Exame Final Hábitos II

109 Questes

Settings
Please wait...
Exame Final Hábitos II

Compilação de todas as Perguntas dos anos: 2010/2011 2011/2012 ps: não coloquei as de terceiro ano Autor: -Adriano Gonçalo Santos (2011/2012)


Questions and Answers
  • 1. 
    O que pode influenciar um comportamento saudável ? (2011/2012)
    • A. 

      Variável demográfica

    • B. 

      Fator situacional

    • C. 

      Perceção de sintomas

    • D. 

      Todas as anteriores

  • 2. 
    O modelo biopsicossoal da saúde é um modelo conceitual que propõe: (2011/2012)
    • A. 

      Apenas as variáveis biológicas determinam o estado de doença.

    • B. 

      O tratamento não deve compreender uma abordagem multidisciplinar.

    • C. 

      Os fatores sociais, psicológicos, biológicos, comportamento e emoções devem ser devem ser considerados simultaneamente.

    • D. 

      A dor é apenas vista como uma consequência de um qualquer desequilíbrio físico.

  • 3. 
    A resiliência em crianças implica: (2011/2012)
    • A. 

      Capacidade de resolução de problemas, competências sociais e elevada tolerância à frustração.

    • B. 

      Falta de afetos.

    • C. 

      Sentido de autonomia, de auto-eficácia, e de estratégias de “coping”.

    • D. 

      Alineas a) e c)

  • 4. 
    Quais destes podem ser fatores de resiliência? (2011/2012)
    • A. 

      Rede social ineficaz, estrutura familiar funcional e melhor auto-estima.

    • B. 

      Perceção do controlo, competências sociais e estrutura familiar funcional.

    • C. 

      Baixa auto-estima, cognição pouco desenvolvida e rede social eficaz.

    • D. 

      Ambiente social caloroso, poucas competências sociais, auto-estima.

    • E. 

      Nenhuma das anteriores.

  • 5. 
    Constitui uma desvantagem dos modelos da Cognição Social: (2011/2012)
    • A. 

      Não especificar quais as estratégias a utilizar na mudança de cognições.

    • B. 

      Fornecer uma base teórica para a investigação.

    • C. 

      Definir objetivos para a mudança de comportamentos.

    • D. 

      Não prestar atenção às variáveis relacionadas com a vontade para mudar comportamentos.

    • E. 

      Alíneas a) e d).

  • 6. 
    Os comportamentos de saúde, entre outros aspectos, dependem de: (2011/2012)
    • A. 

      Acessibilidade aos Serviços de Saúde

    • B. 

      Atitudes face aos Serviços de Saúde

    • C. 

      Percepção das ameaças à saúde

    • D. 

      Factores demográficos

    • E. 

      Todas as anteriores

  • 7. 
    Dos fatores que influenciam o comportamento alimentar, qual aquele que NÃO é externo, ou seja, que é interno: (2011/2012)
    • A. 

      Família

    • B. 

      Modas Alimentares

    • C. 

      Auto conceito

    • D. 

      Comida rápida

    • E. 

      Experiências pessoais

  • 8. 
    O conceito de Coping (confronto psicológico) foi definido por Lazarus & Folkman (1984) como um “conjunto de esforços, cognitivos e comportamentais, utilizado pelos indivíduos com o objectivo de lidar com desafios específicos, internos ou externos, que surgem em situações de stress”. (2011/2012) Quantas são as suas dimensões?
    • A. 

      1

    • B. 

      2

    • C. 

      3

    • D. 

      4

    • E. 

      5

  • 9. 
    Qual destes é um factor interno que influencia o comportamento alimentar: (2011/2012)
    • A. 

      Significado dos alimentos;

    • B. 

      Comportamento alimentar dos progenitores;

    • C. 

      Comida rápida;

    • D. 

      Família.

  • 10. 
    A OMS definiu em 1948 a saúde como: (2011/2012)
    • A. 

      Um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não consiste apenas na ausência de doença ou de enfermidade;

    • B. 

      Apenas a ausência de doença;

    • C. 

      Fazer exercício físico todos os dias;

    • D. 

      Estar feliz com a própria vida.

  • 11. 
    A resiliência é: (2011/2012)
    • A. 

      Capacidade do indivíduo para uma adaptação bem sucedida, funcionamento positivo ou competência na presença de situações adversas, envolvendo múltiplos riscos e ameaças internas e externas;

    • B. 

      Resignar-se com acontecimentos menos positivos entrando num estado de depressão;

    • C. 

      A falta de capacidade de ultrapassar acontecimentos traumáticos;

    • D. 

      Entrar em pânico quando confrontado com um problema.

  • 12. 
    Relativamente à prevenção, assinala a opção correta: (2011/2012)
    • A. 

      A prevenção primária baseia-se na reabilitação;

    • B. 

      Na prevenção primária criam-se estratégias que visam impedir a ocorrência de uma doença;

    • C. 

      Na prevenção terciária o mais importante é diminuir o estado da doença.

    • D. 

      O objectivo principal da prevenção primária é promover as mudanças de comportamentos e de estilo de vida.

    • E. 

      Alíneas b) e d)

  • 13. 
    A capacidade do indivíduo para uma adaptação bem sucedida, funcionamento positivo ou competência na presença de situações adversas, envolvendo múltiplos riscos e ameaças internas e externas, ou capacidade de recuperação após uma experiência traumática prolongada. Define-se por: (2011/2012)
    • A. 

      Resistência

    • B. 

      Resiliência

    • C. 

      Adaptação

    • D. 

      Vulnerabilidade

    • E. 

      Coping

  • 14. 
    Qual destes Não é factor de Resiliência: (2011/2012)
    • A. 

      Família: Estrutura familiar funcional

    • B. 

      Ambiente social caloroso

    • C. 

      Melhor desenvolvimento físico

    • D. 

      Melhor auto-estima

    • E. 

      Competências sociais

  • 15. 
    O conjunto de esforços, cognitivos e comportamentais, utilizado pelos indivíduos com o objectivo de lidar com desafios específicos, internos ou externos, que surgem em situações de stress, define-se por: (2011/2012)
    • A. 

