Exercícios De Filosofia!

12 Questes | Total Attempts: 546

SettingsSettingsSettings
Please wait...
Exercícios De Filosofia!

Para revisar os conceitos da prova.


Questions and Answers
  • 1. 
    Assinale todas as afirmações corretas a respeito da Dialética:
    • A. 

      A dialética começa no pensamento de Sócrates, que enxerga um mundo no qual tudo é estático.

    • B. 

      O movimento é gerado por uma batalha entre contrários.

    • C. 

      O confronto de Tese com Antítese gera uma Síntese.

    • D. 

      A dialética pode ser considerada como um processo de transformação, o motor das mudanças históricas.

  • 2. 
    Qual desses itens NÃO caracteriza um manifesto?
    • A. 

      Fim apoteótico

    • B. 

      Estrutura argumentativa

    • C. 

      Apelo ao sentimentalismo

    • D. 

      Tom conclamatório

  • 3. 
    Encontramos abaixo quatro conceitos de Marx . Assinale a alternativa que apresenta uma definição coerente ao seu conceito.
    • A. 

      Superestrutura: grupos ou ideologias que manipulam o pensamento;

    • B. 

      Reificação: é a pressão/cobrança do indivíduo, exploração do tempo;

    • C. 

      Fetichismo: a sociedade domina o homem;

    • D. 

      Alienação: dar um valor excessivo às coisas;

  • 4. 
    "Com a popularização de uma visão de mundo predominantemente racional e menos religiosa, aconteceu um certo desencantamento do mundo, pois as ciências começaram a explicar tudo o que as religiões explicavam antes. O exagero na crença de que as ciências respondem a todos os problemas humanos ficou conhecido como cientificismo." As informações contidas nesse parágrafo são:
    • A. 

      Verdadeiras

    • B. 

      Falsas

  • 5. 
    O conceito mais genérico de ideologia significa o conjunto de idéias, concepções ou opiniões sobre algum tema sujeito a discussão, por exemplo, a ideologia burguesa, a ideologia de um partido político. Historicamente, porém, o conceito de ideologia tem um sentido específico divulgado pelo filósofo e economista:
    • A. 

      Frederico Nietzsche

    • B. 

      Charles Fourier

    • C. 

      Karl Marx

    • D. 

      Max Weber

  • 6. 
    "Para Marx, esse conceito básico, não é puramente teórico, porque se manifesta na vida real quando o produto do trabalho deixa de pertencer a quem produziu. Isso ocorre porque na economia capitalista prevalece a lógica do mercado, em que tudo tem um preço, ou seja, adquire um valor de troca, diferentemente de quando fabricamos o que é necessário para a existência, tais como, casas, roupas ou livros, produtos que tem utilidade vital, valor de uso."  O texto se refere ao conceito de:
    • A. 

      Reificação

    • B. 

      Fetichismo

    • C. 

      Mais-Valia

    • D. 

      Alienação

  • 7. 
    A Escola Marxista tem na teoria do conflito um dos seus fundamentos mais importantes em termos sociológicos. Tal teoria, pela óptica marxista, defende que:
    • A. 

      Os conflitos sociais são culturais, sendo expressões do embate entre a tradição e a inovação.

    • B. 

      Os conflitos nascem das contradições, sendo estas resultantes do acesso desigual aos meios de produção.

    • C. 

      As sociedades mais avançadas são aquelas que melhor se adaptaram ao longo do processo histórico, sendo as menos aptas extintas.

    • D. 

      Todas as relações sociais estão desvinculadas da esfera econômica, sendo os conflitos políticos o alicerce da vida em sociedade.

