Contrarrelógio - EvoluÇÃo Cursos - Biologia

15 Questes | Total Attempts: 43

SettingsSettingsSettings
Please wait...
Contrarrelógio - EvoluÇÃo Cursos - Biologia

BIOLOGIA
Jordanna Almeida

- 15 questões. Todas as questões têm a mesma pontuação;
- 60 minutos correntes para o contrarrelógio.


Questions and Answers
  • 1. 
    Todas as bactérias que não são arqueobactérias são eubactérias. Provavelmente esses seres tenham sido os mais primitivos. De organização bem simples, as bactérias possuem algumas semelhanças com as células dos eucariontes. A figura abaixo mostra um desses seres:
    • A. 

      A reprodução por divisão binária, como origina duas células filhas, é considerada uma mitose.

    • B. 

      Da mesma forma que um vírus, esses seres necessitam de uma célula hospedeira para reproduzir.

    • C. 

      A estrutura flagelar na bactéria acima, responsável pela defesa e locomoção, tem sua origem a partir da organela conhecida por centríolos.

    • D. 

      A organela citoplasmática ribossomos, embora estruturalmente diferente dos eucariontes, responde também pela síntese de proteínas.

    • E. 

      O plasmídio, molécula de DNA circular, contém mais genes que o único cromossomo bacteriano, sendo esses genes responsáveis pelo metabolismo celular.

  • 2. 
    No vaga-lume, há um gene que determina a produção de luciferase, enzima responsável pela oxidação da substância luciferina, levando à produção de luz. Através da engenharia genética, esse gene foi transferido para uma célula vegetal e, a partir desta, obteve-se uma planta inteira. Após ser regada com solução de luciferina, a referida planta começou a emitir luz. O resultado desse experimento indica que a planta.
    • A. 

      Incorporou um segmento de RNA do vaga-lume, a partir do qual as células da planta produziram RNA e luciferase.

    • B. 

      Incorporou um segmento de RNA do vaga-lume, a partir do qual as células da planta produziram DNA e luciferase.

    • C. 

      Incorporou um segmento de DNA do vaga-lume, que possibilitou às células da planta a produção de luciferase.

    • D. 

      Incorporou um segmento de DNA do vaga-lume, que não possibilitou a produção de RNA  nem de luciferase.

    • E. 

      Não expressou o gene do vaga-lume.

  • 3. 
    Osmose é o evento que consiste na passagem do solvente pela membrana semipermeável. Esse processo ocorre da solução mais diluída para a mais concentrada. Observe as figuras A, B e C; 1, 2 e 3 da representação para em seguida assinalar: qual o meio (solução), representado nas figuras, caracterizam as hemácias submetidas à solução hipotônica?
    • A. 

      Figura A.

    • B. 

      Figura B.

    • C. 

      Figura C.

    • D. 

      Figura 1.

    • E. 

      Figuras 2 e 3.

  • 4. 
    Observe a imagem abaixo.
    • A. 

      Ao ser estimulada, a membrana de um neurônio em repouso se despolariza. Na área estimulada, ocorre uma alteração momentânea na permeabilidade da membrana plasmática e a entrada de íons potássio.

    • B. 

      Ao período de despolarização, segue-se um período de repolarização, em que o sódio se difunde para o meio extracelular. Posteriormente, a bomba de sódio e potássio restabelece os gradientes normais destes íons na célula.

    • C. 

      Se o estímulo for de baixa intensidade, inferior ao limiar de excitação, as alterações sofridas pelo neurônio serão suficientes apenas para gerar um impulso nervoso de baixa propagação.

    • D. 

      A membrana do neurônio em repouso é polarizada como uma pilha elétrica. Sua face interna representa o polo negativo, e a face externa funciona como polo positivo.

    • E. 

      Axônios amielínicos transmitem o impulso nervoso mais rapidamente que os mielinizados.