      Resistência

    • B. 

      Resiliência

    • C. 

      Adaptação

    • D. 

      Vulnerabilidade

    • E. 

      Coping

  • 16. 
    Relativamente aos determinantes do comportamento saudável, estes NÃO incluem: (2011/2012)
    • A. 

      Variáveis demográficas

    • B. 

      Fatores situacionais

    • C. 

      Perceção de sintomas

    • D. 

      Atitudes

    • E. 

      Nenhuma das anteriores

  • 17. 
    O desenvolvimento das atitudes das crianças não é influenciado por: (2011/2012)
    • A. 

      Mass media

    • B. 

      Pais e familiares

    • C. 

      Colegas e sociedade

    • D. 

      Nenhuma das anteriores

  • 18. 
    Quais os fatores que têm um papel inequívoco na socialização das atitudes das crianças e jovens relativas ao estilo de vida: (2011/2012)
    • A. 

      Unicamente os familiares

    • B. 

      Os mass media, principalmente a rádio

    • C. 

      Pais, familiares e colegas de escola

    • D. 

      Somente a escola

  • 19. 
    Qual destes não pode ser um papel dos pais para promover a saúde dos seus filhos? (2011/2012)
    • A. 

      Os pais podem e devem funcionar como modelos para as crianças (aprendizagem social)

    • B. 

      Os pais têm atitudes em relação aos filhos que determinarão o seu comportamento (Ex.: Praticar uma boa alimentação para toda a família)

    • C. 

      Podem obrigar a escola a cozinhar comidas especiais para o filho (ex.: Sem um ingrediente especifico)

    • D. 

      Pode informar o filho sobre o que pode fazer para se manter saudável

  • 20. 
    Dos seguintes, não pode ser um determinante psicológico do comportamento alimentar: (2011/2012)
    • A. 

      As crenças

    • B. 

      A família

    • C. 

      O estilo de vida

    • D. 

      Auto-estima

  • 21. 
    Relativamente ao comportamento alimentar escolha a opção errada: (2011/2012)
    • A. 

      A familia, o grupo de pertença e a comunidade fazem parte dos determinantes psicossociais do comportamento alimentar.

    • B. 

      O sistema cultural, a familia e a auto-estima são determinantes psicológicos do comportamento alimentar.

    • C. 

      A informação sobre os nutrimentos e os sentimentos e contextos associados influenciam o comportamento alimentar.

    • D. 

      A imagem corporal, o estado de saúde, e as necessidades fisiológicas constituem factores internos que podem influenciar o comportamento alimentar.

    • E. 

      Os meios de comunicação, experiências pessoais e modas alimentares podem determinar o comportamento alimentar.

  • 22. 
    Para a prevenção de ocorrem doenças, existem várias etapas, sendo que a prevenção primária consiste: (2011/2012)
    • A. 

      Na reabilitação, com o objectivo de reduzir os efeitos da doença.

    • B. 

      Em tratamentos, estratégias curativas.

    • C. 

      Em estratégias que visam o impedimento de ocorrer uma doença.

    • D. 

      Em diminuir o estado da doença.

  • 23. 
    Qual destes não pode ser um papel dos pais para promover a saúde dos seus filhos? (2011/2012)
    • A. 

      Os pais podem e devem funcionar como modelos para as crianças (aprendizagem social)

    • B. 

      Os pais têm atitudes em relação aos filhos que determinarão o seu comportamento (Ex.: Praticar uma boa alimentação para toda a família)

    • C. 

      Podem obrigar a escola a cozinhar comidas especiais para o filho (ex.: Sem um ingrediente especifico)

    • D. 

      Pode informar o filho sobre o que pode fazer para se manter saudável

  • 24. 
    O processo de ação para a saúde (Schwarzer, 1995) envolve 3 fases de ação: (2011/2012)
    • A. 

      Perceção do risco, expetativas, autoeficácia

    • B. 

      Iniciativa, manutenção, autoeficácia

    • C. 

      Planeamento, perceção do risco, autoeficácia

    • D. 

      Iniciativa, manutenção, recuperação

  • 25. 
    O processo de ação para a saúde (Schwarzer, 1995) dá grande importância: (2011/2012)
    • A. 

      Planeamento

    • B. 

      Autoeficácia

    • C. 

      Perceção do risco

    • D. 

      Intenção

  • 26. 
    Destes, qual se apresenta como modelo sistémico, em que todos os fatores interagem: (2011/2012)
    • A. 

      Teoria da autorregulação da saúde (Leventhal; in Ogden, 1999)

    • B. 

      Processo ação para a saúde (Schwarzer, 1995

    • C. 

      Modelo das crenças da saúde (becker & rosentock, 1984)

  • 27. 
    Relativamente aos modelos de cognição social, destes, qual o que inclui a perceção de barreiras: (2011/2012)
    • A. 

      Teoria da autorregulação da saúde (Leventhal; in Ogden, 1999)

    • B. 

      Processo ação para a saúde (Schwarzer, 1995)

    • C. 

      Modelo das crenças da saúde (becker & rosentock, 1984)

    • D. 

      Teoria da ação racional (ajzen & fishbein, 1977)

  • 28. 
    No que diz respeito à saúde: (2011/2012)
    • A. 

      As mudanças externas podem provocar mudanças internas.

    • B. 

      É somente influenciada por fatores genéticos.

    • C. 

      Corpo e mente são coisas diferentes.

    • D. 

      Comportamentos negativos têm influências positivas na saúde humana.

  • 29. 
    Qual destes não é um fator psicológico determinante de comportamentos saudáveis: (2011/2012)
    • A. 

      Crenças

    • B. 

      Valores

    • C. 

      Atitudes

    • D. 

      Influências Sociais

  • 30. 
    Segundo a Organização Mundial de Saúde, o conceito de saúde caracteriza-se por: (2011/2012)
    • A. 

      Ausência de doença

    • B. 

      Uma qualidade de vida muito boa e economicamente rentável.

