O Ethos corresponde às emoções do auditório; O Pathos refere-se ao carácter do orador e o Lógos, à estrutura do discurso.

    • D. 

      O Ethos corresponde ao carácter do orador; O Pathos refere-se às emoções do auditório e o Lógos, à estrutura do discurso.

  • 9. 
    "És contra o aborto?! Então defendes que a morte dos fetos é aceitável! Ora se se matarem todos os fetos, não achas que isso será o fim da humanidade? "Que falácia informal é cometida neste enunciado?
    • A. 

      Ad hominem.

    • B. 

      Espantalho ou homem de palha.

    • C. 

      Falso dilema.

    • D. 

      Apelo à ignorância.

  • 10. 
    "A sociedade deve assegurar a máxima liberdade para cada pessoa compatível com uma liberdade igual para todos os outros."Este enunciado refere-se a que princípio da justiça de acordo com Rawls?
    • A. 

      Princípio da liberdade igual.

    • B. 

      Princípio da diferença.

    • C. 

      Princípio da oportunidade justa

    • D. 

      Princípio da fraternidade.

  • 11. 
    "A sociedade deve promover a distribuição igual da riqueza, excepto se a existência de desigualdades económicas e sociais gerar o maior benefício para os menos favorecidos."Este enunciado refere-se a que princípio da justiça de acordo com Rawls?
    • A. 

      Princípio da liberdade igual.

    • B. 

      Princípio da diferença.

    • C. 

      Princípio da oportunidade justa

    • D. 

      Princípio da fraternidade.

  • 12. 
    "As desigualdades económicas e sociais devem estar ligadas a postos e posições acessíveis a todos em condições de justa igualdade de oportunidades."Este enunciado refere-se a que princípio da justiça de acordo com Rawls?
    • A. 

      Princípio da liberdade igual.

    • B. 

      Princípio da diferença.

    • C. 

      Princípio da oportunidade justa

    • D. 

      Princípio da fraternidade.

  • 13. 
    "Se acabarem os exames nacionais no primeiro ciclo, as crianças irão crescer sem valorizarem os estudo, o que levará a um inevitável aumento da criminalidade no futuro".Neste enunciado é cometida a seguinte falácia informal:
    • A. 

      Ad hominem.

    • B. 

      Apelo à ignorância.

    • C. 

      Derrapagem.

    • D. 

      Falso dilema.

  • 14. 
    Os sofistas eram:
    • A. 

      Cépticos e relativistas.

    • B. 

      Dogmáticos e racionalistas.

    • C. 

      Dogmáticos e relativistas.

    • D. 

      Cépticos e amantes da verdade.

  • 15. 
    Platão considera que:
    • A. 

      Os sofistas cultivam a Episteme (opinião) e rejeitam a doxa (ciência).

    • B. 

      Os filósofos cultivam a doxa (ciência) e rejeitam a Episteme (opinião).

    • C. 

      Os sofistas cultivam a Episteme (ciência) e rejeitam a doxa (opinião).

    • D. 

      Os filósofos cultivam a Episteme (ciência) e rejeitam a doxa (opinião).

  • 16. 
    Descartes é um filósofo racionalista, porque:
    • A. 

      Considera que a origem do conhecimento verdadeiro é a Razão.

    • B. 

      Considera que a origem de todo o conhecimento é a Razão.

    • C. 

      Considera que os sentidos nos enganam.

    • D. 

      Considera que não há conhecimento derivado dos sentidos.

  • 17. 
    Para David Hume o Cogito cartesiano:
    • A. 

      É um conhecimento a priori, oferecendo-se à mente como uma verdade indubitável.

    • B. 

      É um conhecimento a priori, tendo, como qualquer conteúdo mental, origem numa impressão.

    • C. 

      É um conhecimento a posteriori, tendo, como qualquer conteúdo mental, origem numa impressão.

    • D. 

      É um conhecimento a posteriori, oferecendo-se à mente como uma verdade indubitável.

  • 18. 
    O critério de verdade para Descartes é:
    • A. 

      A clareza e a vivacidade.

    • B. 

      A força e a vivacidade.

    • C. 

      A clareza e a distinção.

    • D. 

      A força e a distinção.

  • 19. 
    Descartes prova a existência da realidade exterior ao sujeito pensante:
    • A. 

      Através da experiência.

    • B. 

      Através da ideia de Deus.

    • C. 

      Através do Cogito.

    • D. 

      Através da experiência do Cogito.

  • 20. 
    A Dúvida cartesiana é metódica, porque:
    • A. 

      é radical;

    • B. 

      é dogmática;

    • C. 

      é profunda;

    • D. 

      é um caminho para chegar à verdade.

  • 21. 
    David Hume defende um cepticismo moderado, ao
    • A. 

      Afirmar que não é possível fundamentar indutivamente os nossos enunciados universais sobre o mundo;

    • B. 

      Rejeitar a possibilidade de termos conhecimentos a priori, mesmo no campo das matemáticas;

    • C. 

      Rejeitar a possibilidade de fazermos juízos acertados sobre a realidade;

    • D. 

      Afirmar que é possível fazer induções válidas sobre as relações causais.

  • 22. 
    Dado o silogismo:Todos os europeus são mortaisTodos os portugueses são mortaisTodos os portugueses são europeusEscolha a alternativa que melhor o descreve:
    • A. 

      Trata-se de um silogismo válido da segunda figura, com o modo AAA.

    • B. 

      Trata-se de um silogismo inválido da segunda figura, com o modo AAA. Nele são cometidas as falácias formais do termo médio não distribuído e da Ilícita maior.

    • C. 

      Trata-se de um silogismo inválido da segunda figura, com o modo AAA. Nele são cometidas as falácias formais do termo médio não distribuído.

    • D. 

      Trata-se de um silogismo inválido da segunda figura, com o modo AAA. Nele são cometidas as falácias formais do termo médio não distribuído e da Ilícita menor.

  • 23. 
    A teoria empirista da tábua rasa defende que:
    • A. 

      Existem ideias inatas.

    • B. 

      Não existem ideias inatas.

    • C. 

      Existem ideias inatas e ideias derivadas da experiência.

    • D. 

      Existem ideias que não são nem derivadas da experiência, nem são inatas.

  • 24. 
    Para responder a esta questão deve ler o texto 3 Segundo Karl Popper a teoria do balde é:
    • A. 

      Uma crítica à teoria da tábua rasa: o sujeito não tem uma postura passiva face à experiência.

    • B. 

      Uma crítica à teoria da tábua rasa: o sujeito tem uma postura passiva face à experiência.

    • C. 

      Uma defesa da teoria da tábua rasa: o sujeito tem uma postura passiva face à experiência.

    • D. 

      Uma defesa da teoria da tábua rasa: o sujeito não tem uma postura passiva face à experiência.

  • 25. 
    Para Popper a ciência avança por conjecturas e refutações.Isto significa que:
    • A. 

      As teorias científicas são verificadas experimentalmente.

    • B. 

      As teorias científicas são verdades absolutas.

    • C. 

      As teorias só são científicas se puderem ser falsificadas.

    • D. 

      As teorias só são científicas se puderem ser verificadas.

Back to Top Back to top