  • 5. 
    O sistema nervoso autônomo (SNA) atua sobre atividades que não são voluntárias, como a contração das paredes da bexiga, a produção de suor, a frequência cardíaca e o funcionamento do sistema digestório. Esta área do sistema nervoso apresenta dois ramos anatômico-funcionais distintos: o simpático e o parassimpático. Estes dois ramos são antagônicos e complementares, adequando-se a cada situação passada pelo organismo. Das alternativas a seguir, qual mostra uma atividade correta de um desses ramos do SNA?
    • A. 

      O simpático estimula o peristaltismo do intestino.

    • B. 

      O parassimpático promove a dilatação da pupila.

    • C. 

      O simpático inibe a secreção de adrenalina.

    • D. 

      O parassimpático aumenta a frequência cardíaca.

    • E. 

      O simpático inibe a liberação de saliva.

  • 6. 
    O fruto de um vegetal é o resultado do ovário hipertrofiado, após a fecundação. A parte comestível do fruto geralmente é chamada de mesocarpo, não sendo a única a servir como alimento. Nos pseudofrutos as partes comestíveis originam-se de outras partes da flor. Dos falsos frutos abaixo listados, assinale qual deles não tem a parte comestível corretamente mencionada.
    • A. 

      No figo, come-se a parte que é originada a partir do receptáculo e de outras peças florais reunidas em inflorescências.

    • B. 

      Na pera, a parte comestível é a parte central, originada do receptáculo floral.

    • C. 

      Na maçã, a parte comestível é a parte central, originada do receptáculo floral.

    • D. 

      No morango, a parte comestível desenvolve-se do receptáculo de flor com diversos ovários.

    • E. 

      No caju, a parte comestível e suculenta desenvolve-se da corola.

  • 7. 
    Apesar de as bactérias não possuírem reprodução sexuada, pode ocorrer mistura de genes entre indivíduos diferentes, o que é conhecido como recombinação genética. Observe a charge a seguir:
    • A. 

      Mutação bacteriana, auxiliando na descontaminação de meios saturados em antibióticos, tornando-a capaz de transformá-los em substâncias inócuas.

    • B. 

      Conjugação bacteriana pela transferência de DNA de uma bactéria doadora (F+), capaz de formar o pili sexual, para uma receptora (F).

    • C. 

      Transdução bacteriana por transferência de segmentos de DNA de uma bactéria para outra mediada por vírus.

    • D. 

      Transformação bacteriana por meio da absorção de fragmentos de DNA dispersos no ambiente, provenientes de bactérias mortas e decompostas.

  • 8. 
    Recentes descobertas têm provocado grande discussão por poderem alterar o futuro do esporte. Nessas pesquisas, foi mostrada a existência de duas proteínas que atuam regulando o crescimento das células musculares: o fator de crescimento IGF-1 e a miostatina. O crescimento muscular é estimulado pelo fator IGF-1 e limitado pela miostatina. Scientific American Brasil, 08/2004 A partir desse conhecimento é possível modular o crescimento muscular por meio de vários procedimentos. Analise os procedimentos abaixo e aponte aquele que poderia promover o desenvolvimento mais duradouro da massa muscular, em indivíduos sedentários, se executado uma única vez, sem deixar vestígios detectáveis sem exames de sangue ou urina.
    • A. 

      Introduzir nas células musculares novas cópias de RNA mensageiro que codifica o fator IGF-l.

    • B. 

      Injetar anticorpos produzidos contra a proteína miostatina.

    • C. 

      Introduzir nas células musculares nova cópia do gene do fator IGF-l, utilizando técnicas aplicadas em terapia gênica.

    • D. 

      Injetar a proteína miostatina mutada que bloqueia a ação da miostatina normal por competir pelo seu receptor.

    • E. 

      Injetar anticorpos produzidos contra o fator IGF-l.

  • 9. 
    Sobre o controle hormonal da digestão humana, analise a figura abaixo e assinale a alternativa correta:
    • A. 

      A gastrina, produzida no pâncreas, estimula a secreção de suco gástrico no estômago.