    • C. 

      Bem-estar físico e social.

    • D. 

      Um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não consiste apenas na ausência de doença ou de enfermidade.

  • 31. 
    Os determinantes dos comportamentos saudáveis incluídos nos fatores situacionais são: (2011/2012)
    • A. 

      Grupo social ou étnico;

    • B. 

      Valores;

    • C. 

      Pressão social

    • D. 

      Idade.

  • 32. 
    O conceito de autoeficácia implica: (2011/2012)
    • A. 

      Intenção, preparação, ação, manutenção e recuperação.

    • B. 

      Contemplação, regulação, ação, preparação e perceção.

    • C. 

      Pré-contemplação, contemplação, preparação, ação e manutenção.

    • D. 

      Nenhuma das anteriores.

  • 33. 
    É um modelo da cognição social… (2011/2012)
    • A. 

      Teoria do condicionamento clássico.

    • B. 

      Teoria do auto melhoramento (self- enhancement).

    • C. 

      Teoria da aprendizagem social (Bandura).

    • D. 

      Teoria da ação racional (Ajzen & Fishbein).

  • 34. 
    Segundo o modelo das crenças de saúde, os fatores que influenciam a ação incluem: (2011/2012)
    • A. 

      Variáveis demográficas (idade, sexo, classe social).

    • B. 

      A autoestima.

    • C. 

      Contextos sociais (família, escola, amigos).

    • D. 

      Todas as anteriores.

  • 35. 
    Os comportamentos de saúde dependem: (2011/2012)
    • A. 

      Fatores genéticos.

    • B. 

      Atitudes face aos serviços de saúde.

    • C. 

      Da intuição do próprio indivíduo.

    • D. 

      Nenhuma das anteriores.

  • 36. 
    Relativamente à cognição social, o comportamento social deve: (2011/2012)
    • A. 

      Ser compreendido em função da descrição objetiva do ambiente.

    • B. 

      Basear-se apenas nos contextos sociais.

    • C. 

      Ser compreendido em função da perceção da realidade dos indivíduos.

    • D. 

      Todas as anteriores.

  • 37. 
    Os modelos da cognição social: (2011/2012)
    • A. 

      Prestam grande atenção às variáveis relacionadas com a vontade para mudar comportamentos.

    • B. 

      Especificam quais as estratégias a utilizar na mudança das cognições

    • C. 

      Não definem objetivos para a mudança dos comportamentos.

    • D. 

      Fornecem uma descrição dos processos cognitivos que determinam as motivações individuais para realizar diferentes comportamentos.

  • 38. 
    No que diz respeito à rede social e bem-estar, é verdade que: (2011/2012)
    • A. 

      As pessoas com melhores relações de apoio têm menos comportamentos de risco.

    • B. 

      Quando se vive uma situação perturbadora o falar sobre ela reduz significativamente a resposta à situação.

    • C. 

      O apoio social não revela grandes influências na saúde quer mental quer física.

    • D. 

      Todas as anteriores.

  • 39. 
    Sobre os conceitos “psicologia social” e “saúde” NÃO é certo que: (2011/2012)
    • A. 

      As mudanças no comportamento (externo) podem provocar mudanças internas.

    • B. 

      Diversos aspetos do domínio psicossocial e afetivo que podem interferir com a saúde.

    • C. 

      A saúde é atualmente vista como uma consequência exclusiva dos diversos fatores do domínio psicológico e social.

    • D. 

      É possível se produzirem mudanças internas ou externas com repercussões diretas ou indiretas na saúde e na doença.

  • 40. 
    As atitudes face à saúde envolvem: (2011/2012)
    • A. 

      Prevenção primária, Tratamento e Reabilitação.

    • B. 

      Apoio psicológico, Autoestima e Tratamento.

    • C. 

      Prevenção primária, Prevenção secundária e Tratamento.

    • D. 

      Prevenção, Apoio social e Reabilitação.

  • 41. 
    São determinantes dos comportamentos saudáveis: (2011/2012)
    • A. 

      Variáveis demográficas.

    • B. 

      Perceção dos sintomas.

    • C. 

      Fatores situacionais.

    • D. 

      Todas as anteriores.

  • 42. 
    Os componentes de risco são menos frequentes: (2011/2012)
    • A. 

      Em indivíduos economicamente estáveis

    • B. 

      Indivíduos solteiros

    • C. 

      Indivíduos com melhores relações de apoio

    • D. 

      Indivíduos que vivem em espaços urbanos

  • 43. 
    Os indivíduos que optaram pela carreira profissional em vez de construírem uma família, dizem-se sentir: (2011/2012)
    • A. 

      Realizados

    • B. 

      Felizes

    • C. 

      Arrependidos

    • D. 

      Infelizes

  • 44. 
    1.O comportamento que implica a seleção e a ingestão de alimentos apenas por fatores afetivos e agentes de socialização. 2.As atitudes face aos alimentos determinam o padrão de consumo. Este consumo é fortemente influenciado pelo fator peso, especialmente nas raparigas. (2011/2012)
    • A. 

      Ambas as afirmações são verdadeiras

    • B. 

      Apenas a afirmação 1 é verdadeira

    • C. 

      Ambas as afirmações são falsas

    • D. 

      Apenas a afirmação 2 é verdadeira

  • 45. 
    Assinale a afirmação verdadeira: (2011/2012)
    • A. 

      Na teoria da externalidade, o processo de ingestão é determinado por fatores extrínsecos ao alimento (aroma, gosto e expecto)

    • B. 

      A teoria da restrição defende que os indivíduos restritivos, pressionados por fatores sociais, tendem percepcionarem-se como tendo peso excessivo ou forma do corpo indesejado, envolvendo-se em dietas.

    • C. 

      Ambas as afirmações estão corretas

    • D. 

      Apenas a segunda afirmação está correta.

  • 46. 
    Relativamente aos fatores que influenciam o comportamento alimentar, assinale a opção que não corresponde a um fator interno: (2011/2012)
    • A. 

      Necessidades fisiológicas

    • B. 

