PrÉ-histÓria

12 Questes

Settings
Please wait...
Pr-histria

Questions and Answers
  • 1. 
      Sobre o surgimento da agricultura - e seu uso intensivo pelo homem - pode-se afirmar que:
    • A. 

      Foi posterior, no tempo, ao surgimento do Estado e da escrita.

    • B. 

      Como tantas outras invenções, teve origem na China, donde se difundiu até atingir a Europa e, por último, a América.

    • C. 

      Ocorreu, em tempos diferentes, no Oriente Próximo (Egito e Mesopotâmia), na Ásia (Índia e China) e na América (México e Peru).

    • D. 

      Ocorreu no Oriente Próximo (Egito e Mesopotâmia) e daí se difundia para a Ásia (Índia e China), Europa e a partir desta para a América.

    • E. 

      De todas as invenções fundamentais, como a criação de animais, a metalurgia e o comércio, foi a que menos contribuiu para o ulterior progresso material do homem.

  • 2. 
    Na Pré-História encontramos fases do desenvolvimento humano. Qual a alternativa que apresenta características das atividades do homem na fase neolítica?
    • A. 

      Os homens praticavam uma economia coletora de alimentos.

    • B. 

      Os homens conheciam uma economia comercial e já praticavam os juros

    • C. 

      Os homens aprenderam a controlar o fogo.

    • D. 

      Os homens cultivavam plantas e domesticavam animais, tornando-se nômades.

    • E. 

      Os homens cultivavam plantas e domesticavam animais, tornando-se produtores de alimentos.

  • 3. 
    Alguns historiadores afirmam que a História iniciou quando a humanidade inventou a escrita. Nessa perspectiva, o período anterior à criação da escrita é denominado Pré-História. Sobre esse assunto assinale a alternativa correta.  a) A história e a Pré-História só podem se diferenciar pelo critério da escrita. Logo, aqueles historiadores que não concordam com esse critério estão presos a uma visão teológica da História.
    • A. 

      A história e a Pré-História só podem se diferenciar pelo critério da escrita. Logo, aqueles historiadores que não concordam com esse critério estão presos a uma visão teológica da História.

    • B. 

      Esta afirmação não encontra qualquer contestação dos verdadeiros historiadores, pois ela é uma prova irrefutável de que todas as culturas evoluem para a escrita.

    • C. 

      Os historiadores que defendem a escrita como único critério que diferencia a História da Pré-História reafirmam a tradição positivista da História. d) A escrita não pode ser vista como critério para distinguir a História da Pré-História, pois o aspecto econômico é considerado um critério muito mais importante.

    • D. 

      Os únicos historiadores que defendem a escrita como critério são os franceses, em razão da influência da filosofia iluminista.

  • 4. 
    (Fuvest 2012)  Há cerca de 2000 anos, os sítios superficiais e sem cerâmica dos caçadores antigos foram substituídos por conjuntos que evidenciam uma forte mudança na tecnologia e nos hábitos. Ao mesmo tempo que aparecem a cerâmica chamada itararé (no Paraná) ou taquara (no Rio Grande do Sul) e o consumo de vegetais cultivados, encontram-se novas estruturas de habitações.   André Prous. O Brasil antes dos brasileiros. A pré-história do nosso país. Rio de Janeiro: Zahar, 2007, p. 49. Adaptado.
    • A. 

      Favoreceu a ampliação das trocas comerciais com povos andinos, que dominavam as técnicas de produção de cerâmica e as transmitiram aos povos guarani.

    • B. 

      Possibilitou que os povos que a praticavam se tornassem sedentários e pudessem armazenar alimentos, criando a necessidade de fabricação de recipientes para guardá-los.

    • C. 

      Proliferou, sobretudo, entre os povos dos sambaquis, que conciliaram a produção de objetos de cerâmica com a utilização de conchas e ossos na elaboração de armas e ferramentas.

    • D. 

      Difundiu-se, originalmente, na ilha de Fernando de Noronha, região de caça e coleta restritas, o que forçava as populações locais a desenvolver o cultivo de alimentos.

    • E. 

      Era praticada, prioritariamente, por grupos que viviam nas áreas litorâneas e que estavam, portanto, mais sujeitos a influências culturais de povos residentes fora da América.

  • 5. 
    (Unioeste 2012)  O Estado surgiu quando a tradicional autoridade dos chefes de famílias, adequada para comunidades pastoris, mostrou-se insuficiente para gerir uma sociedade mais complexa, baseada na articulação entre aldeias e cidades. Sobre o Estado, é INCORRETO afirmar que
    • A. 