    • B. 

      A secretina, produzida no intestino delgado, estimula a produção de bile pelo fígado.

    • C. 

      A colecistoquina (CCQ), produzida no fígado, inibe a secreção de suco gástrico.

    • D. 

      A gastrina, produzida na vesícula biliar, inibe a secreção e a produção da bile pelo fígado.

    • E. 

      A secretina, produzida no intestino grosso, reduz a mobilidade intestinal.

  • 10. 
    Graças ao desenvolvimento da Biologia Molecular, sabe-se que, no interior das mitocôndrias, existem moléculas de ácido desoxirribonucleico (DNA), com alguns genes relacionados à síntese de proteínas envolvidas nas etapas da respiração celular. Mutações ocorridas nos genes mitocondriais estão associadas ao aparecimento de doenças humanas, como o mal de Alzheimer, diabetes melito e muitas outras enfermidades. Nesses casos, essas doenças são transmitidas apenas pelas mães aos seus descendentes porque:
    • A. 

      Essas enfermidades só ocorrem no sexo feminino.

    • B. 

      A quantidade de mitocôndrias é maior nos óvulos do que nos espermatozoides.

    • C. 

      As mitocôndrias dos espermatozoides desintegram-se no citoplasma dos óvulos após a fecundação.

    • D. 

      As mitocôndrias são responsáveis pela produção de energia nas células.

    • E. 

      As mitocôndrias nos indivíduos do sexo masculino não possuem DNA.

  • 11. 
    Um pesquisador percebe que o rótulo de um dos vidros em que guarda um concentrado de enzimas digestivas está ilegível. Ele não sabe qual enzima o vidro contém, mas desconfia que seja uma protease gástrica, que age no estômago digerindo proteínas. Sabendo que a digestão no estômago é ácida e no intestino é básica, ele monta cinco tubos de ensaio com alimentos diferentes, adiciona o concentrado de enzimas em soluções com pH determinado e aguarda para ver se a enzima age em algum deles. O tubo de ensaio em que a enzima deve agir para indicar que a hipótese do pesquisador está correta é aquele que contém:
    • A. 

      Cubo de batata em solução com pH = 9.

    • B. 

      Pedaço de carne em solução com pH = 5.

    • C. 

      Clara de ovo cozida em solução com pH = 9.

    • D. 

      Porção de macarrão em solução com pH =5.

    • E. 

      Bolinha de manteiga em solução com pH = 9.

  • 12. 
    Os vírus são agentes infecciosos microscópicos, sendo até 10.000 menores que a maioria das bactérias. São a estrutura biológica mais comum em nosso planeta, sendo mais numerosos que animais, plantas, fungos, parasitos e bactérias juntos. Existem cerca de 21 famílias de vírus capazes de provocar doenças nos seres humanos. Uma mesma família pode ser responsável por diversas doenças diferentes, como é o caso da família Herpesviridae, composta por mais de 130 tipos de vírus, que podem provocar herpes simples, catapora, herpes zoster, mononucleose, sarcoma de Kaposi, exantema súbito, citomegalovirose, etc. Um vírus é basicamente uma pequena coleção de material genético (DNA ou RNA) envolto por uma cápsula de proteína. Para que o vírus apresente algum sinal de atividade e se reproduza, ele precisa estar dentro da célula de algum ser vivo. Fonte: http://www.mdsaude.com/2014/03/doencas-causadas-por-virus.html. Acesso em 23 abr. 2016. (com adaptações) Sobre os parasitas descritos acima, é correto afirmar que
    • A. 

      Os vírus são considerados parasitas facultativos, podendo manifestar-se dentro da célula ou no meio ambiente.

    • B. 

      A partícula viral é composta por núcleo que é o próprio genoma, capsídeo que envolve o genoma do vírus e alguns vírus apresentam o envelope (um revestimento externo).

    • C. 

      Para o vírus da herpes zoster ser capaz de se multiplicar e provocar a doença, é essencial que ele mantenha intacto seu material genético formado por DNA e RNA.