      Preferências alimentares

    • C. 

      Normas e valores sociais/culturais

    • D. 

      Desenvolvimento psicossocial

    • E. 

      Estado de saúde

  • 47. 
    Quais os fatores de ordem psicológica e psicossocial que considera contribuírem para dificultar as mudanças no estilo de vida e nomeadamente dos hábitos alimentares: (2011/2012)
    • A. 

      Falta de motivação

    • B. 

      Influências sociais

    • C. 

      Crenças

    • D. 

      Sentimentos de baixa auto-eficácia

    • E. 

      Todas as anteriores

  • 48. 
    Qual dos seguintes factores não influência os comportamentos de saúde … (2011/2012)
    • A. 

      Conhecimentos acerca de diversas doenças

    • B. 

      Acessibilidade aos serviços de saúde

    • C. 

      Factores climatéricos ou ambientais

    • D. 

      Factores demográficos e culturais

  • 49. 
    As explicações para a ingestão em excesso encontram-se descritas: (2010/2011)
    • A. 

      Na Teoria da Extremidade;

    • B. 

      Na Teoria da Psicossomática

    • C. 

      Na Teoria da Restrição

    • D. 

      Alíneas a),b),c);

    • E. 

      Nenhuma das anteriores

  • 50. 
    A Teoria de Piaget postula que: (2010/2011)
    • A. 

      O individuo possui um conjunto de conhecimentos caracteristicos do seu nível cognitivo

    • B. 

      O individuo utiliza intuição como ferramenta fundamental para o conhecimento

    • C. 

      O individuo tem uma aprendizagem associativa, por intuicao de estados emocionais.

    • D. 

      O individuo aprende atraves das inter-relações com o seu ambiente.

    • E. 

      Nenhuma das anteriores

  • 51. 
    Considerando as 5 etapas do Modelo Transteórico, o individuo começa a admitir a possibilidade de mudança no estádio de: (2010/2011)
    • A. 

      Pré-Comtemplação

    • B. 

      Contemplação

    • C. 

      Preparação

    • D. 

      Acção

    • E. 

      Recuperação

  • 52. 
    Dos factores que influenciam o comportamento alimentar, escolha a opção que corresponder a um factor externo: (2010/2011)
    • A. 

      Preferências Alimentares

    • B. 

      Desenvolvimento Psicossocial

    • C. 

      Comportamento Alimentar dos Progenitores

    • D. 

      Significado dos alimentos

    • E. 

      Necessidades fisiológicas

  • 53. 
    Qual a opção se insere nas teoriias do desenvolvimento cognitivo? (2010/2011)
    • A. 

      Estádio sensório-motor

    • B. 

      Estádio operatório

    • C. 

      Estádio sensório-concreto

    • D. 

      Todas as anteriores

    • E. 

      Nenhumas das anteriores

  • 54. 
    Qual destes é um factor externo que influência o comportamento alimentar ? (2010/2011)
    • A. 

      Meios de Comunicação

    • B. 

      Necessidades fisiologicas

    • C. 

      Imagem corporal

    • D. 

      Estado de Saude

    • E. 

      Todos os mencionados anteriormente

  • 55. 
    O comportamento alimentar não se categoriza por: (2010/2011)
    • A. 

      Estilo restritivo

    • B. 

      Ingestão emocional

    • C. 

      Ingestão externa

    • D. 

      Todas as anteriores

    • E. 

      Nenhuma das opções

  • 56. 
    Os hábitos alimentares não são: (2010/2011)
    • A. 

      Adquiridos na infancia e na adolescencia

    • B. 

      Causa de doenças graves

    • C. 

      Influencia importante em cada fase de crescimento

    • D. 

      Influenciados pelos amigos

    • E. 

      Facilmente alterados

  • 57. 
    Dos factores que influenciam o comportamento alimentar, escolha a opção que corresponde a um factor interno: (2010/2011)
    • A. 

      Família

    • B. 

      Amigos

    • C. 

      Valores Sociais

    • D. 

      Auto-conceito

    • E. 

      Meios de Comunicação

  • 58. 
    Na súde, o tipo de prevenção secundária consiste: (2010/2011)
    • A. 

      Na prevenção da doença

    • B. 

      No tratamento da doença

    • C. 

      Na reabilitação do doente

    • D. 

      No trabalho sobre os factores de risco

    • E. 

      Nenhuma das anteriores

  • 59. 
    Os determinantes psicossociais do comportamento alimentar são: (2010/2011)
    • A. 

      Os conhecimentos sobre nutrimentos (informação), crenças (alimentos 'mágicos'), sentimentos e contextos associados ao consumo, desejo, estilo de vida, auto conceito, auto estima, etc

    • B. 

      A influencia dos outros significativos, a familia, o grupo de pertença, atitudes, norma social, a comunidade, o sistema cultural, etc

    • C. 

      A) e b) estão correctas

    • D. 

      Nenhuma das anteriores

  • 60. 
    O modelo de intervenção e perspectivas teoricas fazem parte do(a): (2010/2011)
    • A. 

      Teoria do comportamento

    • B. 

      Psicologia do desenvolvimento

    • C. 

      Psicologia Social

    • D. 

      Todas as anteriores

    • E. 

      Nenhuma das anteriores

  • 61. 
    Mesibov e Johnson estabelecem 3 alvos principais: (2010/2011)
    • A. 

      Educação dos pais, educação escolar, apoio dos amigos;

    • B. 

      Educação dos pais, educação escolar, avaliação e intervenção precoce

    • C. 

      Educação dos pais, apoio dos amigos, desenvolvimento de competências sociais em crianças

    • D. 

      Educação dos pais, avaliação e intervenção precoce, desenvolvimento de competências sociais em crianças

    • E. 

      Nenhuma das anteriores

  • 62. 
    Acontecimentos, fenómenos ou mudanças associados à ocorrência ou ao aumento da probabilidade de ocorrência de uma patologia definem: (2010/2011)
    • A. 

      Factores de risco

    • B. 

      Qualidade de vida

    • C. 