      O aparecimento do Estado não ocorreu simultaneamente em todas as sociedades, nem devido aos mesmos fatores em todas as regiões.

    • B. 

      A maioria dos estudiosos admite que o surgimento do poder político esteve ligado às necessidades surgidas com a diversificação das atividades econômicas.

    • C. 

      Em algumas sociedades, como aquelas localizadas no Crescente Fértil, o poder político característico do Estado nasceu vinculado a religião.

    • D. 

      O Estado nem sempre existiu ao longo da história. Muitas sociedades se organizaram sem ele. Nas sociedades sem Estado, as funções políticas não estavam claramente definidas numa determinada instância de poder.

    • E. 

      A constituição da propriedade privada e a divisão do trabalho não guardam qualquer relação com o processo histórico da formação do Estado.

  • 6. 
    (Ufg 2010)  As pinturas rupestres são evidências materiais do desenvolvimento intelectual dos seres humanos. Embora tradicionalmente estudadas pela Arqueologia, elas ajudaram a redefinir a concepção de que a História se inicia com a escrita, pois 
    • A. 

      Funcionam como códices velados de uma comunidade à espera de decifração.

    • B. 

      Expressam uma concepção de tempo marcada pela cronologia.

    • C. 

      Indicam o predomínio da técnica sobre as forças da natureza.

    • D. 

      Atestam as relações entre registros gráficos e mitos de origem.

    • E. 

      Registram a supremacia do indivíduo sobre os membros de seu grupo.

  • 7. 
    (Ufpi 2008)  Nas últimas décadas o Piauí vem figurando como um tema obrigatório nas discussões sobre o primitivo povoamento do território americano, o que decorre, principalmente, dos achados arqueológicos da Serra da Capivara, no município piauiense de São Raimundo Nonato. Sobre esse assunto, assinale, nas alternativas a seguir, aquela que está INCORRETA: 
    • A. 

      Os municípios de São Raimundo Nonato, no Piauí, e de Central, na Bahia, detêm os mais antigos vestígios da presença humana na região nordeste.

    • B. 

      O acervo arqueológico de São Raimundo Nonato é administrado pela FUMDHAM - Fundação Museu do Homem Americano.

    • C. 

      A arqueóloga Niede Guidon, personalidade mais conhecida entre os profissionais que atuam junto ao acervo arqueológico de São Raimundo Nonato, tem protagonizado, ao longo dos anos, vários conflitos e polêmicas com o governo do Piauí, com órgãos federais como o IBAMA e até mesmo, com nativos do município de São Raimundo Nonato.

    • D. 

      Os achados arqueológicos de São Raimundo Nonato, no Piauí, assim como aqueles encontrados na Bahia, impõem uma revisão das teorias sobre o povoamento da América e não deixam dúvidas quanto à natureza autóctone do homem americano.

    • E. 

      Hoje, apesar de ainda ser forte a tese do povoamento da América ter-se dado através do Estreito de Behring, os estudiosos, a partir de acervos arqueológicos como os do Piauí, consideram seriamente a hipótese de múltiplas correntes de povoamento. Quanto à data da chegada dos primeiros povoadores, ainda há muitas controvérsias, não estando, em rigor, nada definitivamente estabelecido.

  • 8. 
    (Ufrgs 2008)  A Idade da Pedra costuma ser dividida em três períodos: Paleolítico, Mesolítico e Neolítico. Associe as cinco características da Idade da Pedra listadas a seguir, no bloco inferior, aos períodos citados no bloco superior.   1 - Paleolítico 2 - Mesolítico 3 - Neolítico   (     ) domesticação de animais (     ) descoberta do fogo (     ) formas e motivos abstratos na arte (     ) artefatos de pedra lascada (     ) difusão da agricultura   A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é 
    • A. 

      3 - 1 - 2 - 1 - 3.

    • B. 

      1 - 3 - 1 - 2 - 3.

    • C. 

      2 - 1 - 3 - 3 - 1.

    • D. 

      1 - 2 - 3 - 2 - 1.

    • E. 

      3 - 2 - 1 - 3 - 2.

  • 9. 
    (Enem 2007)   A pintura rupestre mostrada na figura anterior, que é um patrimônio cultural brasileiro, expressa 
    • A. 