    • D. 

      No ciclo lisogênico, o vírus se aproxima da célula e injeta o seu material genético. Esse material entra na célula e se multiplica com a ajuda das organelas da célula infectada.

    • E. 

      No ciclo lítico, o vírus introduz o seu material genético na célula. Esse material vai fazer parte do DNA da célula e irá ser replicado durante o processo de meiose celular.

  • 13. 
    Os antibióticos estão perdendo a competição para as bactérias. Numa experiência, cientistas ingleses misturaram duas espécies de bactérias, a Staphylococcus aureus e a Enterococcus. A primeira era quase imbatível, porque já havia deixado para trás os mais de 200 tipos de antibióticos conhecidos, com exceção da vancomicina; a segunda espécie sabia o que fazer para derrotar justamente a tal vancomicina — e foi esse segredo que transmitiu às Staphylococcus aureus, passados alguns dias de convivência em tubo de ensaio. Os remédios antimicrobianos têm várias estratégias para vencer os adversários. Uma delas é a destruição de uma estrutura complexa e resistente, que dá a forma da célula bacteriana. Fonte: http://super.abril.com.br/ciencia/antibioticos-x-bacterias-a-corrida-do-seculo. (Adaptado). Assinale a alternativa que apresenta a estrutura complexa e resistente citada no texto.
    • A. 

      Cápsula de lignina.

    • B. 

      Glicocálix.

    • C. 

      Membrana plasmática.

    • D. 

      Parede celulósica.

    • E. 

      Parede bacteriana.

  • 14. 
    Leia a notícia abaixo. “Estudo brasileiro publicado na Nature prova que o zika causa microcefalia”. “...os resultados também mostram que o zika atravessa a placenta e provoca a microcefalia atacando as células progenitoras corticais. Presentes nos estágios iniciais do desenvolvimento, essas células dariam origem à estrutura do córtex cerebral”. (Fonte: http://brasileiros.com.br/2016/05/estudo-brasileiropublicado-na-nature-prova-que-zika-causa-microcefalia/). Considerando o sistema nervoso humano, é correto afirmar que, dentre as funções do córtex cerebral, está:
    • A. 

      O controle da temperatura corporal.

    • B. 

      A regulação dos batimentos cardíacos.

    • C. 

      A coordenação do tônus muscular.

    • D. 

      A retransmissão de impulsos nervosos.

    • E. 

      O processamento das emoções e da memória.

  • 15. 
    No trecho a seguir, os autores destacam algumas características do trabalhador brasileiro: Rancho de Goiabada (João Bosco Aldair Blanc) ♫ Os boias-frias Quando tomam umas birita Espantam a tristeza Sonham com bife-a-cavalo, Batata-frita e sobremesa É goiabada-cascão com muito queijo. Depois do café, cigarro e um beijo De uma mulata chamada Leonor Ou Dagmar... ♫ Do ponto de vista botânico, podemos afirmar que:
    • A. 

      O caldo de cana, do qual é feita a birita (cachaça), é constituído de uma solução orgânica em que predominam açúcares solúveis acumulados no floema do colmo cheio da cana-de-açúcar.

    • B. 

      A batata-frita, alimento muito apreciado, corresponde à raiz tuberosa principal de plantas de batata Solanum tuberosum, que armazena substâncias de reserva, principalmente o amido.

    • C. 

      A goiabada-cascão tem pedaços (cascão) do fruto da goiabeira, que correspondem ao epicarpo seco originado do receptáculo floral.

    • D. 

      O famoso cafezinho brasileiro tem como um dos seus principais constituintes a cafeína, que possui acentuada ação estimulante e é produzida pelo tegumento da semente.

    • E. 

      O cigarro, feito a partir do meristema apical das folhas de fumo Nicotiana tabacum, tem alta concentração de nicotina, alcaloide que pode provocar o câncer de pulmão.

Back to Top Back to top