      Factores Protectores

    • D. 

      Opções correctas: a) e c)

    • E. 

      Nenhuma das anteriores

  • 63. 
    Relativamente aos factores protectores, seleccione a opção correcta: (2010/2011)
    • A. 

      Permitem a ocorrência de uma patologia;

    • B. 

      Não são biológicos, ambientais, sociais, psicológicos nem comportamentais

    • C. 

      Dificultam/impedem a ocorrência de uma patologia

    • D. 

      Podem ser Biologicos, ambientais, sociais, psicologicos e comportamentais

    • E. 

      Opcoes correctas: c) e d)

  • 64. 
    Estrategias que visam impedem a ocorrencia de uma doença fazem parte da: (2010/2011)
    • A. 

      Prevenção Primária

    • B. 

      Prevenção Secundaria

    • C. 

      Prevenção Tercearia

    • D. 

      Coping

    • E. 

      Adesão

  • 65. 
    O coping corresponde: (2010/2011)
    • A. 

      Às atitudes dos indivíduos perante a saúde;

    • B. 

      Às decisões que tomam a propósito dos tratamentos

    • C. 

      Às desisões que tomam sob influência dos outros

    • D. 

      Às opções a) e b)

    • E. 

      Nenhuma das anteriores

  • 66. 
    O modo como os individuos reagem aos sintomas pode ser definido pelo conceito de: (2010/2011)
    • A. 

      Adesão

    • B. 

      Prevenção primária

    • C. 

      Coping

    • D. 

      Nenhuma das anteriores

    • E. 

      Opção a, b e c

  • 67. 
    A escolha alimentar é um processo de elevada complexidade e: (escolha a certa) (2010/2011)
    • A. 

      Pode ser resultado da influência dos pares através de processos de moldagem, atitudes, etc;

    • B. 

      Pode ser determinada por cpgnições ou crenças relativas a alimentos e questões de saúde;

    • C. 

      é influenciada por factores que emergem das relações interpessoais

    • D. 

      As influencias culturais e normas sociais parecem ter significado na selecção e decisão daquilo que cada um consome

    • E. 

      Todas as anteriores

  • 68. 
    Relativamente ao comportamento alimentar escolha a resposta correcta: (2010/2011)
    • A. 

      Os conhecimentos e crenças culturais sobre os nutrientes constituem determinantes psicológicos do comportamento alimentar.

    • B. 

      Os sentimentos e os contextos associados ao consumo alimentar influenciam fortemente o comportamento alimentar constituindo determinantes psicológicos do mesmo

    • C. 

      As atitudes da familia e outros significativos face à alimentação bem como o sistema de valores em que o individuo se insere infuenciam o paddrão alimentar, constituindo fortes determinantes psicológicos do comportamento alimentar

    • D. 

      Todas as anteriores

    • E. 

      Nenhuma das anteriores

  • 69. 
    O estilo alimentar refere-se: (2010/2011)
    • A. 

      Ao conjunto de factores e determinantes culturais da selecção e decisão dos alimentos a consumir

    • B. 

      Ao conjunto de factores e determinantes culturais e psicológicos da selecção e decisão dos alimentos a consumir e o processo de consumo

    • C. 

      A um padrão alimentar categorizado segundo alguns criterios

    • D. 

      A preferencias, atitudes, frequencia de ingestão, entre outros, podendo ser restritivo, de ingestão emocinal ou de ingestão, entre outros, podendo ser restritivo, de ingestão emocional ou de ingestão 'externa', sendo que não pode ser uma variavel operacionalizavel

    • E. 

      Todas as anteriores

  • 70. 
    A janela de vulnerabilidade refere-se: (2010/2011)
    • A. 

      Periodo de desenvolvimento em que a exposição a comportamentos de risco, tipicos dessa idade, facilita a integração no repertório pessoal

    • B. 

      Periodo de desenvolvimento em que a exposição a comportamentos de risco tipicos dessa idade nao facilita a integracao no repertorio pessoal

    • C. 

      Periodo onde nao devrao ser ensinadas atitudes preventivas, dado serem periodos de grande vulnerabilidade social

    • D. 

      Todas as anteriores

    • E. 

      Nenhuma das anteriores

  • 71. 
    Resiliencia pode ser entendida como: (2010/2011)
    • A. 

      Capacidade do individuo de recuperacao de uma experiencia traumatica

    • B. 

      Capacidade de um individuo para uma adaptação bem sucedida na presença de situações adversas

    • C. 

      Competencias e funcionamento positivo do individuo para ultrapassar situações de risco

    • D. 

      Alineas a) + b)

    • E. 

      Todas as anteriores

  • 72. 
    Relativamente às atitudes dos jovens face aos alimentos, escolha a errada: (2010/2011)
    • A. 

      O consumo de um determinado alimento deve-se exclusivamente às qualidades intrínsecas do mesmo, como aspecto, cheiro etc

    • B. 

      O consumo de um determinado alimento é influenciado pelas consequências do seu consumo no peso corporal

    • C. 

      O consumo de um determinado alimentos sofre influencias sociais decorrentes da observação dos consumos dos modelos de cada sujeito

    • D. 

      O consumo de determinado alimento está muito relacionado com hábitos de vida que facilitam ou estimulam o mesmo consumo

    • E. 

      O consumo de um determinado alimento tem em conta a influencia de consumo familiares

  • 73. 
    Entende-se por janela de vulnerabilidade: (2010/2011)
    • A. 

      Os periodos do desenvolvimento em que a exposição a comportamentos de risco, tipicos dessa idade, facilita a sua integração no repertório pessoal;

    • B. 

      Os períodos do desenvolvimento em que a exposição a comportamentos de risco, típicos dessa idade, facilita a sua integração no repertório social

    • C. 

      Os periodos de desenvolvimento em que a exposição a cmportamentos de risco, tipicos dessa idade, dificulta sua integração no espaço social

    • D. 

      Todas as anteriores

    • E. 

      Nenhuma das anteriores

  • 74. 
    A proposito das vantagens dos modelos da cognição social, escolha a opção errada: (2010/2011)
    • A. 