      O conflito entre os povos indígenas e os europeus durante o processo de colonização do Brasil.

    • B. 

      A organização social e política de um povo indígena e a hierarquia entre seus membros.

    • C. 

      Aspectos da vida cotidiana de grupos que viveram durante a chamada pré-história do Brasil.

    • D. 

      Os rituais que envolvem sacrifícios de grandes dinossauros atualmente extintos.

    • E. 

      A constante guerra entre diferentes grupos paleoíndios da América durante o período colonial.

  • 10. 
    (Ufes 2007)  "À grande transformação econômica da Idade do Bronze dá-se o nome de Revolução Urbana. Essa revolução correspondeu à passagem das comunidades agrícolas auto-suficientes para cidades, com comércio e artesanato especializado. A agricultura continuou como a principal atividade econômica, mas a economia, antes agrícola e pastoril, ganhou maior diversidade e complexidade com a multiplicação dos ofícios ou profissões e com o estabelecimento de um sistema regular de trocas. Assim, por volta de 3000 a.C., o Egito, a Mesopotâmia e o Vale do Indo já não eram mais um conjunto de aldeias de agricultores auto-suficientes, mas constituíam Estados, com uma complexa organização social."                   (AQUINO, R. S. et al. "História das sociedades, das comunidades primitivas às sociedades medievais". Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1980. p. 77-78. Adaptado.)   Dos itens a seguir, o único que NÃO pode ser considerado característica da Revolução Urbana que resultou na formação da Civilização Mesopotâmica por volta de 3000 a.C. é 
    • A. 

      A escrita cuneiforme.

    • B. 

      A metalurgia do bronze.

    • C. 

      O modo-de-produção escravista.

    • D. 

      A arquitetura monumental, com destaque para os "zigurates".

    • E. 

      O sistema de Cidades-Estados independentes (Ur, Lagash, Nippur, Umma e outras).

  • 11. 
    (Ufpel 2006)  Texto 1                   "Em todo o mundo, a leste e a oeste, as populações começaram a trocar a dependência às hordas de grandes animais "muitas das quais em rápido declínio" pela exploração de animais menores e de plantas. [...] Onde as condições fossem particularmente adequadas [...], as peças do quebra-cabeça da domesticação se acomodaram e os coletores transformaram-se em agricultores."                   CROSBY, Alfred W. "Imperialismo ecológico". São Paulo: Companhia das Letras, 1993.   Texto 2                   "Os historiadores acostumaram-se a separar a coleta e a agricultura como se fossem duas etapas da evolução humana bastante diferentes e a supor que a passagem de uma à outra tivesse sido uma mudança repentina e revolucionária. Hoje, contudo, admite-se que essa transição aconteceu de maneira gradual e combinada. Da etapa em que o homem era inteiramente um caçador-coletor passou-se para outra em que começava a executar atividades de cultivo de plantas silvestres [...] e de manipulação dos animais [...]. Mas tudo isso era feito como uma atividade complementar da coleta e da caça."                   In: VICENTINO, Cláudio. História para o ensino médio: história geral e do Brasil. São Paulo: Scipione, 2005.   Os textos analisam 
    • A. 

      O final do Período Neolítico e se posicionam de forma convergente quanto ao papel revolucionário desempenhado pela agricultura e pela domesticação dos animais.

    • B. 

      O início do Período Neolítico e divergem entre si a respeito da existência da Revolução Neolítica, pois enquanto um indica uma transformação radical, o outro destaca a simultaneidade da caça, coleta e agricultura.

    • C. 

      O início do Paleolítico Inferior e são contraditórios entre si, no que se relaciona aos efeitos da agricultura, dentre eles a sedentarização humana.

    • D. 

      O final do Paleolítico Superior, no momento em que ocorreu a Revolução Agrícola, ambos afirmando que a caça e a coleta foram suprimidas pela agricultura.

    • E. 

      A Transição Mesolítica, e concordam que, com o cultivo das plantas e a criação de animais, ocorreu a suspensão das atividades de caça e coleta, provocando a Revolução Neolítica.

  • 12. 
    (Ufpel 2005) Analisando a linha do tempo, no período que vai do surgimento do homem até o desenvolvimento da agricultura, encontra-se a fase   
    • A. 

      Neolítica.

    • B. 

      Da invenção da escrita.

    • C. 

      Dos Metais.

    • D. 

      Da Antiguidade.

    • E. 

      Paleolítica.