  • 8. 
    Escrito há quase duzentos anos, por Karl Marx e Friedrich Engels, o Manifesto Comunista denunciava as desigualdades sociais vividas pelos homens na sociedade capitalista. Leia trecho dessa obra, reproduzido a seguir, e assinale o que for correto sobre o desenvolvimento econômico.  “A sociedade burguesa moderna, que brotou das ruínas da sociedade feudal, não aboliu os antagonismos das classes. Estabeleceu novas classes, novas condições de opressão, novas formas de luta no lugar das antigas [...] A manufatura já não era suficiente. Em consequência disso, o vapor e as máquinas revolucionaram a produção industrial. O lugar da manufatura foi tomado pela indústria gigantesca moderna, o lugar da classe média industrial, pelos milionários da indústria, líderes de todo o exército industrial, os burgueses modernos”  I- A passagem da manufatura para indústria gerou um processo de modificação do espaço natural que foi bastante equilibrado, sem prejuízos ao meio ambiente.  II - O trecho acima se refere ao contexto de formação da sociedade capitalista e à composição dos antagonismos de classe, os quais opõem proprietários dos meios de produção e proprietários da força de trabalho.  III - As relações estabelecidas pelas classes sociais na sociedade burguesa moderna são pautadas pela cooperação, a qual conduz ao desenvolvimento econômico gerador de melhor condição de vida para todos.     IV - As relações de troca se revolucionaram em virtude de o crescimento da burguesia moderna ter ocorrido na mesma proporção do crescimento da produção industrial.  V - O desenvolvimento da indústria está assentado no emprego do trabalho humano, o único detentor de conhecimento para alterar a matéria-prima, a partir do uso de instrumentos que ele mesmo produz. 
    • A. 

      I, II, III

    • B. 

      I, II, V

    • C. 

      II, IV, V

    • D. 

      III, IV, V

  • 9. 
    Leia o fragmento abaixo, de Karl Marx. "Com o próprio funcionamento, o processo capitalista de produção reproduz, portanto, a separação entre a força de trabalho e as condições de trabalho, perpetuando, assim, as condições de exploração do trabalhador. Compele sempre o trabalhador a vender sua força de trabalho para viver, e capacita sempre o capitalista a comprá-la." De acordo com o filósofo alemão, a condição do trabalhador na economia capitalista clássica é I . de realização plena da sua capacidade produtiva, alcançando a autonomia financeira e a satisfação dos valores existenciais tão almejados pela humanidade, desde os primórdios da história. II . de alienação, pois os trabalhadores possuem apenas sua capacidade de trabalhar, que é vendida ao capitalista em troca do salário, por isso, a produção não pertence ao trabalhador, sendo-lhe estranha. III . de superação da sua condição de ser natural para tornar-se ser social, liberto graças à divisão do trabalho, que lhe permite o desenvolvimento completo de suas habilidades naturais na fábrica. IV . de coisa, isto é, o trabalhador é reificado, tornando-se mercadoria, cujo preço é o salário, ao passo que as coisas produzidas pelo trabalhador, na ótica capitalista, parecem dotadas de existência própria.
    • A. 

      II e IV

    • B. 

      I e II

    • C. 

      III e IV

    • D. 

      II e III

  • 10. 
    Assinale as afirmativas corretas:
    • A. 

      No contexto da Indústria Cultural, mantem-se o ritmo do trabalho e sufoca-se a revolução.

    • B. 

      Paradoxo do Iluminismo: a boa intenção dos iluministas em colocar a razão como libertadora do homem acabou por criar uma nova dominação, aprisionando ainda mais a vida das pessoas.

    • C. 

      A Indústria Cultural (filmes, novela, música) deve ser incentivada e apreciada como construtora de conhecimento e otimizadora das capacidades argumentativas.

    • D. 

      O Manifesto tem como objetivo transformar uma realidade. Outras características do gênero incluem: conotação comunitária, certo grau de informalidade e sugestão de ação.

  • 11. 
    "A escola de Frankfurt busca compreender e divulgar ideias acerca da superestrutura que é o sistema ideológico que sustenta a partir da produção de sentido, o modo como a sociedade se organiza. Para eles, há um conjunto de ideias produzidas pelas ciências e pela indústria cultural que mantém as relações de poder estabelecidas em favor dos burgueses que subjugam o proletariado." As informações contidas no parágrafo são:
    • A. 

      Verdadeiras

    • B. 

      Falsas

Back to Top Back to top