      Aumentam a compreensão acerca da saúde

    • B. 

      Descrevem os processos cognitivos que determinam motivações individuais para realizar determinados comportamentos

    • C. 

      Especificam as estratégias a utilizar na mudança das cognições

    • D. 

      Fornecem uma base teórica para a investigação

    • E. 

      A+C

  • 75. 
    Relativamente à importancia da rede social para a saude, escolha a opção errada: (2010/2011)
    • A. 

      Pessoas com relação sociais mais próximas tendem a lidar melhor com episódios de stress

    • B. 

      Uma rede social coesa, onde as pessoas experimem apoio e interesse pelos objectivos e decisões do individuo, potencia um aumento do bem-estar pessoal

    • C. 

      Estar casado é considerado um 'antídoto' para o stress, contudo, não constitui o melhor indicador de felicidade quando comparado com outros índices

    • D. 

      Normalmente a felicidade está mais associada ao sucesso afectivo do que ao sucesso profissional

    • E. 

      A felicidade está tradicionalmente associada ao lar

  • 76. 
    No que diz respeito à determinates dos comportamentos saudáveis, selecione a opção incorrecta: (2010/2011)
    • A. 

      Os comportamentos saudaveis são influenciados por factores demográficos situacionais, pela percepção de sintomas e por determinantes psicológicas

    • B. 

      As determinantes psicológicas dizem respeito a dois factores: os factores 'cognitivo' e os 'emocionais'

    • C. 

      As variáveis situacionais, ou seja, o contexto social associado a um determinado comportamento, a familia, amigos, entre outros, influenciam fortemente os comportamentos saudáveis

    • D. 

      O grupo de pertença constitui um factor demografico influenciador dos comportamentos saudaveis de cada individuo

    • E. 

      A adopção de comportamentos saudaveis é influenciada pela percepção de sintomas por parte do sugeito, podendo levá-lo a alterar um comportamento de risco

  • 77. 
    Tendo em conta os pressupostos teoricos do modelo das crenças da saude, escolha a opção errada: (2010/2011)
    • A. 

      O individuo adopta um comportamento preventivo se se considerar susceptível a um determinado problema de saúde

    • B. 

      Um individuo com obesidade iniciara uma dieta alimetar audavel e a pratica regular de exercício físico se considerar que corre o risco de sofrer um problema de saúde grave

    • C. 

      Se o individuo acreditar que o problema pode ser prevenido com a mudanca de comportamentos, mais facilmente iniciara comportamentos preventivos

    • D. 

      A realização de um determinado comportamentos é influenciada pela percepção de custo/beneficio que dele resultarão

    • E. 

      Um comportamento resulta da intervenção de o realizar, sendo essa intenção influenciada pelas atitudes, crenças e expectativas sociais em relção à realização de determinados comportamentos

  • 78. 
    Neofobia alimentar é: (2010/2011)
    • A. 

      Ter fobia a todo o tipo de alimentos

    • B. 

      Gostar de experimentar novos alimentos

    • C. 

      Recusa de novos alimentos

    • D. 

      Ser alérgico a novos alimentos

    • E. 

      Nenhuma das anteriores

  • 79. 
    Tendo em conta a teoria de desenvolvimento cognitivo, a contaminação e internalização ocorrem no estádio: (2010/2011)
    • A. 

      Sensório-motor

    • B. 

      Pré-operatório

    • C. 

      Operatório-concreto

    • D. 

      Operatório-formal

    • E. 

      Sensório-psicológico

  • 80. 
    O interesse do bébé pelo alimento demasiado doce/salgado tende a reduzir devido: (2010/2011)
    • A. 

      À educação recebida

    • B. 

      Factores sociais e psicológicos

    • C. 

      Ao consumo de leite materno em vez de artificial

    • D. 

      Ao distanciamento desses alimentos na sua alimentação

    • E. 

      A uma alimentação variada

  • 81. 
    Os anúncios ou campanhas publicitárias que têm como objectivo melhorar os hábitos alimentares das crianças e jovens revelam-se: (2010/2011)
    • A. 

      Eficazes, pois as crianças e jovens conseguem aperceber-se da importancia dos habitos alimentares e até mesmo corrigirem alguns dos seus

    • B. 

      Inuteis, visto construirem uma forma de publicidade enganosa

    • C. 

      Eficazes, pois melhoram os conhecimentos dietéticos contudo não revelam o mesmo sucesso na mudança dos comportamentos

    • D. 

      Indiferente, porque as crianças e jovens até podem achar muito importante a aquisição de hábitos alimentares saudaveis contudo, este é um conceito apenas aplicável a adultos.

    • E. 

      Nenhuma das anteriores

  • 82. 
    A cognição social: (2010/2011)
    • A. 

      Traduz a forma como os individuos interpretam as situações (contextos) sociais

    • B. 

      É a percepção da realidade pelos indivíduos

    • C. 

      Não é a função da descriçao objectiva dos dados do ambiente

    • D. 

      É aplicada em Modelos da Cognição Social

    • E. 

      Todas as anteriores

  • 83. 
    Segundo a definição da OMS (1948), a saúde: (2010/2011)
    • A. 

      Depende apenas de factores biológicos e genéticos

    • B. 

      É um estado de completo bem estar-físico, mental e social

    • C. 

      Consiste apenas na ausência de doença ou de enfermidade

    • D. 

      É apenas o bem-estar físico

    • E. 

      Não é um estado de integridade anatómica, fisiológica e psicológica

  • 84. 
    Relativamente às atitudes assinale a opção errada: (2010/2011)
    • A. 

      Predisposição para responder a um objecto social;

    • B. 

      São específicas e aplicam-se a aspectos concretos;

    • C. 

      Construídas através de informações cognitivas, emocionais e comportamentais;

    • D. 

      Relativamente estáveis ao longo do tempo;

    • E. 

      São representações colectivas de conceitos abstractos.

  • 85. 
    Uma atitude é: (2010/2011)
    • A. 

      Um comportamento;

    • B. 

