Diga Não à Indecisão: Grandioso Teste De Sentidos De Voto

5 Questes | Total Attempts: 52

Please wait...
Diga Não à Indecisão: Grandioso Teste De Sentidos De Voto

Diga não à indecisão: Grandioso teste de sentidos de voto


Questions and Answers
  • 1. 
    Em que estado se encontra a economia do país?
    • A. 

      Num estado desastroso. E com tendência para piorar ainda mais. A culpa é toda deste governo. (Dos anteriores não.)

    • B. 

      Está mal, mas em melhoria. E até resistimos de forma positiva à crise económica internacional (que não é culpa do governo).

    • C. 

      A ganância e a especulação financeira irresponsável conduziram-nos ao abismo. Era previsível.

    • D. 

      A economia de mercado continua a ter méritos e é o único sistema capaz de nos reconduzir à prosperidade. Se Deus quiser.

    • E. 

      Todos os grandes capitalistas deveriam ser queimados em grandes Autos de Fé laicos.

    • F. 

      Em estado gasoso.

    • G. 

      Mal como sempre. E não há quem consiga tirar-nos do buraco.

  • 2. 
    Educação: Qual o caminho?
    • A. 

      Ensino de qualidade gratuito e universal. Ou então só gratuito (se for pedir muito).

    • B. 

      Qualquer um menos o caminho que se tem seguido ao longo destes quatro anos. Mesmo que seja outro muito parecido ou quase igual.

    • C. 

      O caminho das novas tecnologias e da fluência em inglês. Um Magalhães para cada criança e o bilinguismo em cada cavidade bucal.

    • D. 

      As crianças não aprendem nada e não respeitam os professores. Quem ensina deve poder usar armas de fogo para impor disciplina.

    • E. 

      Sempre em frente até chegar à rotunda. Depois, perguntar no café.

    • F. 

      Inclusão nos programas das diversas opções de vida para permitir escolhas livres. Educação sexual trasngender obrigatória.

    • G. 

      Deixar de usar a educação como laboratório para projectos políticos seria um bom início.

  • 3. 
    Na política externa, como deverá posicionar-se o país?
    • A. 

      Qualquer coisa menos continuar agachado e com um sorriso imbecil como até agora.

    • B. 

      Há quem lhe chame subserviência insignificante iludida. Também há quem lhe chame coisas mais bonitas.

    • C. 

      Abaixo a subserviência! Viva o lambe-botismo!

    • D. 

      Portugal fora da NATO.

    • E. 

      Portugal dentro da NATO, mas a fazer manguitos ocasionais à União Europeia.

    • F. 

      Cuba não é uma ditadura. Desculpem, mas não é.

    • G. 

      A fazer o pino.

  • 4. 
    Que perfil deverá ter um primeiro-ministro de Portugal?
    • A. 

      Grisalho. Sensual. Bem-falante (menos em línguas estrangeiras). Com formação académica quase inegável.

    • B. 

      Um homem do povo, antigo operário e sem medo de arregaçar as mangas e de comer bifanas com o eleitor.

    • C. 

      Seca de carnes. Seca de palavras. Seca de espírito. Parecida com a Bruxa do Feiticeiro de Oz mas menos verde.

    • D. 

      Aprumado, bem vestido, com pergaminhos familiares e apego à tradição. Com poucas suspeitas de homossexualidade.

    • E. 

      Uma mistura perfeita de radical e cromo de óculos que nunca diz palavrões.

    • F. 

      De preferência com nariz.

    • G. 

      Um perfil diferente de todos os que aparecem nos cartazes.

  • 5. 
    Quais são os seus ideais políticos?
    • A. 

      De esquerda, mas com moderação. Nada de esquerdalhices desnecessárias.

    • B. 

      Assumidamente de esquerda. Esquerdalhices incluídas.

    • C. 

      Assumidamente de esquerda. Mas com lugar cativo no Lux.

    • D. 

      De direita. Acho eu.

    • E. 

      Tão de direita que até chateia.

    • F. 

      Ideais? Para quê?

    • G. 

      São pequenos, felpudos e azuis.

Back to Top Back to top