      Uma representação abstracta que nos permite organizar e perceber situações;

    • C. 

      Uma predisposição para agir face a objectivos;

    • D. 

      Uma representação de uma situação, que ocorre após um comportamento;

    • E. 

      Todas as anteriores

  • 86. 
    Segundo a Teoria do desenvolvimento cognitivo de Jean Piaget, a noção de objecto permanente surge: (2010/2011)
    • A. 

      No estádio sensoriomotor;

    • B. 

      No estádio das operações concretas;

    • C. 

      No estádio das operações formais;

    • D. 

      No estádio pré-operatório;

    • E. 

      à nascença, já que se trata de uma característica cognitiva inata.

  • 87. 
    Relativamente às preferências alimentares das crianças seleccione a opção errada: (2010/2011)
    • A. 

      Resultam da exposição repetida a alimentos;

    • B. 

      São moldados pela observação do comportamento alimentar dos pais e de outras crianças;

    • C. 

      Resultam da aprendizagem através das experiências repetidas com alguns alimentos;

    • D. 

      O contexto social em que os alimentos são ingeridos influencia as preferências alimentares das crianças, podendo determinar a ingestão ou a rejeição de um alimento;

    • E. 

      Resultam das consequências fisiológicas da ingestão;

  • 88. 
    No que diz respeito às preferências alimentares dos jovens é verdade que: (2010/2011)
    • A. 

      A forma como se estabelecem não é mais complexa do que as preferências alimentares da infância;

    • B. 

      As preferências alimentares são as mesmas do que quando eram criança, uma vez estabelecidas não são modificadas;

    • C. 

      Estão relacionadas com as qualidades intrínsecas dos alimentos, aspectos de saúde, influências dos hábitos de vida, da TV, da família e sociedade, e também com antecedentes relativos às preferências quando criança.

    • D. 

      A+C

    • E. 

      Todas as opções estão correctas;

  • 89. 
    As campanhas de acção para a saúde visam: (2010/2011)
    • A. 

      Perceber quais as necessidades de saúde da população;

    • B. 

      Estimular a aquisição e desenvolvimento de comportamentos saudáveis;

    • C. 

      Fornecer conhecimentos à população, potenciando hábitos que lhes permitem ter um estilo de vida saudavél

    • D. 

      B+C;

    • E. 

      Todas as opções estão correctas.

  • 90. 
    Relativamente ao conceito de Coping, escolha a opção correcta: (2010/211)
    • A. 

      Pode ser entendido como um processo/interacção entre o indivíduo e o meio;

    • B. 

      Tem em conta a avaliação por parte do indivíduo, isto é, a sua percepção, interpretação e representação psicológica de um determinado evento;

    • C. 

      A sua função está relacionada com a gestão de situações de stress;

    • D. 

      B+C;

    • E. 

      Todas as anteriores.

  • 91. 
    De acordo com Bandura, a auto-eficácia pode ser entendida como: (2010/2011)
    • A. 

      A crença nas capacidades pessoais para atingir objectivos;

    • B. 

      A crença que os outros têm nas capacidades de um indivíduo;

    • C. 

      Um processo de mudança de comportamentos;

    • D. 

      A+B;

    • E. 

      Todas estão correctas.

  • 92. 
    De acordo com o Modelo Transteórico, o processo de mudança ocorre ao longo de 5 fases. Seleccione a opção correspondente à sequência correcta. (2010/2011)
    • A. 

      Preparação, pré-contemplação, acção, contemplação e manutenção;

    • B. 

      Pré-contemplação, contemplação, preparação, acção e manutenção;

    • C. 

      Preparação, pré-contemplação, contemplação, manutenção e acção;

    • D. 

      Preparação, pré-contemplação, contemplação, acção e manutenção;

    • E. 

      Pré-contemplação, preparação, contemplação, acção e manutenção.

  • 93. 
    De acordo com o Modelo Transteórico, a possibilidade de mudança começa no estádio: (2010/2011)
    • A. 

      Preparação;

    • B. 

      Pré-contemplação;

    • C. 

      Acção;

    • D. 

      Contemplação;

    • E. 

      Manutenção.

  • 94. 
    Segundo o Modelo da Acção Racional: (2010/2011)
    • A. 

      Um comportamento resulta de um processo racional, que contempla variáveis individuais e sociais que determinam a intenção do comportamento;

    • B. 

      Um comportamento não resulta de um processo racional;

    • C. 

      Não têm em conta as expectativas e normas sociais;

    • D. 

      Não valoriza a percepção de controlo e a auto-eficácia;

    • E. 

      Todas as opções são verdadeiras.

  • 95. 
    O Modelo Biopsicossocial da saúde define que a saúde é: (2010/2011)
    • A. 

      Um estado completo de bem-estar físico;

    • B. 

      Ausência de doença ou enfermidade;

    • C. 

      Determinada apenas por factores biológicos e psicológicos;

    • D. 

      Um estado de completo bem-estar físico, mental e social;

    • E. 

      Nenhuma das opções está correcta.

  • 96. 
    Relativamente ao Modelo Processo Acção para a Saúde, assinale a opção errada: (2010/2011)
    • A. 

      Pode ser encarado segundo duas perspectivas: contínua e descontínua;

    • B. 

      O modelo contínuo é o mais adequado na área da investigação;

    • C. 

      O modelo descontínuo é o mais adequado na área da intervenção;

    • D. 

      A mudança não ocorre ao longo de fases ou estádios;

    • E. 

      Tem em conta a percepção de auto-eficácia como influenciadora de um comportamento preventivo de doença.

  • 97. 
    Os determinantes psicológicos do comportamento alimentar: (2010/2011)
    • A. 

      Ocorrem no contexto interpessoal

    • B. 

      Incluem as crenças, os conhecimentos, os sentimentos, os comportamentos, as atitudes

    • C. 

      Pressupõem a relação com os outros e respectiva influência

    • D. 

      Todas as anteriores

    • E. 

      Nenhuma das anteriores

  • 98. 
    O conceito de comportamento alimentar refere-se: (2010/2011)
    • A. 

      Aos aspectos quantitativos que estão implícitos no acto de ingestão alimentar

    • B. 

      Aos factores e determinantes culturais da selecção e decisão de quais alimentos consumir

    • C. 

      Ao valor calórico dos macronutrientes, energia ingerida

    • D. 

      Todas as anteriores

    • E. 

      Nenhuma das anteriores

  • 99. 
    Em relação ao estilo alimentar: (2010/2011)
    • A. 

      A pertinência da sua avaliação, através de questionários, está limitada a jovens e adultos

    • B. 

      Pode ser alterado por terapia comportamental cognitiva

    • C. 

      Todos os instrumentos actualmente utilizados categorizam-no apenas no contínuo restrição/não restrição

    • D. 

      Todas as anteriores

    • E. 

      Nenhuma das anteriores

  • 100. 
    O modelo das fases de mudança do comportamento ou modelo transteórico: (2010/2011)
    • A. 

      Põe em relevo a natureza dinâmica das crenças, do tempo e dos custos e benefícios de um comportamento específico

    • B. 

      Descreve a mudança de comportamentos como um mecanismo de "tudo ou nada"

    • C. 

      Baseia-se nas 5 fases de pré-contemplação, contemplação, preparação, acção e manutenção, que ocorrem sempre de um modo linear

    • D. 

      Quando aplicado à cessação do consumo de tabaco, o comportamento "há 4 meses que não fumo" ilustra a fase da acção.

    • E. 

      Desvaloriza o papel das crenças na predição do comportamento

  • 101. 
    Em relação aos estudos sobre a influência do stress sobre o comportamento alimentar, escolha a opção mais correcta: (2010/2011)
    • A. 

      O stress inibe a utilização da ingestão alimentar como estratégia de coping

    • B. 

      Há, por vezes, uma relação contraditória entre o stress e a quantidade de alimentos ingeridos (paradoxo stress/ingestão)

    • C. 

      Não existem diferenças entre os dois sexos no que diz respeito ao comportamento alimentar como resposta ao stress

    • D. 

      A dieta não influencia o impacto que o stress possa ter sobre a quantidade de alimentos ingerida

    • E. 

      Os resultados de investigação neste domínio têm-se revelado coerentes

  • 102. 
    O modelo desenvolvimental da escolha de alimentos: (2010/2011)
    • A. 

      Rejeita a possibilidade dos hábitos alimentares adquiridos na infância persistirem ao longo da vida adulta

    • B. 

      Assume que a nossa capacidade de integração dos diferentes factores determinantes da selecção alimentar é inata, estando portanto presente já à nascença

    • C. 

      É um modelo teórico que contempla de forma explícita o papel das cognições na predição e explicação do comportamento alimentar

    • D. 

      Explica o desenvolvimento das preferências alimentares com base na exposição, modelagem e aprendizagem por associação

    • E. 

      Desvaloriza a influência dos hábitos alimentares da família nas preferências e selecção alimentares das crianças

  • 103. 
    A teoria psicossomática: (2010/2011)
    • A. 

      É uma das teorias da obesidade

    • B. 

      Atribui a obesidade a uma sobre-ingestão que resulta da interpretação errada dos estados internos/emoções (sobre-ingestão emocional)

    • C. 

      Procura explicar o modo como as emoções afectam a ingestão alimentar

    • D. 

      Todas as anteriores

    • E. 

      Nenhuma das anteriores

  • 104. 
    A teoria da restrição: (2010/2011)
    • A. 

      Baseia-se na crença da associação entre a restrição cognitiva da alimentação e a alimentação excessiva

    • B. 

      Tem como limitação possível não conseguir explicar o comportamento alimentar das anoréticas-restritivas, por oposição às pessoas que fazem dieta, bulímicas e anorético-bulímicas que de facto relatam episódios pontuais de ingestão excessiva

    • C. 

      Permite explicar as flutuações do peso corporal que geralmente acompanham o estilo alimentar restritivo

    • D. 

      Todas as anteriores

    • E. 

      Nenhuma das anteriores

  • 105. 
    A restrição alimentar não é: (2010/2011)
    • A. 

      Um construto biológico

    • B. 

      Um estilo alimentar

    • C. 

      Resultado da interacção entre os factores fisiológicos na origem da fome e os esforços conscientes para contrariar o desejo

    • D. 

      Geralmente característica de pessoas insatisfeitas com o peso e imagem corporais

    • E. 

      Um controlo rígido se implicar atitudes que se baseiam no "tudo ou nada"

  • 106. 
    O modelo da Acção Racional: (2010/2011)
    • A. 

      Defende que a tomada de decisão é independente da razão

    • B. 

      Resulta de um processo racional

    • C. 

      Não valoriza a reflexão

    • D. 

      Depende exclusivamente das crenças pessoais

    • E. 

      A opinião dos outros não influencia a tomada de decisão do indivíduo

  • 107. 
    Nos testes, as qualidades psicométricas são: (2010/2011)
    • A. 

      Validade e Fidelidade

    • B. 

      Validade e Sensibilidade

    • C. 

      Sensibilidade, autonomia e Fidelidade

    • D. 

      Validade, Sensibilidade e Fidelidade

    • E. 

      Validade, Sensibilidade e Autonomia

  • 108. 
    O índice de consistência interno é utilizado na avaliação da (o) : (2010/2011)
    • A. 

      Fidelidade

    • B. 

      Validade

    • C. 

      Conteúdo

    • D. 

      Sensibilidade

    • E. 

      Autonomia

  • 109. 
    No âmbito dos modelos de cognição social, os estádios de mudança ou transteórico são: (2010/2011)
    • A. 

      Pré-contemplação, contemplação, preparação, acção e manutenção

    • B. 

      Pré-contemplação, contemplação, preparação, recuperação e acção

    • C. 

      Pré-contemplação, contemplação, preparação, pré-acção, acção e manutenção

    • D. 

      Preparação, contemplação, acção, recuperação e manutenção

    • E. 

      Recuperação, preparação, acção e solução